Diferenças entre edições de "Rinkeby"

esquadra não consegue ser construida
(mais dados)
(esquadra não consegue ser construida)
Nos anos anteriores a 2008, a Agência Estatal de Segurança Social, o Serviço Público de Emprego do Estado, os bancos e os serviços postais desocuparam as suas instalações na área .<ref>{{Citar periódico|ultimo=|primeiro=|data=2008-07-28|titulo=Företag och myndigheter lämnar Rinkeby (Companhias e autoridades deixam Rinkeby)|url=https://sverigesradio.se/sida/artikel.aspx?programid=103&artikel=2217546|jornal=Sveriges Radio|lingua=sv}}</ref>
 
Num relatório de Dezembro de 2014, a polícia sueca classificou a zona a vermelho,na categoria mais grave de zonas urbanas com elevadas taxas de criminalidade.<ref>{{Citar web|titulo=Utsatta områden -sociala risker, kollektiv förmåga och oönskade händelser- (Arq. em Wayback Machine)|url=https://web.archive.org/web/20160819054415/https://polisen.se/Global/www%20och%20Intrapolis/%C3%96vriga%20rapporter/Utsatta-omraden-sociala-risker-kollektiv-formaga-o-oonskade-handelser.pdf|data=2016-08-19}}</ref> Apesar disso, a esquadra de polícia que existia em Rinkeby foi fechada em 2014. Uma nova esquadra deveria ter sido construída , mas nenhuma construtora aceita a obra por motivos de segurança.<ref>{{Citar periódico|ultimo=Björklund|primeiro=Andreas|data=10 de Março de 2017|titulo=Källor till SVT: Ingen vill bygga ny polisstation i Rinkeby (Fontes à SVT: ninguém quer construir uma nova delegacia em Rinkeby)|url=https://www.svt.se/nyheter/lokalt/stockholm/inga-anbud-pa-ny-polisstation-i-rinkeby|jornal=SVT Nyheter|lingua=sv}}</ref>
{{referências}}
 
2 800

edições