Diferenças entre edições de "Afeganistão"

Sem alteração do tamanho ,  13h29min de 19 de junho de 2020
→‎Política: Corrigiu erro ortográfico
m
(→‎Política: Corrigiu erro ortográfico)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel Edição via aplic. Android
Até à data, os Hazara no Afeganistão são discriminados e perseguidos.<ref>{{citar web|url=http://nationalinterest.org/feature/the-persecution-afghanistans-hazaras-has-less-do-religion-17174|titulo=The Persecution of Afghanistan's Hazaras Has Less to Do with Religion Than You Think|data=28 de Julho de 2016|acessodata=|publicado=The National Interest|ultimo=Rafiq|primeiro=Arif}}</ref><ref>{{citar web|url=https://foreignpolicy.com/2015/08/27/peril-and-persecution-in-afghanistan/|titulo=Peril and Persecution in Afghanistan|data=27 de Agosto de 2015|acessodata=|publicado=Foreigm Policy|ultimo=Seerat|primeiro=Rustam Ali}}</ref>
 
De acordo com a ONG Global Rights, cerca de 90% das mulheres afegãs sofrensofrem abusos físicos e sexuais abuso psicológico e casamentos forçados, habitualmente ás mãos da própria família.<ref>{{Citar web|titulo=Afghanistan: No Country for Women|url=https://www.aljazeera.com/programmes/101east/2015/06/afghanistan-country-women-150630115111987.html|obra=www.aljazeera.com|acessodata=2019-05-21}}<br /></ref>
 
Em 2012, o Afeganistão registou 240 casos de crimes de "honra", muito embora se acredite que o número real de casos é muito maior. Destes crimes reportados, 21% foram cometidos pelos maridos das vítimas, 7% pelos seus irmãos, 4% pelos pais e os restantes por outros familiares. A Comissaõ Independente dos Direitos Humanos do Afeganistão (AIHRC) chegou também á conclusão de que 15% dos crimes de "honra" e violações foram cometidos por policiais afegãos. A AIHRC também afirmou que as instituições judiciárias culpam as vítimas de violação pelo crime e as condenam como castigo.<ref>{{Citar web|titulo=240 cases of honor killing recorded in Afghanistan, AIHRC|url=https://www.khaama.com/240-cases-of-honor-killing-recorded-in-afghanistan-aihrc-2177/|obra=The Khaama Press News Agency|data=2013-06-09|acessodata=2019-05-21|lingua=en-US}}</ref>
Utilizador anónimo