Diferenças entre edições de "Ronald Levinsohn"

Ajustes
(Reposto conteúdo com fontes fiáveis removido pela usuária Fernanda Souza Cruz sem justificativa plausível.)
(Ajustes)
Observatório da Imprensa|acessodata=4 de janeiro de 2015}}</ref>
 
Ronald Levinsohn éfoi administrador da Colina Paulista, uma [[holding]] que temcom negócios nas áreas da construção civil e da agricultura. ÉFoi proprietário de várias fazendas na região de [[Barreiras]], no oeste da [[Bahia]], cuja área equivale a catorze vezes a cidade de [[Salvador (Bahia)|Salvador]],.<ref name="Longe dos holofotes"/>.<ref>[http://jornalagora.com.br/site/content/noticias/detalhe.php?e=3&n=9744 Ronald Levinsohn recebe título de Rio-Grandino Ilustre]. Jornal Agora, 3 de abril de 2011.</ref><ref>Em terras da Companhia Melhoramentos do Oeste da Bahia (CMOB), que atua tradicionalmente com mineração na região, foram libertados 39 trabalhadores que catavam raízes para viabilizar a produção de soja, em outubro de 2005.</ref> Segundo [[Alberto Dines]], Ronald Levinsohn, dono do antigo conglomerado financeiro Delfin, foi o responsável pelo grande escândalo financeiro que a ditadura militar não conseguiu encobrir.<ref name="observatoriodaimprensa.com.br">[http://observatoriodaimprensa.com.br/news/showNews/da270620011.htm Carta aberta aos alunos e professores da UniverCidade] {{Wayback|url=http://observatoriodaimprensa.com.br/news/showNews/da270620011.htm |date=20141220051853 }}. Alberto Dines, 20 de Dezembro de 2014.</ref> O [[caso Delfin]] foi classificado pelo [[Banco Central do Brasil]] como [[estelionato]] e Ronald Levinsohn realizou o sonho da casa própria de importantes jornalistas e opinionistas em troca de uma cortina de silêncio.<ref>http://www.observatoriodaimprensa.com.br/circo/cir050899.htm</ref>
 
Ronald Levinsohn é pai das [[socialite]]s Claudia Vieira Levinsohn e Priscilla Vieira Levinsohn.<ref>{{citar web|URL=http://vogue.globo.com/lifestyle/festa/noticia/2014/11/pista-da-festa-da-priscilla-foi-gloria.html|título=A pista da festa da Priscilla foi a Glória!|autor=|data=30 de novembro de 2014|publicado=Revista Vogue|acessodata=2 de janeiro de 2015}}</ref>