Diferenças entre edições de "Viola (futebolista)"

216 bytes removidos ,  14h01min de 27 de junho de 2020
Retirada parte "romântica", parcial e não enciclopédica do texto.
(Retirada parte "romântica", parcial e não enciclopédica do texto.)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
No segundo semestre de 1999 transferiu-se para o [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]], para defender o [[Club de Regatas Vasco da Gama|Vasco da Gama]]. Marcou seu primeiro gol pelo cruzmaltino em [[Estádio Vasco da Gama|São Januário]], no jogo em que o clube venceu o [[Esporte Clube Vitória|Vitória]] por 3 a 1, em partida válida pelo Brasileirão daquele ano. No mesmo ano marca um gol de bicicleta contra o [[Cruzeiro Esporte Clube|Cruzeiro]] pela Seletiva da Libertadores.
 
Em 2008, jogando pelo [[Duque de Caxias Futebol Clube|Duque de Caxias]], Viola demonstrou todo seu amor pelo Vasco. O atacante, que defendeu o cruzmaltino de 1999 a 2001 prometeu que não comemoraria caso marcasse gol em cima de seu ex-clube. O time do veterano jogador foi derrotado por 2 a 0 em São Januário, e, ao ser substituído aos 30 minutos do segundo tempo, o atacante foi ovacionado pelo torcedores vascaínos e chorou. Os repórteres bem que tentaram conversar com Viola quando este deixava o gramado, mas a emoção era tanta que ele não conseguiu se pronunciar, mostrando que o seu coração bate mais forte pelo ''Gigante da Colina''.
 
Viola formou dupla de ataque com osoutros dois grandes ídolos vascaínos [[Edmundo (futebolista)|Edmundo]] e [[Romário]], marcou 32 gols e conquistou a [[Copa Mercosul de 2000|Copa Mercosul]] e o [[Copa João Havelange|Campeonato Brasileiro de 2000]].
 
=== Retorno ao Santos e Gaziantepspor===
Utilizador anónimo