Diferenças entre edições de "Batalha de Hatim"

40 bytes adicionados ,  12h37min de 30 de junho de 2020
m
Foram revertidas as edições de Felipenic para a última revisão de Renato de carvalho ferreira, de 03h40min de 22 de dezembro de 2019 (UTC)
m (Não houve massacre de civis.)
m (Foram revertidas as edições de Felipenic para a última revisão de Renato de carvalho ferreira, de 03h40min de 22 de dezembro de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
 
== Antecedentes ==
[[Europa]], [[Palestina (região)|Palestina]] e [[Jerusalém]], {{séc|XII}}. Nobres cristãos da [[Reino da Inglaterra|Inglaterra]] e da [[Reino da França|França]] conquistaram a [[Terra Santa]], ocuparam Jerusalém, onde massacraram a guarnição e civis.<ref>{{Citar periódico|data=2018-05-02|titulo=Cerco de Jerusalém (1099)|url=https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Cerco_de_Jerusal%C3%A9m_(1099)&oldid=51962075|jornal=Wikipédia, a enciclopédia livre|lingua=pt}}</ref> A [[Primeira Cruzada]] havia vencido o islamismo.
 
Acossados por graves lutas internas e ataques dos maometanos ao longo de 25 anos depois da [[segunda cruzada]], os [[estados cruzados]] mergulharam numa situação política e militar difícil. Inversamente, em termos econômicos e patrimoniais, conheceram uma época de desenvolvimento, principalmente no respeitante aos [[Templário]]s e [[Hospitalário]]s. O [[feudalismo|regime feudal]] difundia-se também, a par da miscigenação entre os vários povos europeus ali estabelecidos e da gradual latinização da [[Igreja]]. Este clima, no entanto, acicatou disputas entre os estados e os próprios cristãos. Outro perigo espreitava: o [[sultão aiúbida]] [[Saladino]]. Saladino capturou [[Damasco]] em [[1174]] e [[Alepo]], em [[1183]].
4 754

edições