Diferenças entre edições de "Judeia"

3 bytes adicionados ,  00h48min de 26 de junho de 2020
m
sem resumo de edição
m
'''Judeia''' (do [[hebraico]] '''יהודה''' "louvor", ''Yəhuda'' ; em [[hebreu tiberiano]] '' Yəhûḏāh''), {{lang-ar|يهودية}}, ''Yahudia'', {{lang-el|Ἰουδαία}}, ''Ioudaía''; {{lang-la|Iudaea}}) é a parte montanhosa do sul de [[Israel]], entre a margem oeste do [[mar Morto]] e o mar [[Mediterrâneo]]. Estende-se, ao norte, até as [[colinas de Golan|colinas de Golã]] e, ao sul, até a [[Faixa de Gaza]], correspondendo aproximadamente à parte sul da [[Cisjordânia]].<ref>{{citar livro|url=http://books.google.com/books?id=3kbU4BIAcrQC&pg=PA401&lpg=PA401&dq=Judea+%22southern+part+of+the+west+bank%22&source=bl&ots=SAj30tHaZd&sig=31Ggk3L8C31toq9at7aa0Jim-CI&hl=en&sa=X&ei=gIbfUPazA7TW0gGOu4CgDQ&ved=0CFUQ6AEwBg#v=onepage&q=Judea%20%22southern%20part%20of%20the%20west%20bank%22&f=false|título=A History of the Israeli-Palestinian Conflict - Mark A. Tessler - Google Books |publicado=Books.google.com |data= |acessodata=2012-12-31}}</ref><ref>[http://www.nytimes.com/2008/12/05/world/middleeast/05mideast.html?_r=0 Israeli Troops Evict Settlers in the West Bank.] Por Ethan Bronner. ''[[NY Times]]'', 4 de dezembro de 2008.</ref>
 
Atualmente, a [[Judeia (província romana)|Judeia]]<ref>{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books?id=SrCGCgAAQBAJ&pg=PT38&dq=Judeia+flavio+josefo&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwj957ygh6PZAhUDi5AKHe_LAWMQ6AEIQDAE#v=onepage&q=Judeia%20flavio%20josefo&f=false|título=História dos Hebreus|ultimo=Josefo|primeiro=Flávio|data=2015-09-08|editora=CPAD - Casa Publicadora das Assembleias de Deus|lingua=en|isbn=9788526313491}}</ref> é considerada parte da Cisjordânia pelos árabes, enquanto para o [[governo israelense]] a região é a Judeia<ref name=":0">{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books?id=eyrywL0KQCkC&pg=PA522&dq=Judeia+Israel&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwi-yv70h6PZAhXLEJAKHSdSCdUQ6AEIRzAG#v=onepage&q=Judeia%20Israel&f=false|título=História de Israel e dos povos vizinhos: Da época da divisão do reino até Alexandre Magno : com um olhar sobre a história do judaísmo até Bar Kochba|ultimo=Donner|primeiro=Herbert|data=1997|editora=Editora Sinodal|lingua=pt|isbn=9788523304652}}</ref> e a Samaria,<ref name=":0" />, excluindo [[Jerusalém Oriental]].<ref>{{citar web |url=http://www1.cbs.gov.il/shnaton63/map/01_01e.pdf |título=Statistical Abstract of Israel 2012 |deadurl=no |acessodata= |arquivourl=https://web.archive.org/web/20131215195555/http://www1.cbs.gov.il/shnaton63/map/01_01e.pdf# |arquivodata=15 de dezembro de 2013 |urlmorta=yes }}</ref> A [[Organização das Nações Unidas]] utilizou-os em [[1948]] para se referir à parte sul da atual Cisjordânia.<ref>[http://www.undemocracy.com/A-RES-181%28II%29.pdf Resolução 181 da ONU] {{Wayback|url=http://www.undemocracy.com/A-RES-181%28II%29.pdf# |date=20130731204427 }} - [[Plano de Partição da Palestina]].</ref>
 
== História ==
No [[século XII a.C.]], os chamados [[povos do mar]], entre eles os [[filisteus]], ocuparam as planícies litorâneas. As constantes lutas entre os dois povos terminaram com a vitória dos hebreus.
 
No [[século X a.C.]], Israel aproveitou o enfraquecimento dos grandes impérios vizinhos para expandir o seu território. O país, que alcançou o seu apogeu ao longo dos reinados de [[David]] e [[Salomão]], foi mais tarde dividido em dois reinos: [[Reino de Israel|Israel]], ao norte, fundada pelo Rei [[Jeroboão I]] e que fora invadido pelos Assírios,<ref>{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books?id=qfAAuqtWfvsC&pg=PA165&dq=israel+jud%C3%A1&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwiGw7Tnj6PZAhWFgJAKHVs0AeAQ6AEIKDAA#v=onepage&q=israel%20jud%C3%A1&f=false|título=A Bíblia e a Arqueologia|ultimo=THOMPSON|primeiro=JOHN A.|editora=Arte Editorial|lingua=pt|isbn=9788598172125}}</ref>, e [[Reino de Judá|Judá]], ao sul. [[Israel]] foi transformado em tributário da [[Assíria]]. Logo após subir ao trono, em [[721 a.C.]], [[Sargão II]] conquistou o país e deportou a maior parte de seus habitantes. No sul, o reino de Judá conservou sua precária [[independência]] até [[587 a.C.]], quando {{lknb|Nabucodonosor|II}} o arrasou e deportou sua população para a [[Babilónia]]. Em [[539 a.C.]], quando o [[xá aquemênida]] [[Ciro, o Grande]] apoderou-se da [[Babilônia]], este permitiu que muitos hebreus pudessem regressar à sua região. Depois da conquista do [[Império Aquemênida]] pelo [[Macedônia Antiga|macedônio]] [[Alexandre o Grande]], a terra de Canaan ficou submetida à influência [[Helenismo|helenística]].
 
Após a Conquista da região pelos gregos, a Judeia é invadida pelo [[Império Romano]]. Com os romanos é que a região ficará conhecida como Palestina. Segundo [[Flávio Josefo]], o nome Palestina ocorre depois das guerras Judaica-Romana.
*[[115]]-[[117]] - [[Segunda guerra judaico-romana]]
*[[132]]-[[135]] - [[Terceira guerra judaico-romana]]: [[Simão Barcoquebas]]
*[[135]] - Judeia chamada de [[Síria PalaestinaPalestina]] pelo imperador Adriano
*[[640]] - Começo do controle [[Islão|muçulmano]] [[árabe]]
*[[1099]] - Os [[Cruzadas|cruzados]] conquistam a região