Diferenças entre edições de "Esquimós"

Sem alteração do tamanho ,  24 maio
m
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 179.234.60.75 (usando Huggle) (3.4.9))
Etiquetas: Huggle Reversão
m
Os '''esquimós''' ou '''inuítes''' são os [[povos indígenas]] que habitam tradicionalmente regiões em torno do [[Círculo Polar Ártico]], no extremo norte da [[Terra]], como o norte do [[Alasca]] do [[Canadá]] e na [[Gronelândia|Groenlândia]]. Seu modo de vida tradicional inclui a [[pesca]] e a [[caça]], retirando a [[gordura]] de [[baleia]]s, [[foca]]s e [[urso]]s para usar como alimento e [[combustível]], além da coleta de [[baga]]s durante o verão.
 
A palavra "esquimó" deriva de expressões que os [[algonquinos]] usavam para designar seus vizinhos do norte. Os inuitesinuítes e iupiques geralmente não usam essa denominação para se referir a si próprios, e os governos do Canadá<ref>[http://www.canadainternational.gc.ca/brazil-bresil/about_a-propos/inuit.aspx?lang=por&view=d Os Inuit]. Site do Governo do Canadá.</ref><ref>[http://ec.europa.eu/translation/portuguese/magazine/documents/folha40_pt.pdf Etnónimos, uma categoria gramatical à parte?] Por Paulo Correia. Direção-Geral da Tradução — Comissão Europeia.</ref> e da Groenlândia ([[país constituinte]] do [[reino da Dinamarca]]) também deixaram de usá-la em documentos oficiais.<ref name="Waite2013">{{citar livro|autor =Maurice Waite|título=Pocket Oxford English Dictionary|url=https://books.google.com/books?id=xqKcAQAAQBAJ&pg=PA305|ano=2013|publicado=OUP Oxford|isbn=978-0-19-966615-7|página=305|citação= ''Some people regard the word Eskimo as offensive, and the peoples inhabiting the regions of northern Canada and parts of Greenland and Alaska prefer to call themselves '''Inuit'''. The term '''Eskimo''', however, is the only one that covers both the Inuit and the Yupik peoples of Siberia, the Aleutian islands, and the Alaska, and it's still widely used.'' '''Tradução''': "Algumas pessoas consideram a palavra esquimó como ofensiva, e os povos que habitam as regiões do norte do Canadá e partes da Groenlândia preferem chamar a si próprios de inuítes. Todavia o termo esquimó é o único que abrange tanto os inuítes como os yupiks da Sibéria, das ilhas Aleutas e do Alasca, sendo ainda amplamente utilizado."}}</ref>
 
Os inuítes falam línguas pertencentes à [[família linguística]] [[Línguas esquimó-aleútes|escaleuta]], que contém dois ramos principais:
* Esquimó ou inuíte propriamente dito, subdividido em duas línguas principais:
** [[Inuktitut|Inuíte]]: compreende os dialetos do norte do Alasca e do Canadá ([[Territórios do Noroeste]], [[Nunavute]] e [[Nunavik]]) e da Groenlândia.
** [[Iúpiques|Iupique]]: região centro-sul do Alasca e Leste da [[Sibéria]].
* [[Língua aleúte|Aleúte]] ou aleuta:
** Aleúte oriental: falado nas [[Ilhas Aleutas]], nas [[Ilhas Comandante]] e [[Ilhas Pribilof|Pribilof]] no [[Mar de Bering]].
** Aleúte atkano: falado na [[Ilha Atka]] e na [[Ilha de Bering]].
 
== Etimologia ==
Na própria [[língua inuíte]], a palavra ''inuit'' significa "povo" e vem de "inuk", que significa "homem". O termo "esquimó", por sua vez, vem de "esquimantsic", palavra de cunho injurioso que significa "comedor de carne crua" e era usada pelos [[abenaki]]s para designar os inuítes .<ref>{{citar livro|sobrenome=Cascudo|nome=Luís da Câmara|título=Civilização e Cultura|ano=2004|editora=[[Global Editora]]|local=São Paulo|isbn=85-260-0873-0|edição=1|autorlink=Luís da Câmara Cascudo||página=396|capítulo=Capítulo 9}}</ref><ref name="Waite2013"/>
 
== Modo de vida tradicional ==
 
== Nutrição ==
Os inuítes possuem uma dieta pobre em carboidratos, essencialmente baseada no consumo de peixes, focas e baleias em oposição a [[pirâmide alimentar]] usualmente preconizada. Os primeiros registros de expectativa de vida dos inuítes entre 1890 e 1900, quando a influência do estilo de vida ocidental era muito menor que hoje em dia, apontam que eles tinham uma expectativa de vida muito menor que a expectativa do homem branco de então .<ref>{{Citar periódico|ultimo=Stefansson|primeiro=V.|data=1958-01-03|titulo=Eskimo Longevity in Northern Alaska|url=http://www.sciencemag.org/cgi/doi/10.1126/science.127.3288.16|jornal=Science|lingua=en|volume=127|numero=3288|paginas=16–19|doi=10.1126/science.127.3288.16|issn=0036-8075}}</ref>. A Ausência de tuberculose e doenças venéreas e doenças do homem branco em grupos inuítes sugerem que a causa da morte esteja ligada a doenças do coração, derrubando o mito de dietas saudáveis sem carboidrato .<ref>{{Citar livro|url=http://worldcat.org/oclc/1003873868|título=Dr. Atkins' new diet revolution : the no-hunger, luxurious weight loss plan that really works!|ultimo=Atkins, Robert C.|data=2009|editora=Random House Ebooks|isbn=9781407027685|oclc=1003873868}}</ref> <ref>{{Citar web|titulo=Masai and Inuit High-Protein Diets: A Closer Look|url=https://nutritionstudies.org/masai-and-inuit-high-protein-diets-a-closer-look/|obra=Center for Nutrition Studies|data=2015-07-17|acessodata=2019-04-12|lingua=en-US|primeiro=Thomas|ultimo=Campbell|ultimo2=MD}}</ref>.
 
Eles têm o costume de se alimentar do fígado cru das caças, sua única fonte de [[vitamina C]].
5 112

edições