Diferenças entre edições de "Usuário(a):Armagedon2000/Testes/3"

41 bytes adicionados ,  19h49min de 13 de junho de 2020
(Artigo falso de testes.)
 
Após um aviso de um grave ataque à fazenda de Cabral, o coronel resolve bolar um plano junto de José Pedro, Aldo e seus principais jagunços. Durante a noite, os homens de Jobim conseguem queimar parte da principal safra da fazenda de Cabral, porém uma destruição em larga escala é evitada pelo pessoal da fazenda (que estava de vigilância), sobretudo José Pedro, que se viu forçado a matar o principal capataz do coronel Jobim, Morais ([[Daniel Ribeiro]]). Jobim, por sua vez, não se dá por vencido e arquiteta uma armadilha para Cabral, sob o pretexto de uma suposta conversa para chegarem a um acordo. Aldo, no entanto, se antecipa, arma uma tocaia na fazenda do coronel Jobim e involuntariamente provoca uma confusão armada durante a qual diversos presentes no local morrem, incluindo Januário e Sinval. Jobim, furioso, ataca desesperadamente o coronel Cabral, que se aproveita do descontrole do inimigo e o mata. Sedentos por vingança, Cícero, Ana e o restante dos jagunços de Jobim pretendem retaliar, mas percebem que estão em clara desvantagem numérica e operacional, por isso são forçados a recuar até se recuperarem plenamente do golpe sofrido.
 
Após se casar com Iolanda, José Pedro resolve focar na expansão a nível estadual (e posteriormente, nacional) dos negócios do coronel Cabral, agora que a guerra com a família Jobim estava aparentemente terminada. Articulando uma ampla rede de negócios nas cidades vizinhas, baseada na compra e venda de terras e insumos, José Pedro e Cabral tornam-se referência no mundo do agronegócio. Por meio de um esquema de cooperativa, a produtividade do trabalho é aperfeiçoada e a produção das terras do coronel Cabral adquire um alcance estadual, e posteriormente nacional, com a expansão das rotas comerciais ao longo dos anos. Esse crescimento dá origem ao Grupo Cabral, um conglomerado de empresas que se torna referência mundial no setor agrícola, e na posição de presidente do grupo após a morte do sogro, José Pedro acaba se tornando, aos poucos, um dos homens mais ricos do Brasil., e se transforma em um autêntico coronel.
 
Enquanto isso, Rosa descobre estar grávida de José Pedro, no entanto Damião e Heloísa pressionam a jovem a dizer que a criança é filha de Sebastião, que agora é o único herdeiro disponível de Josiel. O comerciante, por sua vez, confronta o filho em particular, diz que sabe de todas as suas tramoias e que ajudou o filho a fugir para bem longe. Furioso com a negativa da herança, Sebastião humilha o pai durante a discussão e ele não resiste ao choque, morrendo de [[infarto]]. Como ele havia prometido mandar uma carta caso tudo se acalmasse, José Pedro nunca obteve nenhuma resposta ou confirmação de que sua situação estava segura, e por isso resolve sumir no mundo. Ele adota o sobrenome da esposa na identidade e muda um pouco seu visual, a fim de dificultar sua localização por Sebastião e Rosa durante sua fama.