Diferenças entre edições de "Ordem (sacramento)"

33 bytes removidos ,  04h12min de 17 de junho de 2020
Um erro em um trecho que incluía as ordens menores nos graus do sacramento da Ordem.
m (→‎Ordenação episcopal: Ecclesia Dei já não existe mais.)
(Um erro em um trecho que incluía as ordens menores nos graus do sacramento da Ordem.)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Constando claramente por testemunho da divina [[Bíblia|Escritura]], da tradição Apostólica e do consentimento unânime dos Padres, que a ordem sagrada, que consta de palavras e sinais exteriores, confere graça, ninguém pode duvidar que a ordem é verdadeira e propriamente um dos sete sacramentos da Santa Igreja, pois o Apóstolo disse: "Te advirto para que despertes a graça de Deus que existe em ti, pela imposição de minhas mãos, porque o Espírito que o Senhor nos deu, não é de temor, mas sim de virtude, de amor e de sobriedade.<ref>Concílio Infalível de Trento, Sessão XXIII&nbsp;-&nbsp;''O Sacramento da Ordem; Cap III.''</ref>
 
Dentre os graus da Ordem, o supremo entre eles é o Episcopado, que contém a plenitude do Sacerdócio; em seguida o Presbiterado ou Sacerdócio simples; e depois o Diaconado e as Ordens que se chamam menores.&nbsp;<ref>Catecismo de São Pio X, Cap VIII, 813</ref>
 
O Sacerdócio católico é necessário na Igreja, porque sem ele os fiéis estariam privados do [[Missa tridentina|Santo Sacrifício da Missa]] e da maior parte dos Sacramentos; não teriam quem os instruísse na fé, e ficariam como ovelhas sem pastor à mercê dos lobos; em suma, não existiria a Igreja como Cristo a instituiu.<ref>Catecismo de São Pio X, Cap VIII, 817</ref>
Utilizador anónimo