Diferenças entre edições de "Inglês australiano"

146 bytes removidos ,  08h53min de 23 de julho de 2020
(Segundo a nova ortografia da língua portuguesa, o trema não é mais utilizado, portanto o correto é frequência.)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
== Influência irlandesa ==
Existiram certas influências do [[hiberno-inglês]], mas talvez não tanto como pudesse ser esperado tendo em conta que muitos australianos são descendentes de [[Irlanda|irlandeses]]. Uma dessas influências tem sido a pronuncia da letra “H” como ''“haitch”'' /hæɪtʃ/ ― o qual pode ser reconhecido entre os falantes do ''Broad Australian English'', mais que como ''“aitch”'' /æɪtʃ/, que é frequente na [[Nova Zelândia]] e na maior parte de [[Grã-Bretanha]] e na [[América do Norte]]. Acha-se que esta característica fonética teria sido causada graças à imigração de sacerdotes e freiras católicos irlandeses. Outros exemplos da influência irlandesa incluem o uso não padroniozado de ''“youse”'' /jʉːz/ (vocês, vocês) como plural de ''“you”'' (que em inglês australiano quer dizer "tu", "vos", "você"; em inglês padrão significa ademais "vocês", "vocês") ― “youse” é comummentecomumente utilizado por quem pode ser consideradosconsiderado incultosinculto e com frequência empregáemprega-loo intencionalmente porque é uma maneira “comum” de falar e também o uso dapronome palavrapessoal “me” (em inglês padrão: pronombre pessoal "me"/“mim”) em vez dedo “my”pronome (adjectivopossessivo posesivo“my” (“meu”). ExemploPor exemplo: ''Where’s me hat?'', em lugar de ''Where’s my hat?''; a primeira oração poderia traduzir-se como ''“Onde está o meu chapéu?”''. Este uso do pronomrepronome “me” em casos como este costuma ser empregue informalmente.
 
== Ortografia ==
A ortografía australiana é muito similar à britânica, com poucas exceções (por exemplo, program ― “programa” ― é mais comum que programme). As editoras, escolas, universidades e o governo utilizam geralmente o ''Macquarie Dictionary'' como ponto de referência ortográfico padrão. Tanto ''-ise'' como ''-ize'' são aceitos como terminações corretas, mas ''-ise'' é a forma mais comum em uma proporção de 3:1 segundo o ''Macquarie's Australian Corpus of English.''
 
Existe uma crença amplamente aceita de que a ortografia americana é uma modernidade, mas o debate sobre a ortografia é bem mais velho e tem pouco quea ver com o inglês norte-americano. Por exemplo, um folheto titulado ''The So-Called “American Spelling”'' (“A dita 'Ortografia Americana' ”), publicado em [[Sydney]] um pouco dantesantes de 1900, argumentava que “não existe uma razão etimológica válida para a preservação de ''ou'' em palavras como ''honor'', ''labor'', etc.
 
== Variedades ==
O inglês australiano é um dialeto não rótico. Seu sotaque é muito similar ao neozelandês e em menor medida ao do sudeste de Grã-Bretanha, particularmente ao dos [[cockney]]s e ao da ''Received Pronunciation''. Como na maioria dos dialetos do inglês, se distingue principalmente pela fonologia de suas vogais.
 
Os sons vocálicos do inglês australiano estão divididos em duas categorias: longos, que inclui os monotongos longos e os ditongos, e curtos, que engloba aos outros monotongos. A diferençaDiferente da maior parte das variedades do inglês, o inglês australiano possui diferenças na duração fonética: algumas vogais diferem entre si somente por sua duração.
 
Os sons consoantes são similares aos de outras variedades não róticas do inglês. Os fonemas /t/ e /d/ transformam-se em /ɾ/ (utilizado em espanholportuguês quando o R simples não se encontra ao princípio da palavra nem precedida de umaentre consonantevogais) em alguns casos, similares aos do inglês americano, que também apresenta esta característica de transformação fonológica. Muitos falantes substituem os sons /tj/ e /dj/ por /tʃ/ e /dʒ/ respectivamente.
 
== Vocabulário ==
Utilizador anónimo