Caso Dreyfus: diferenças entre revisões

39 bytes adicionados ,  23h06min de 12 de junho de 2020
sem resumo de edição
(Formatação de algumas fontes.)
 
Dreyfus está autorizado a escrever em um papel numerado e rubricado. Ele sofre a censura do comando e também recebe correspondência de sua esposa Lucie, pela qual eles se encorajam. Em 6 de setembro de 1896, as condições de vida de Alfred Dreyfus ainda são agravadas: é repetida, tortura obrigando o condenado a permanecer em sua cama, imóvel, com os tornozelos impedidos. Essa medida é consequência das informações falsas de sua fuga, reveladas por um jornal inglês. Por dois longos meses, ela mergulhou Dreyfus em profundo desespero. Neste momento, ele está convencido de que sua vida terminará nesta ilha distante.<ref>[[Affaire Dreyfus#Bredin|Bredin, ''L'Affaire'']], {{p.}}132.</ref>
 
==Ver também==
*[[L'Affair Dreyfus]]
 
{{Notas}}
Utilizador anónimo