Azul: diferenças entre revisões

17 bytes adicionados ,  26 de julho de 2020
→‎História: correção do título
m (Foram revertidas as edições de 138.59.199.140 para a última revisão de Douglasboavista, de 04h53min de 14 de fevereiro de 2020 (UTC))
Etiqueta: Reversão
(→‎História: correção do título)
O azul costuma estar associado à frieza, depressão, monotonia. Por isso mesmo, também à paz, à ordem, à harmonia<ref>{{citar web |url=https://www.significados.com.br/cor-azul/ |titulo=Significado da Cor Azul |publicado=''Significados'' |acessodata=25 de outubro de 2016 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20160402010429/http://www.significados.com.br/cor-azul |arquivodata=02/04/2016}}</ref>. Entre os matizes, é o menos expansivo e forte aos olhos, sendo a cor mais fria. Sinônimos: cerúleo, cárdeo, celeste, azulado, [[safira]]. Também há relação à estimulação da criatividade e tranquilidade<ref>{{citar web |url=http://www.personare.com.br/azul-cor-da-calma-tranquilidade-e-fe-m5537 |titulo=''Azul: cor da calma, tranquilidade e fé'' |author=Solange Lima |publicado=''Personare'' |acessodata=25 de outubro de 2016}}</ref>. É a cor favorita de 45% das pessoas do mundo, possuindo 111 tons diferentes nomeados<ref>{{citar web |url=http://followthecolours.com.br/gotas-de-cor/azul-50-curiosidades-interessantissimas-que-voce-nao-sabia-sobre-a-cor/ |titulo=Azul: 50 curiosidades interessantíssimas que você não sabia sobre a cor |author=Carol T. Moré |publicado=''Follow The Colours'' |data=01/04/2015 |acessodata=25 de outubro de 2016 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20161013213547/http://followthecolours.com.br/gotas-de-cor/azul-50-curiosidades-interessantissimas-que-voce-nao-sabia-sobre-a-cor/ |arquivodata=13/10/2016}}</ref>. Principais tonalidades de azul: [[ciano|azul-bebê]], [[azul-celeste]], [[azul-cobalto]], [[azul-marinho]], azul-[[Turquesa (cor)|turquesa]].
 
== História do pigmento azul ==
[[Imagem:Cores azul-branco.JPG|thumb|direita|240px|Evolução das cores do azul-escuro ao branco.]]
A produção de pigmentos artificiais de azul tem sido um desafio constante na história da humanidade. Muito provavelmente, pela dificuldade de encontrá-lo, o azul foi em momentos diversos considerado uma cor destinada a temas nobres. [[Vermelho]], [[preto]] e [[branco]] dominaram quase todas as representações artísticas até o início da [[Idade Média]] devido à facilidade com que as [[tinta]]s podiam ser fabricadas, em comparação com a dificuldade de obter pigmento azul. É certo, no entanto, que os [[egípcio]]s conheciam um pigmento dessa cor há mais de 5 mil anos, mas ele era misturado ao pigmento de uma pedra semipreciosa, o [[lápis-lazúli]]. Foi a dificuldade para chegar ao tom que fez com que os romanos durante a [[Antiguidade]] o associassem aos bárbaros, porque estes usavam uma planta europeia conhecida como Pastel ou ''Ísatis Tinctoria'' para tingir suas roupas de azul - até então ter roupas tingidas de azul era sinônimo de barbárie.