Suna: diferenças entre revisões

951 bytes removidos ,  27 de junho de 2020
m
Wordpress não é aceito como fonte e boa parte do texto sequer é referenciado.
(Atualização com cronologia da compilação da Suna.)
m (Wordpress não é aceito como fonte e boa parte do texto sequer é referenciado.)
Etiqueta: Reversão
{{Islã}}
A palavra [[língua árabe|árabe]] '''''Sunna''''' significa ‘caminho trilhado’, e logo, ''suna do profeta'' significa os caminhos trilhados pelo profeta, ou aquilo que é normalmente conhecido como ''Tradições do Profeta''. Terminologicamente, a palavra “Sunna” significa também os feitos, dizeres e aprovações do Profeta [[Maomé]] durante os seus 23 anos de profeta, e isto significa que tudo o que ele disse, fez ou aprovou durante o seu tempo como profeta e mensageiro de Deus é considerado uma suna, e os muçulmanos tendem a seguir e praticar as suas tradições. Os registros validados (a "[[hadith]]") desse "caminho", constituem um exemplo moral para os muçulmanos.<ref name="means">{{citar web |url=http://www.mideastweb.org/Middle-East-Encyclopedia/sunnah.htm |publicado=Mideastweb.org |titulo=Encyclopedia of the Middle East - Sunnah |língua=inglês |acessodata=23 de dezembro de 2008}}</ref> Apesar disso, o Alcorão não utiliza o termo “suna” no sentido de caminho/prática do Profeta Muhammad, portanto, a suna como comumente conhecemos, ou seja, como uma compilação de relatos de possíveis ditos do Profeta, não seria mencionada no Alcorão. <ref>{{Citar web|titulo=O Alcorão menciona a Suna(Caminho)?|url=https://lcmota.wordpress.com/2014/08/21/o-alcorao-menciona-a-sunacaminho/|obra=MOTA, L.C.|data=2014-08-21|acessodata=2020-06-26|lingua=pt-BR|primeiro=Pseudo-Islam {{!}}|ultimo=MOTA|primeiro2=L. C.|ultimo2=disse}}</ref> Outra questão sensível às definições tradicionais, é que as compilações da '''Sunna''' datam do segundo século após a morte do Profeta, além disso, ele mesmo proibiu sua compilação segundo a própria '''Sunna:'''
 
''“Não escreva nada de mim, exceto o Alcorão. Quem o escreve deve apagá-lo” (Ahmed Ibn Hanbal, vol. 1, página 171 também Sahih Muslim, Livro 42, Número 7147)''
 
'''Sunna''', deste modo, é a segunda fonte da lei islâmica após o [[Alcorão]]. O Alcorão para os muçulmanos é a palavra de Alá (o deus no qual os muçulmanos acreditam ), e a Suna passa a ser os meios pelo que o profeta Maomé aplicou e ensinou o [[Islã]], para e com seus companheiros, sendo estas informações compiladas e armazenadas em muitos livros, os mais importantes sendo: Sai Bucari, Sai Muslim, Sunane Anaçai, Sunane Atirmidi, Sunane ibne Maja, e Sunane Abu Daúde, que perfazem um corpo de lei islâmica e directivas divinas para muçulmanos em todo o mundo.<ref name="mr">{{citar web |url=http://www.sbmrj.org.br/Sunnah-sunnah.htm |publicado=Sbmrj.org.br|titulo=SUNNAH - BREVE HISTÓRICO|acessodata=23 de dezembro de 2008}}</ref>
 
A Suna deve ser distinguida da [[fiqh]], que são as opiniões de juristas religiosos, e o Alcorão, que é uma revelação em si e não um registro.{{carece de fontes|data=junho de 2017}}
 
<br />
 
{{Referências}}