Diferenças entre edições de "Olha pra Mim (álbum de Toque no Altar)"

Edições encerradas
(Edições encerradas)
'''''Olha pra Mim''''' é um [[álbum de estúdio]] da banda brasileira de música cristã [[Apascentar de Louvor|Toque no Altar]], lançado em 1 de maio de 2006. É o quarto trabalho inédito do grupo, o primeiro gravado totalmente em estúdio, e também o último registro inédito de sua formação original.
 
Produzido e arranjado por [[Ronald Fonseca]], com contribuições de [[Zé Canuto]] nos arranjos de metais e participação de [[Bene Maldonado]], guitarrista do [[Fruto Sagrado]],<ref name="sg" /> oteve discorepertório éescrito geralmentepor tido comoFonseca, o melhorbaixista na[[Deco discografiaRodrigues]] doe Toqueos novocalistas Altar[[Luiz Arcanjo]] e do [[TrazendoDavi a ArcaSacer]],. bandaÉ nao qualúnico membrosálbum inédito do Toquegrupo noa Altartrazer formariamLuiz posteriormente.Arcanjo como intérprete de Váriasmetade das canções, docantadas discoao foramlado executadasde emSacer. rádiosO religiosasprocesso de produção do Brasilálbum ecoincidiu regravadascom ema outrosgravação álbunsde daseu bandaprimeiro DVD, principalmente "''[[OToque Chãono VaiAltar Tremere Restituição]]"'' e(2005), "[[Tuaa Graçarecém meadoção Basta]]".<refdo name="propagador"nome /><refartístico name="sg"Toque />no OAltar discoe tambémo conquistousucesso avaliaçõesda favoráveisbanda daalcançado críticacom e''[[Deus foide eleitoPromessas]]''. Musicalmente, o 24ºprojeto melhorfoi discoconcebido dapara décadamanter deas 2000,influências de''[[pop acordorock]]'' dos álbuns anteriores, com listamaior publicadapresença pelode [[Superinstrumentos Gospel]]de metais e cordas.
 
''Olha pra Mim'' foi um sucesso comercial e de crítica. Com cerca de 400 mil cópias vendidas em menos de um ano e apontado como um dos principais registros [[canto congregacional|congregacionais]] da década de 2000, trouxe canções como "[[O Chão Vai Tremer]]" e "[[Tua Graça me Basta]]", além da faixa-título "[[Olha pra Mim (canção)|Olha pra Mim]]", premiada como música do ano no [[Troféu Talento]] 2007. Durante a turnê do álbum, a banda fez sua primeira apresentação internacional no [[Japão]] e partiu rapidamente para a gravação de outro DVD e um disco inédito, que se tornaria ''[[Marca da Promessa]]'' (2007). No entanto, no mesmo período, alguns de seus principais integrantes deixam a banda e formam o grupo [[Trazendo a Arca]], incluindo os vocalistas Arcanjo e Sacer. Em 2020, após uma longa disputa judicial, ''Olha pra Mim'' passou a ser creditado como um álbum do Trazendo a Arca.
Nos vocais, ocorre a divisão de canções definitiva de [[Luiz Arcanjo]] e [[Davi Sacer]], interpretando juntos apenas a faixa-título. Arcanjo é o compositor da maioria das faixas, a maior parte escritas juntamente com Sacer, Fonseca ou o baixista [[Deco Rodrigues]]. Vendeu cerca de meio milhão de cópias,<ref name="sg" /><ref>{{citar web |url=http://www.supergospel.com.br/analise_dvd-toque-no-altar-deus-de-promessas_397.html |título=DVD Deus de Promessas (Apascentar) - Análise |acessodata=7 de janeiro de 2015 |publicado=[[Super Gospel]]}}</ref> e garantiu várias premiações ao Toque no Altar no [[Troféu Talento]] em 2007, como Álbum do ano e Álbum Adoração e Louvor. Na época, com a divisão do grupo, Luiz Arcanjo, Davi Sacer, Verônica Sacer e Ronald Fonseca receberam o prêmio em nome do grupo, mesmo sendo ex-integrantes.<ref name="trofeu2007">{{citar web |url=http://noticias.gospelmais.com.br/confira-os-vencedores-da-12o-edicao-do-trofeu-talento.html |título=Confira os vencedores da 12ª edição do Troféu Talento |acessodata=7 de janeiro de 2015 |publicado=Gospel+}}</ref>
 
O álbum, mais tarde, teve seu repertório incluso nos DVDs ''[[É Impossível, mas Deus Pode (DVD)|É Impossível, mas Deus Pode]]'' (2008), da formação posterior do Toque no Altar, enquanto o Trazendo a Arca promoveu ''[[Ao Vivo no Maracanãzinho]]'' (2008), também produzido por Ronald Fonseca. Várias canções da obra foram revisitadas, anos depois, pelo Trazendo a Arca e pelo cantor Davi Sacer em carreira solo, e foi apontado como um dos registros favoritos de alguns de seus integrantes. Em 2016, ''Olha pra Mim'' foi eleito o 24º melhor disco da década de 2000, de acordo com lista publicada pelo [[Super Gospel]].
Em 2008, parte do repertório do disco foi incluso no DVD ''[[Ao Vivo no Maracanãzinho]]'', do Trazendo a Arca.<ref>{{citar web |url=http://www.supergospel.com.br/analise_dvd-trazendo-a-arca-ao-vivo-no-maracanazinho_1614.html |título=DVD Ao Vivo no Maracanãzinho (Trazendo a Arca) - Análise |acessodata=7 de janeiro de 2015 |publicado=[[Super Gospel]]}}</ref> O próprio Toque no Altar registrou as músicas "[[O Chão Vai Tremer]]", "[[Tua Graça me Basta]]", "Me Arrebataste" e "[[Olha pra Mim (canção)|Olha pra Mim]]" na versão audiovisual de ''[[É Impossível, mas Deus Pode (DVD)|É Impossível, mas Deus Pode]]'', também lançado em 2008.<ref>{{citar web |url=http://www.supergospel.com.br/analise_dvd-toque-no-altar--impossivel-mas-deus-pode_1406.html|título=DVD É Impossível, mas Deus Pode (Apascentar) - Análise |acessodata=7 de janeiro de 2015 |publicado=[[Super Gospel]]}}</ref>
==Antecedentes==
Ao longo da carreira, a formação original do Toque no Altar se caracterizava por álbuns baseados em campanhas religiosas da igreja a qual faziam parte, o Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, e por seus projetos gráficos sem quaisquer fotos de integrantes. Os três trabalhos anteriores da banda – ''[[Toque no Altar (álbum)|Toque no Altar]]'' (2003), ''[[Restituição (álbum)|Restituição]]'' (2003) e ''[[Deus de Promessas]]'' (2005) – foram caracterizados como parte de uma série chamada Restituição. No entanto, entre eles, apenas ''Toque no Altar'' foi um projeto de repertório livre, cujas canções não seguiam um padrão temático. Por isso, era a primeira vez desde o projeto de estreia, que a banda preparava-se para compor um trabalho composto por canções que não foram utilizadas nos projetos anteriores.<ref name="toquenoaltarhistoria" /><ref name="disputahis">{{citar web |url=https://br.napster.com/artist/toque-no-altar|título=Toque no Altar|acessodata=23 de junho de 2020|publicado=Napster|arquivourl=https://web.archive.org/web/20200623010420/https://br.napster.com/artist/toque-no-altar|arquivodata=23 de junho de 2020 }}</ref>
 
Entre outras participações, o álbum também incluiu Rafael Novarine, vocalista da banda [[Unção de Deus]], nos vocais de apoio, que já tinha participado do DVD ''Toque no Altar e Restituição'' e da cantora pentecostal [[Elaine Martins]], também nos ''backings''. A masterização foi assinada por [[Toney Fontes]].<ref name="cd" />
==Projeto gráfico==
O ''design'' original do álbum ''Olha pra Mim'' foi desenvolvido pelo ex-integrante [[David Cerqueira]], que optou por utilizar tons de marrom, além do título do álbum e o nome da banda.<ref name="sg" /> Poucos meses depois, o ''designer'' Rafael Feijó<ref>{{citar web |url=https://noticias.gospelmais.com.br/toque-no-altar-lanca-linha-de-camisetas-e-alternativos.html |título=Toque no Altar lança linha de camisetas e alternativos |acessodata=4 de julho de 2020 |publicado=Gospel+ |arquivourl=https://web.archive.org/web/20091220075818/http://noticias.gospelmais.com.br/toque-no-altar-lanca-linha-de-camisetas-e-alternativos.html |arquivodata=20 de dezembro de 2009 |urlmorta=no }}</ref> foi escolhido para estrear um novo logotipo para o Toque no Altar, que estreou na capa do álbum ''[[Deus de Promessas ao Vivo]]''.<ref name="deusdepromessasaovivo">{{citar web |url=http://www.supergospel.com.br/analise_dvd-toque-no-altar-deus-de-promessas_397.html |título=DVD Deus de Promessas (Apascentar) - Análise |acessodata=7 de janeiro de 2015 |publicado=[[Super Gospel]]}}</ref><ref>{{Citar álbum |título=Deus de Promessas ao Vivo|artista=Toque no Altar|ano=2006|publicado=Toque no Altar Music}}</ref> Por isso, ''Olha pra Mim'' foi lançado com um projeto gráfico adaptado do original com o novo logotipo.<ref>{{citar web |url=https://www.shopfacil.com.br/cd-toque-no-altar-olha-pra-mim-2325067/p|título=Toque no Altar - Olha pra Mim |acessodata=4 de julho de 2020 |publicado=Shopfácil |arquivourl=https://web.archive.org/web/20200704212033/https://www.shopfacil.com.br/cd-toque-no-altar-olha-pra-mim-2325067/p |arquivodata=4 de julho de 2020 |urlmorta=no }}</ref>
 
Anos depois, quando a igreja evangélica Ministério Apascentar perdeu direito à marca Toque no Altar em disputa judicial com Luiz Arcanjo e Davi Sacer,<ref name="processo">{{citar web |url=https://tj-rj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/365363731/apelacao-apl-49811220078190038-rio-de-janeiro-nova-iguacu-6-vara-civel/inteiro-teor-365363752?ref=serp|título=APL 00049811220078190038|acessodata=22 de maio de 2020|publicado=Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro|arquivourl=https://web.archive.org/web/20200522172934/https://tj-rj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/365363731/apelacao-apl-49811220078190038-rio-de-janeiro-nova-iguacu-6-vara-civel/inteiro-teor-365363752?ref=serp|arquivodata=22 de maio de 2020}}</ref> o disco foi relançado como "Ministério Apascentar de Nova Iguaçu". Esta foi a primeira versão do álbum disponibilizada nas plataformas digitais pelo selo [[Digital Music]], em meados de 2013.<ref name="rapascentar">{{citar web |url=https://open.spotify.com/album/7cIodG6Wo3E7Dj1YvOBpPv|título=Olha pra Mim (Ao Vivo)|acessodata=4 de julho de 2020 |publicado=Spotify |arquivourl=https://web.archive.org/web/20190818200548/https://open.spotify.com/album/7cIodG6Wo3E7Dj1YvOBpPv |arquivodata=18 de agosto de 2019 |urlmorta=no }}</ref> Em 2020, no entanto, o projeto gráfico foi novamente modificado para os créditos de Trazendo a Arca.<ref name="r2020">{{citar web |url=https://www.deezer.com/br/album/8344508|título=Olha pra Mim - Trazendo a Arca|acessodata=4 de julho de 2020 |publicado=Deezer }}</ref>
 
==Lançamento==
''Olha pra Mim'' foi oficialmente lançado em 1 de maio de 2006, de forma independente, embora a banda tenha iniciado a distribuição física do projeto dias antes. O álbum foi originalmente lançado com uma tiragem inicial de 185 mil cópias que foram esgotadas rapidamente. O ''show'' de lançamento do álbum se deu na casa de shows Via Show, no Rio de Janeiro e, na ocasião, a banda recebeu uma certificação de disco de platina proveniente da [[Sony Digital Audio Disc Corporation|Sony DADC]].<ref name="toquenoaltarhistoria">{{citar web |url=http://www.toquenoaltar.com.br/ministerio_home.php |título=O Ministério |acessodata=11 de junho de 2020 |publicado=Toque no Altar |arquivourl=https://web.archive.org/web/20061201115839/http://www.toquenoaltar.com.br/ministerio_home.php |arquivodata=1 de dezembro de 2006 |urlmorta=sim }}</ref> De acordo com informações divulgadas pela imprensa evangélica, ''Olha pra Mim'' chegou a vender cerca de 600400 mil cópias até o final de 2006.<ref>{{citar web |url=https://folhagospel.com/ministerio-toque-no-altar-prepara-carreira-internacional-em-2007/ poucos|título=Ministério mesesToque no Altar prepara carreira internacional em 2007 |acessodata=4 de julho de 2020 |publicado=Folha Gospel |arquivourl=https://web.archive.org/web/20200704215445/https://folhagospel.com/ministerio-toque-no-altar-prepara-carreira-internacional-em-2007/ |arquivodata=4 de julho de 2020 |urlmorta=no }}</ref> Em entrevista dada ao [[Troféu Talento]] ainda em 2006, [[Davi Sacer]] disse: "Esse CD já saiu com uma tiragem de 185 mil cópias, num país como o nosso, onde o mercado evangélico ainda está crescendo, que não tem uma gravadora por trás, é um grupo independente, eu vejo nisso a mão de Deus".<ref name="davisacertrofeutalento">{{citar web |url=http://www.trofeutalento.com.br/pages/entrevistas.asp?id=56 |título=Davi Sacer |acessodata=11 de junho de 2020 |publicado=[[Troféu Talento]] |arquivourl=https://web.archive.org/web/20060828080826/http://www.trofeutalento.com.br/pages/entrevistas.asp?id=56 |arquivodata=28 de agosto de 2006 |urlmorta=sim }}</ref>
 
Nesta época, a banda chegava a receber cerca de 2 mil convites para shows no ano, mas a maior parte de sua agenda era direcionada para cultos dentro do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu.<ref>{{citar web |url=http://www.toquenoaltar.com.br/convite_home.php |título=Convites |acessodata=11 de junho de 2020 |publicado=Toque no Altar |arquivourl=https://web.archive.org/web/20060831075715/http://www.toquenoaltar.com.br/convite_home.php |arquivodata=31 de agosto de 2006 |urlmorta=sim }}</ref> No entanto, o grupo ainda participou de vários shows pelo Brasil. Em agosto, a banda esteve em [[Manaus]] e também no estado da Bahia, onde participaram do evento Clama Bahia.<ref>{{citar web |url=http://www.toquenoaltar.com.br/agenda_home.php|título=Agenda - Agosto de 2006|acessodata=11 de junho de 2020 |publicado=Toque no Altar |arquivourl=https://web.archive.org/web/20060831141425/http://www.toquenoaltar.com.br:80/agenda_home.php |arquivodata=31 de agosto de 2006 |urlmorta=sim }}</ref> Em setembro, o grupo esteve em São Paulo na edição anual da [[Expocristã]], além de ter se apresentados nos estados do [[Acre]], [[Paraná]] e [[São Paulo (estado)|São Paulo]].<ref>{{citar web |url=http://www.toquenoaltar.com.br/agenda_home.php|título=Agenda - Setembro de 2006|acessodata=11 de junho de 2020 |publicado=Toque no Altar |arquivourl=https://web.archive.org/web/20060903211744/http://www.toquenoaltar.com.br:80/agenda_home.php |arquivodata=3 de setembro de 2006 |urlmorta=sim }}</ref> Em outubro, a banda não cumpriu agendas, mas chegou a se apresentar com o cantor [[Ron Kenoly]].<ref>{{citar web |url=http://www.toquenoaltar.com.br/agenda_home.php|título=Agenda - Outubro de 2006|acessodata=11 de junho de 2020 |publicado=Toque no Altar |arquivourl=https://web.archive.org/web/20061022162832/http://www.toquenoaltar.com.br/agenda_home.php |arquivodata=22 de setembro de 2006 |urlmorta=sim }}</ref> Em 4 de outubro, também, ocorreu a gravação de ''[[Deus de Promessas ao Vivo]]'', na casa de shows Claro Hall, no Rio de Janeiro.<ref>{{citar web |url=http://www.toquenoaltar.com.br/artigos_home.php?acao=D&artigo_id=56|título=Toque no Altar lança DVD em Dezembro|acessodata=11 de junho de 2020 |publicado=Toque no Altar |arquivourl=https://web.archive.org/web/20070302155842/http://www.toquenoaltar.com.br/artigos_home.php?acao=D&artigo_id=56 |arquivodata=2 de março de 2007 |urlmorta=sim }}</ref>
Ao longo da história, ''Olha pra Mim'' se tornou um dos álbuns mais importantes do Toque no Altar e chegou a ser considerado um clássico do [[canto congregacional]] do Brasil. O baixista Deco Rodrigues se referiu ao disco como um dos seus preferidos de toda a carreira,<ref name="deco" /> e mesmo com a saída dos integrantes originais do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, o projeto manteve seu respaldo, especialmente pela produção musical de Ronald Fonseca. Em 2013, o tecladista foi chamado para a direção de ''[[Há Poder no Nome de Jesus]]'', único projeto do grupo com o vocalista Samuel Vinholes. Na época, Cris Medeiros chegou a dizer que "era um desejo muito grande do Pastor Marcus ter o Ronald como produtor novamente. Ele esteve na primeira formação da banda e o último álbum que ele produziu foi o ''Olha Pra Mim'', que foi um sucesso, com uma sonoridade impecável".<ref>{{citar web |url=https://www.mkshopping.com.br/ha-poder-no-nome-de-jesus.html|título=Há Poder no Nome de Jesus|acessodata=26 de junho de 2020|publicado=MK Shopping |arquivourl=https://web.archive.org/web/20190605233150/https://www.mkshopping.com.br/ha-poder-no-nome-de-jesus.html |arquivodata=5 de junho de 2019 |urlmorta=no }}</ref>
 
O repertório do disco também foi um dos mais regravados do Trazendo a Arca e de Davi Sacer em carreira solo. Além das canções em ''Ao Vivo no Maracanãzinho'', "O Chão Vai Tremer" se fez presente no repertório de ''[[Ao Vivo no Japão]]'' (2007)<ref>{{citar web|url=http://www.supergospel.com.br/analise_cd-trazendo-a-arca-ao-vivo-no-japao_1191.html |título=CD Ao Vivo no Japão (Trazendo a Arca) - Análise |acessodata=14 de junho de 2012 |autor=Roberto Azevedo |publicado=[[Super Gospel]] }}</ref> e foi o trabalho mais contemplado na reunião da formação clássica, em 2020, no álbum ''[[O Encontro (álbum de Trazendo a Arca e Davi Sacer)|O Encontro]]''. Na ocasião, oito canções foram regravadas - "Trazendo a Arca", "O Chão Vai Tremer", "Correndo pros Teus Braços, "Tua Graça Me Basta", "Senhor e Rei", "Olha pra Mim", "Lembra Senhor" e "Me Arrebataste".<ref>{{citar web |url=https://www.supergospel.com.br/trazendo-a-arca-reune-formacao-classica-em-gravacao-o-encontro_11076.html|título=Trazendo a Arca reúne formação clássica em gravação - O Encontro|acessodata=5 de maio de 2020|publicado=[[Super Gospel]]}}</ref> O projeto ''[[Español (álbum)|Español]]'', de 2014, trouxe três versões em espanhol, as músicas "Señor y Rey", Tu Gracia Me Basta" e "El Suelo Va A Temblar".<ref>{{citar web |url=http://artistxite.ie/album/Trazendo-a-Arca-Espanol |título=Español - Trazendo a Arca |acessodata=16 de dezembro de 2014 |publicado=artistxite.ie |arquivourl=https://web.archive.org/web/20141216145727/http://artistxite.ie/album/Trazendo-a-Arca-Espanol |arquivodata=2014-12-16 |urlmorta=yes }}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.supergospel.com.br/analise_cd-trazendo-a-arca-espaol_6742.html|titulo=CD Español (Trazendo a Arca) - Análise |data=1 de março de 2015|acessodata=1 de março de 2015|publicado=[[Super Gospel]]}}</ref> Além disso, Luiz Arcanjo anunciou que regravaria "Correndo pros Teus Braços", ignorada no DVD ''Ao Vivo no Maracanãzinho'', num documentário produzido em 2013 baseado no repertório de ''[[Na Casa dos Profetas]]'' (2012).<ref>{{citar web |url=http://www.opropagador.com/trazendo-a-arca-anuncia-novidades-em-twitcam/|título=Trazendo a Arca anuncia novidades em Twitcam|acessodata=9 de junho de 2020 |publicado=O Propagador |arquivourl=https://web.archive.org/web/20180827152842/http://www.opropagador.com/trazendo-a-arca-anuncia-novidades-em-twitcam/|arquivodata=27 de agosto de 2018 |urlmorta=sim }}</ref> No entanto, o documentário nunca foi lançado.<ref>{{citar web |url=https://www.supergospel.com.br/noticia_trazendo-a-arca-chega-a-quinze-anos-procurando-se-reciclar-em-habito-no-abrigo_7402.html |título=Trazendo a Arca chega a quinze anos procurando se reciclar em Habito no Abrigo |acessodata=2 de janeiro de 2018 |publicado=[[Super Gospel]]}}</ref> Em carreira solo, Davi Sacer trouxe váriasnovas faixasversões de ''"O Chão Vai Tremer", "Olha pra Mim''" e "Tua Graça Me Basta" para ''[[No Caminho do Milagre]]'' (2011)<ref>{{citar web |url=https://itunes.apple.com/br/album/no-caminho-do-milagre-ao-vivo/id480367225?l=en |título=No Caminho do Milagre (Ao Vivo) de Davi Sacer |acessodata=8 de fevereiro de 2017 |autor=[[iTunes]] }}</ref> e em ''[[15 Anos (álbum de Davi Sacer)|15 Anos]]'' (2019), o músico regravou "Me Arrebataste", "Correndo pros Teus Braços" e, novamente, "Tua Graça Me Basta".<ref>{{citar web|url=https://music.apple.com/br/album/15-anos-ao-vivo/1473661763 |título=15 Anos (ao Vivo) de Davi Sacer|publicado=iTunes|acessodata=31 de julho de 2019}}</ref> Esta última foi liberada como single com a participação de [[Clovis Pinho]],<ref>{{citar web|url=https://music.apple.com/br/album/tua-gra%C3%A7a-me-basta-feat-cl%C3%B3vis-pinho-single/1446475731 |título=Tua Graça Me Basta (feat. Clóvis Pinho) - Single de Davi Sacer|publicado=iTunes|acessodata=4 de julho de 2020}}</ref> então vocalista da banda [[Preto no Branco (banda)|Preto no Branco]].<ref>{{citar web |url=https://pleno.news/entretenimento/musica/clovis-pinho-anuncia-saida-do-grupo-preto-no-branco.html|título=Clovis Pinho anuncia saída do grupo Preto no Branco|acessodata=30 de maio de 2020|publicado=Pleno News}}</ref>
 
Por conta de ''Olha pra Mim'', o Toque no Altar foi um dos principais artistas premiados no [[Troféu Talento]] de 2007, vencendo algumas das categorias mais importantes do prêmio, como "Música do Ano", "Grupo do Ano" e "Álbum do Ano". Davi Sacer ainda foi premiado como "Intérprete Masculino".<ref name="trofeu2007">{{citar web |url=http://noticias.gospelmais.com.br/confira-os-vencedores-da-12o-edicao-do-trofeu-talento.html |título=Confira os vencedores da 12ª edição do Troféu Talento |acessodata=7 de janeiro de 2015 |publicado=Gospel+}}</ref> No entanto, durante a premiação, ocorrida em março daquele ano, a banda já tinha uma nova formação, e o Trazendo a Arca se estruturava como outra banda. Em situação inédita, os prêmios foram entregues aos ex-integrantes. A canção "Olha pra Mim", durante a cerimônia de entrega dos prêmios, foi cantada por Davi Sacer, Luiz Arcanjo e Verônica Sacer.<ref>{{citar web |url=http://www.trofeutalento.com.br/pages/noticias.asp?id=1064&offset=|título=Dia 22 de Março – A noite de Gala do Troféu Talento|acessodata=4 de julho de 2020 |publicado=Troféu Talento|arquivourl=https://web.archive.org/web/20070329020632/http://www.trofeutalento.com.br/pages/noticias.asp?id=1064&offset=|arquivodata=29 de março de 2007|urlmorta=sim}}</ref>
 
Algumas canções do álbum tornaram-se, ao longo dos anos, algumas das composições mais preteridas pelos integrantes da banda. Em 2006, Davi Sacer chegou a dizer, em entrevista ao Troféu Talento, que "Tua Graça Me Basta" era sua música favorita do disco.<ref name="davisacertrofeutalento" /> Em 2016, em entrevista ao ''Gospel no Divã'', Luiz Arcanjo disse: "Eu lembro que no CD ''Olha pra Mim'', eu sempre gostei mais da faixa 'Tua Graça Me Basta', mas a música que mais tocou foi 'Olha pra Mim'", destacou.<ref>{{citar web|url=https://www.gospelnodiva.com/2016/01/05/luiz-arcanjo-e-andre-mattos-do-trazendo/|titulo=Luiz Arcanjo e André Mattos, do Trazendo a Arca, falam sobre novo momento do grupo e o “CD Habito no Abrigo”, lançado pela Sony Music|publicado=Gospel no Divã|acessodata=25 de abril de 2020|arquivourl=https://web.archive.org/web/20200425112102/https://www.gospelnodiva.com/2016/01/05/luiz-arcanjo-e-andre-mattos-do-trazendo/|arquivodata=24 de abril de 2020}}</ref>
 
Depois de anos creditado ao Toque no Altar e, após disputas judiciais,<ref name="processo" /> ser relançado como um álbum do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu,<ref name="rapascentar" /> ''Olha pra Mim'' foi creditado ao Trazendo a Arca em relançamento feito em abril de 2020.<ref name="r2020" />
 
===Troféu Talento===
A seguir, indicações ao Toque no Altar e ao álbum ''Olha pra Mim'' no [[Troféu Talento]] de 2007:<ref name="trofeu2007" />
31 696

edições