Diferenças entre edições de "José Agostinho"

839 bytes adicionados ,  20h53min de 24 de julho de 2020
sem resumo de edição
(+ 5 categorias usando HotCat)
José Agostinho nasceu na freguesia de [[São Pedro (Angra do Heroísmo)|São Pedro]] da cidade de [[Angra do Heroísmo]], filho de Manuel Agostinho, alferes reformado de artilharia, oriundo de [[Castelo Branco]], e de Maria da Conceição Ferreira, oriunda da [[ilha do Pico]]. Fez os seus estudos preparatórios no [[Liceu de Angra do Heroísmo]], terminando-os em Lisboa. Destinado a seguir a carreira militar, ingressou na [[Escola Politécnica]] em [[1904]], tendo terminado o respectivo curso em [[1908]]. Frequentou depois a [[Escola do Exército]], de onde se graduou ingressando na arma de Artilharia.
 
Na sua carreira militar integrou o [[Corpo Expedicionário Português]] enviado para França durante a [[Grande Guerra]], tendo ali comandando uma bataria de artilharia. Pelo seu desempenho na frente de batalha foi condecorado com a Cruz de Guerra de 1.ª Classe e com o grau de cavaleiroCavaleiro da [[Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito]] (10 de julho de 1920).<ref name="OHn">{{citar web |url=http://www.ordens.presidencia.pt/?idc=153 |título=Entidades Nacionais Agraciadas com Ordens Portuguesas |data= |publicado=Presidência da República Portuguesa |acessodata=2020-07-24 |notas=Resultado da busca de "José Agostinho".}}</ref>
 
Terminada a guerra, regressou aos [[Açores]], sendo colocado em [[1918]] como observador no [[Observatório Meteorológico de Ponta Delgada]], na [[ilha de São Miguel]], trabalhando em estreita colaboração com o [[naturalista]] (e coronel do Exército) [[Francisco Afonso Chaves]], então director do [[Serviço Meteorológico dos Açores]].
Foi sócio fundador e presidente da [[Sociedade de Estudos Açorianos Afonso Chaves]] e de várias associações açorianas, entre as quais o [[Instituto Histórico da Ilha Terceira]], a que presidiu de 1955 a 1957. Para além do seu labor como naturalista, também se interessou por assuntos de [[história]] e de [[etnologia]], publicando diversos artigos sobre temáticas dessa área.
 
Foi grande oficialOficial da [[Ordem Militar de SantiagoSant'Iago da Espada]] (21 de dezembro de 1928), comendadorComendador da [[Ordem Militar de Avis]] (5 de outubro de 1929), oficialOficial da [[Ordem Militar de Cristo]] (5 de novembro de 1931), Grande-Oficial da [[Ordem Militar de Sant'Iago da Espada]] (17 de fevereiro de 1978) e oficialOficial da [[Ordem do Império Britânico]] (22 de novembro de 1946).<ref name="OHn"/><ref>{{citar web |url=http://www.ordens.presidencia.pt/?idc=155 |título=Entidades Nacionais Agraciadas com Ordens Estrangeiras|data= |publicado=Presidência da República Portuguesa |acessodata=2020-07-24 |notas=Resultado da busca de "José Agostinho".}}</ref> Esta última condecoração foi-lhe atribuída pelos serviços prestados às forças britânicas estacionadas na ilha [[Terceira]] durante a [[Segunda Guerra Mundial]].
 
Em sua homenagem o Observatório Meteorológico de Angra do Heroísmo é hoje denominado ''Observatório José Agostinho'' e uma das principais artérias da cidade de [[Angra do Heroísmo]] denomina-se ''Avenida Tenente Coronel José Agostinho''.
[[Categoria:Grandes-Oficiais da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada]]
[[Categoria:Oficiais da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada]]
[[Categoria:ComendadoresCavaleiros da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito]]
[[Categoria:Oficiais da Ordem Militar de Cristo]]
[[Categoria:Comendadores da Ordem Militar de Avis]]
30 310

edições