Diferenças entre edições de "Tâmeis"

7 966 bytes adicionados ,  22 junho
A maior parte da arte tradicional tâmil é, de alguma forma, religiosa, usualmente centrada no hinduísmo. Porém, frequentemente, o elemento religioso é apenas um meio de expressar temas universais e, ocasionalmente, [[humanismo|humanistas]].<ref>{{citar livro|autor=Coomaraswamy, A.K.|título=Figures of Speech or Figures of Thought|editora=|ano=|páginas=|id=}}</ref>
 
A mais importante forma de pintura tâmil é a pintura de Tanjore, que se originou em [[Thanjavur]] no século IX. A base da pintura é feita de tecido e coberta com [[óxido de zinco]]. Sobre essa base, se efetua a pintura com tinta. Ela é, então, decorada com pedras semipreciosas e fios de ouro ou prata. Uma pintura semelhante é usada para pintar [[muralismo|murais]] ou paredes de templos, como os murais do templo de Koodal Azhagar e do [[templo de Meenakshi Amman]] (ambos em Madurai) e do [[templo de Brihadisvara]] (em Thanjavur).<ref>{{citar livro|autor=Nayanthara, S. |título=The World of Indian murals and paintings|editora=Chillbreeze|ano=2006|páginas=55–57|id= ISBN 978-81-904055-1-5 }}</ref>
A mais importante forma de pintura tâmil é a pintura de Tanjore, que se originou em [[Thanjavur]] no século IX.
 
A escultura tâmil varia de elegantes esculturas de pedra em templos a ícones de bronze com requintados detalhes. Os bronzes medievais cholas são considerados uma das grandes contribuições da Índia ao mundo da arte.<ref>{{citar livro|autor=Aschwin Lippe|título="Divine Images in Stone and Bronze: South India, Chola Dynasty (c. 850–1280)", Metropolitan Museum Journal, 4: 29–79|editora=|ano=1971|páginas=|id=doi:10.2307/1512615, JSTOR 1512615}}</ref><ref>{{citar web|URL=https://web.archive.org/web/20070303072704/http://www.royalacademy.org.uk/ra-magazine/winter2006/features/heven-sent%2C47%2CRAMA.html|título=Heaven sent: Michael Wood explores the art of the Chola dynasty|autor=Michael Wood|data=|publicado=|acessodata=21 de junho de 2020}}</ref> Ao contrário da maior parte da arte ocidental, o material da escultura tâmil não influencia a forma da escultura; ao invés disso, o artista impõe a sua visão na forma da escultura.<ref>{{citar livro|autor=Berkson, Carmel|título="II The Life of Form pp. 29–65", The Life of Form in Indian Sculpture|editora=Abhinav Publications|ano=2000|páginas=|id= ISBN 978-81-7017-376-2}}</ref> Como resultado, as esculturas tâmeis em pedra possuem formas fluidas usualmente reservadas às esculturas em metal.
=== Música ===
Antigas obras tâmeis, como o ''Silappatikaram'', descrevem um sistema musical.<ref>{{citar livro|autor=Nijenhuis, Emmie te|título=Indian Music: History and Structure|editora=Leiden: Brill|ano=1974|páginas=4–5|id= ISBN 978-90-04-03978-0 }}</ref> Uma inscrição pallava do século VII em Kudimiyamalai contém um dos mais antigos exemplos de notação musical indiana.<ref>{{citar livro|autor=Widdess, D.R.|título="The Kudumiyamalai inscription: a source of early Indian music in notation", in Picken, Laurence (ed.), Musica Asiatica, 2|editora=London: Oxford University Press|ano=1979|páginas=115–50|id=}}</ref> Formas contemporâneas de dança como o ''[[Bharatanatyam]]'' possuem origem recente porém se baseiam em formas mais antigas de dança de templos, as ''Catir Kacceri'', que eram praticadas por [[cortesã]]s e [[devadasi]]s.<ref>{{citar livro|autor=Leslie, Julia|título=Roles and rituals for Hindu women|editora=|ano=|páginas=149–152|id=}}</ref>
=== Artes performáticas ===
São famosos os estilos de dança tâmeis:
{{columns-list|colwidth=20em|
* ''[[Bharatanatyam]]'' (dança clássica tâmil)
* ''Karakattam'' (antiga dança popular tâmil)
* ''Koothu'' (uma dança popular de rua)
* ''Parai attam'' (uma dança e percussão popular)
* ''Kavadiattam'' (dedicada ao deus tâmil [[Kartiqueia|Murugan]])
* ''Kummiyattam'' (dança popular feminina)
* ''Bommalattam'' (dança de bonecos)
* ''Puliyattam'' (dança do tigre)
* ''Mayilattam'' (dança do pavão)
* ''Paampu attam'' (dança da cobra)
* ''Oyilattam'' (dança da graça)
* ''Poikkaal Kuthirai Aattam'' (dança dos cavalos de pernas falsas)
}}
Formas contemporâneas de dança como o ''[[bharatanatyam]]'' possuem origem recente porém se baseiam em formas mais antigas de dança de templos conhecidas como ''Catir Kacceri'', que eram praticadas por cortesãs e devadasis.<ref>{{citar livro|autor=Leslie, Julia|título=Roles and rituals for Hindu women|editora=|ano=|páginas=149–152|id=}}</ref> Uma das [[dança folclórica|danças folclóricas]] tâmeis é o ''karakattam''. Na sua forma religiosa, a dança é executada em frente a uma imagem da deusa Mariamman.<ref>{{citar livro|autor=Sharma, Manorama|título=Folk India: A Comprehensive Study of Indian Folk Music and Culture, Vol. 11|editora=|ano=2004|páginas=|id=}}</ref> O ''kuravanci'' é um tipo de dança-drama executado por de quatro a oito mulheres. O drama é aberto por uma mulher que interpreta o papel de uma adivinhadora de futuro da tribo montanhesa Kurava, que conta a história de uma mulher que anseia por um amante. O ''therukoothu'', literalmente "peça teatral de rua", é uma forma de teatro ou ópera popular. É tradicionalmente executado nas praças das vilas, sem cenários e com infraestrutura bem simples.<ref>{{citar web|URL=https://archive.vn/20130411213929/http://tamilnadu.com/arts/therukoothu.html|título=ARTS|autor=|data=16 de fevereiro de 2013|publicado=|acessodata=21 de junho de 2020}}</ref> As apresentações envolvem cantos e danças, e as histórias podem ser tanto religiosas como [[Secularidade|seculares]].<ref>{{citar web|URL=https://web.archive.org/web/20060427073449/http://www.eelavar.com/jaffna/pageview.php?ID=578&SID=119|título=Arts|autor=|data=|publicado=|acessodata=21 de junho de 2020}}</ref> As apresentações não são formais, e os artistas interagem com o público, brincando com ele e envolvendo-o no diálogo. Em tempos mais recentes, o Therukkūthu foi adaptado de forma bem-sucedida para transmitir mensagens sociais, como [[abstinência]] e crítica ao sistema de [[casta]]s, assim como informações sobre direitos legais, e se espalhou para outras regiões da Índia. Tamil Nadu também possui uma grande tradição teatral, influenciada pelo teatro ocidental. Existem várias companhias teatrais, com repertório que inclui peças absurdas, [[realismo|realistas]] e de [[comédia]].
=== Filme e teatro ===
{{artigo principal|Soap opera tâmil}}
A cultura de teatro floresceu entre os tâmeis durante o período clássico. O teatro tâmil possui uma história longa e variada, cuja origem data de dois mil anos atrás, com formas de dança-teatro como o ''kotukotti'' e o ''pandarangam'', que são mencionados na antiga antologia de poemas ''Kalingathu Parani''.<ref>{{citar livro|autor=Dennis Kennedy|título=The Oxford Encyclopedia of Theatre and Performance|editora=Oxford University Press|ano=|páginas=|id=}}</ref> A moderna indústria de filmes tâmil surgiu ao longo do século XX. Ela tem o seu centro em [[Chennai]] e é conhecida como Kollywood. É a segunda maior indústria de filmes do país, só perdendo para [[Bollywood]].<ref>{{citar web|URL=https://www.theguardian.com/world/2006/nov/26/india.features1|título=The states they're in|autor=
Tom Templeton|data=26 de novembro de 2006|publicado=|acessodata=21 de junho de 2020}}</ref> Os filmes de Kollywood são vistos não apenas por indianos mas também por membros da diáspora tâmil. Os filmes tâmeis de Chennai foram exibidos em Singapura, Sri Lanka, África do Sul, Malásia, Japão, Oceania, Oriente Médio, Europa Ocidental, e América do Norte. Produção independente tâmil inspirada em Kollywood surgiu no Sri Lanka, Singapura, Canadá e Europa Ocidental. Muitas atrizes tâmeis como Anuisa Ranjan Vyjayanthimala, Hema Malini, [[Rekha]] Ganesan, [[Sridevi]], Meenakshi Sheshadri, e [[Vidya Balan]] atuaram em Bollywood. Alguns ministros-chefes em Tamil Nadu como MG Ramachandran, Karunanidhi e Jayalalithaa possuem suas origens na indústria de filmes tâmil.
=== Esportes em Tamil Nadu ===
As pessoas de Tamil Nadu praticam esportes tradicionais e esportes de outros países.
* ''Jallikattu'': é um esporte onde se domam touros. Possui 2 000 anos de idade e pertence à cultura tâmil. Na antiguidade, eram praticados dois esportes onde se domavam e montavam touros: ''manjuvirattu'' e ''yeruthazhuval''. Eles eram praticados para manter os temperamentos das pessoas bem-dispostos e preparados para a guerra a qualquer momento. Cada um deles possui suas próprias técnicas e regras.
 
== Ver também ==