Diferenças entre edições de "Epiteto"

162 bytes adicionados ,  18h19min de 6 de julho de 2020
sem resumo de edição
[[Imagem:Epiktet.png|thumb|Epicteto em gravura do {{séc|XVIII}}.]]
 
'''Epiteto'''<ref>{{carececitar delivro|ultimo=Machado|primeiro=José fontesPedro|titulo=[[Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa]]|isbn=9722408429|editora=Livros Horizonte|ano=1993}}</ref> ou '''Epicteto'''<ref>{{citar livro|ultimo=Gonçalves|primeiro=Rebelo|titulo=[[Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa]]|local=Coimbra|editora=Atlântida - Livraria Editora|ano=1947|página=17}}</ref> ({{langx|el|Επίκτητος||''Epíktetos''}}; [[Hierápolis]], {{dni|lang=br|||55|si}} - [[Nicópolis]], {{morte|lang=br|||135}}) foi um [[filósofo]] [[Grécia Antiga|grego]] [[estoicismo|estoico]] que viveu a maior parte de sua vida em [[Roma]], como [[escravo]] a serviço de Epafrodito, o cruel secretário de [[Nero]] que, segundo a tradição, uma vez lhe quebrou uma perna.
 
Apesar de sua condição, conseguiu assistir as preleções do famoso estoico [[Caio Musônio Rufo]]. De sua obra se conservam o ''Encheiridion de Epicteto'' (também conhecido como ''[https://seer.ufs.br/index.php/prometeus/article/viewFile/816/721 Manual de Epicteto]'')<ref>Flávio Arriano. [http://ia601204.us.archive.org/24/items/OEncheiridionDeEpictetoEdicaoBilingue/enchbifinal26.04.12.pdf ''O Encheirídion de Epicteto'']. Trad. Aldo Dinucci; Alfredo Julien. São Cristóvão, Sergipe: EdiUFS, 2012].</ref> e as ''Diatribes'' (ou ''[[Discursos de Epicteto|Discursos]]<ref>{{en}} [http://pensamentosnomadas.files.wordpress.com/2012/08/the-discourses.pdf ''Discursos'' de Epicteto]{{Ligação inativa|1={{subst:DATA}} }}. 101 [[Anno Domini|A.D.]]</ref>), ambos editados por seu discípulo [[Lúcio Flávio Arriano]] de [[Nicomédia]].