Diferenças entre edições de "Teodósio II"

sem resumo de edição
 
|mãe = [[Élia Eudóxia]]
}}
'''Flávio Teodósio''' ({{langx|la|''Flavius Theodosius Augustus''}}; {{dni|10|04|401|si}} – {{morte|28|7|450|si}}), chamado também '''Teodósio II''' ou '''Teodósio, o Calígrafo''',{{sfn|Kelly|2013|p=4, nota 6}} foi [[coimperador bizantino|coimperador]] de 402 a 408 com seu pai [[Arcádio]] {{nwrap|r.|395|408}}, [[imperador bizantino|imperador]] sob regência do [[prefeito pretoriano do Oriente|prefeito]] [[Antêmio (prefeito pretoriano)|Antêmio]] entre 408 e 414, sob regência de sua irmã [[Pulquéria]] entre 414 e 416 e imperador solo de 416 até sua morte em 450. Em seu reinado, [[Guerra bizantino-sassânida de 421–422|guerreou]] contra a [[Império Sassânida|Pérsia]] {{nwrap||421|422}} do [[xá do Império Sassânida|xá]] {{lknb|Vararanes|V}} {{nwrap|r.|420|432}} e foi atacado pelos [[hunos]] de [[Átila]] {{nwrap|r.|434|453}}. Consegue aplacar seus inimigos aceitando pagar alto tributo em [[ouro]]. Também é de seu reinado a fracassada expedição contra o [[Reino Vândalo]] da antiga [[África proconsular]].
 
Para assegurar sua ascensão, já em 402 Arcádio nomeou o xá {{lknb|Isdigerdes|I}} {{nwrap|r.|399|420}} como seu guardião legal e em 404 nomeou o [[cubiculário]] [[Antíoco (prepósito do cubículo sagrado)|Antíoco]] como seu tutor. Com a morte de Arcádio em 408, Isdigerdes envolveu-se na política imperial sob interesse legal de Teodósio, cuja tutoria fica com Antíoco e a regência com Antêmio. As fontes indicam que seu tio [[Honório]] {{nwrap|r.|395|423}} também estava preocupado com o imperador infante e queria envolver-se nos assuntos da corte imperial. Em 414, Pulquéria assume a regência, que ainda duraria por mais 2 anos antes de Teodósio poder governar sozinho.