Chauvinismo: diferenças entre revisões

2 bytes adicionados ,  27 de junho de 2020
→‎Análise: Correção
(→‎Análise: Adição de conteúdo)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
(→‎Análise: Correção)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
== Análise ==
O chauvinismo resulta de uma argumentação falsa ou não lógica, uma [[falácia]] ao olhar para outras culturas. Em [[retórica]], consubstancia-se em alguns dos [[argumento]]s falsos chamados ''ad hominem'' que servem para persuadir com [[sentimento]]s em vez de razão quem reage mais àqueles que a estes. A prática nasceu fundamentalmente com a crença do [[romantismo]] nos "caracteres nacionais" ("Volksgeist", Espírito do Povo, em alemão).
{{referências}}
 
A principal característica do chauvinismo é a intenção permanente de mostrar que a própria nação é a melhor. Essa noção perdura e prevalece sobre todas as coisas, tornando todo o resto irrelevante.
 
O chauvinismo pode gerar comportamentos irracionais que resultam em atitudes extremas e radicais, como exclusão social e individual de acordo com a raça (discriminação racial), [[xenofobia]] e outros ressentimentos evidenciados na rejeição de outros, vistos como uma ameaça à sua nação.
 
 
{{referências}}
 
== Ver também ==
Utilizador anónimo