Diferenças entre edições de "Bósnia e Herzegovina"

2 434 bytes adicionados ,  14h22min de 30 de julho de 2020
+reciclando +um pouco de informação adicional
(+reciclando +um pouco de informação adicional)
Etiqueta: Inserção de predefinição obsoleta
{{mais fontes||geo-eu|data=agosto de 2012}}
{{Reciclagem|data=junho de 2017}}
{{Coor dms|display=title|44|6||N|17|58||E|type:country_region:BA}}
{{Info/País
 
== História ==
{{Artigo principal|História da Bósnia e Herzegovina}}[[Imagem:Mostarbridge2004.jpg|thumb|esquerda|A famosa [[Ponte Velha do Centro Histórico de Mostar|Ponte Velha]] em [[Mostar]], [[Patrimônio Mundial]] pela [[Unesco]]]]
Sabe-se que a região é habitada por humanos desde pelo menos o [[Paleolítico]], pois uma das mais antigas pinturas rupestres conhecidas foi encontrada na caverna Badanj em [[Stolac]]. Grandes culturas neolíticas datadas entre 6230 a.C. e 4900 a.C., como os [[Butmir]] e [[Kakanj]], se desenvolveram ao longo do [[rio Bosna]].
 
Os povos [[Ilírios]], um grupo étnico bastante diverso, começaram a se organizar na região onde atualmente fica a Eslovênia, Croácia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia, Kosovo, Montenegro e Albânia. A partir do século VIII a.C., essas tribos evoluíram para reinos. O reino mais antigo registrado na [[Ilíria (região)|Ilíria]] foi o Reino Enchele que existiu no século VIII a.C. Outros reinos também existiram até cerca de 167 a.C. O Reino Ardiaei (originalmente uma tribo da região do vale do [[rio Neretva]]) tem seus primeiros registros em cerca de 230 a.C. e acabou em 167 a.C. Os reinos e dinastias ilíricos mais notáveis ​​foram governados pelo rei Bardyllis de Dardani e Agron de Ardiaei. No ano 6, o Império Romano anexou a região por volta do ano 9 a.C. Mais tarde, os povos ilírios se revoltaram contra Roma e travaram uma sangrenta guerra conhecida como ''[[Grande Revolta da Ilíria|Bellum Batinianum]]'' onde acabaram subjulgados.
 
[[Imagem:Gazi Husrev-beg's Mosque IMG 9523 sarajevo.jpg|110px|left|thumb|Mesquita Gazi Husrev-beg em [[Sarajevo]], construída em 1551 durante o domínio Otomano.]]
A partir do século XII, várias partes da região que hoje corresponde à Bósnia e Herzegovina foram tomadas pelos [[sérvios]], [[croatas]], [[húngaros]], [[República de Veneza|venezianos]] e [[bizantinos]]. No {{séc|XII}}, o [[Reino da Hungria]] passou a governar o território, delegando o poder a vice-reis distritais de origem bósnia, croata e húngara. Anos depois, a região foi invadida pelo [[Império Otomano]] e, depois de várias batalhas, tornou-se uma província turca. Durante os séculos XVI e {{séc|XVII}}, a Bósnia foi um ponto estratégico nos conflitos constantes contra os [[Habsburgos]] e contra Veneza. Durante este período, uma parte da população, conhecida como [[Bogomilismo|bogomilos]], sérvios que professavam uma heresia de tipo [[Arianismo|arianista]], converteu-se massivamente ao [[Islão]].
 
 
Em 1914, o arquiduque [[Francisco Fernando da Áustria-Hungria|Francisco Fernando]], herdeiro do Império Austro-Húngaro, foi assassinado em [[Sarajevo]] por um nacionalista sérvio. Esse acontecimento precipitou o início da [[Primeira Guerra Mundial]]. Em 1918, a Bósnia e Herzegovina foi anexada à Sérvia, como parte do [[Reino dos sérvios, croatas e eslovenos|Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos]]. Durante a segunda guerra mundial, decorrendo de perseguições e ''limpeza étnica'' às mãos do regime fascista croata, satélite da Itália de Mussolini, a proporção da população sérvia-ortodoxa da Bósnia e Herzegovina diminuiu de dois terços para um terço do total. Em 1946, os dois territórios integraram a [[República Socialista Federativa da Jugoslávia]], de regime comunista, sob a liderança do croata [[Josip Broz Tito]].
 
[[Imagem:Evstafiev-sarajevo-building-burns.jpg|thumb|120px|left|Parlamento da Bósnia em chamas durante o [[Cerco de Sarajevo]] em 1992.]]
 
Com o colapso do [[comunismo]], em 1989-1990, a Jugoslávia mergulhou numa onda de [[nacionalismo]] extremo, no quadro dum processo intencional externamente estimulado com vista ao desmembramento da Jugoslávia. Depois de a [[Croácia]] abandonar a federação, em 1991, os croatas bósnios e os eslavos muçulmanos aprovaram um referendo a favor da criação de uma república multinacional e independente. Mas os sérvios bósnios recusaram separar-se da Jugoslávia, que nessa altura se encontrava sob o domínio da Sérvia. Em 1992, a Bósnia e Herzegovina foi arrastada para uma [[Guerra da Bósnia|guerra civil]] sangrenta e devastadora, em que as populações acabaram por ser saneadas das regiões tomadas por cada nacionalidade. Em 1995 foi assinado o [[Acordo de Dayton]] e desde essa altura as forças da [[Organização das Nações Unidas]] encontram-se no território para garantir o cumprimento dos acordos de paz.
== Geografia ==
{{Artigo principal|Geografia da Bósnia e Herzegovina}}
A Bósnia-Herzegovina situa-se nos [[Balcãs]] ocidentais e nos Alpes Dináricos orientais. Faz fronteira com a [[Croácia]] a norte e sudoeste, [[Sérvia]] a leste, [[Montenegro]] a sudeste. O clima do país é o [[clima mediterrânico|mediterrânico]].
 
== Demografia ==
{{Gráfico circular
{{AP|Lista de cidades da Bósnia e Herzegovina}}
|thumb = left
|título = Composição étnica da Bósnia em 2013<ref name="Popis2013">{{cite web|title=Census of population, households and dwellings in Bosnia and Herzegovina, 2013: Final results|url=http://www.popis2013.ba/popis2013/doc/Popis2013prvoIzdanje.pdf|publisher=Agência de Estátisticas da Bósnia e Herzegovina|date=junho de 2016|accessdate=1 de julho de 2016|archive-url=https://web.archive.org/web/20160630144751/http://www.popis2013.ba/popis2013/doc/Popis2013prvoIzdanje.pdf|archive-date=30 de junho de 2016}}</ref>
|rótulo1 = [[Bosníacos]]
|valor1 = 50.11
|cor1 = #2243B6
|rótulo2 = [[Sérvios]]
|valor2 = 30.78
|cor2 = DodgerBlue
|rótulo3 = [[Croatas]]
|valor3 = 15.43
|cor3 = DeepSkyBlue
|rótulo4 = Outros
|valor4 = 2.73
|cor4 = Honeydew
}}
 
Existe uma forte correlação entre a identidade étnica e a [[religião]]: 88% dos Croatascroatas são [[catolicismo romano|católicos romanos]], 90% dos "Bósniosbósnios" seguem o [[Islão]] e 99% dos Sérvios são [[cristianismo ortodoxo|cristãos ortodoxos]].
De acordo com os dados de 2000 do [[Central Intelligence Agency|CIA]] World Factbook, a Bósnia é etnicamente composta por eslavos: 48% de [[bósnios]], 37,1% de [[sérvios]], 14,3% de [[croatas]] e 0,6% outra.<ref>{{citar web |url=https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/bk.html |título=CIA - The World Factbook |acessodata=21 de janeiro de 2012 |autor=|publicado=[[CIA]] |páginas= |língua=inglês |citação= }}</ref>
 
=== Religião ===
{{bar box
|title = Religião na Bósnia e Herzegovina
{{bar percent|Outros|yellow|3}}
}}
 
De acordo com o censo de 1991, a população da Bósnia e Herzegovina é composta por:
* 50% de [[bósnios]] étnicos (eslavos muçulmanos, os antigos "bugomilos", os sérvios convertidos ao Islão),
* 30% de [[sérvios]],
* 15% de [[croatas]],
* 3% da população a declarar-se "jugoslava", o que inclui os filhos de casamentos mistos e os nacionalistas jugoslavos.
 
[[Imagem:Church in Međugorje, B-H, June 4th 2007 (1).jpg|thumb|left|A vila de [[Međugorje]], no Sul da Bósnia e Herzegovina, é atualmente uma localidade que tem atraído a atenção do mundo devido a relatos de [[aparições marianas]].]]
Existe uma forte correlação entre a identidade étnica e a [[religião]]: 88% dos Croatas são [[catolicismo romano|católicos romanos]], 90% dos "Bósnios" seguem o [[Islão]] e 99% dos Sérvios são [[cristianismo ortodoxo|cristãos ortodoxos]].
De acordo com os dados de 2000 do [[Central Intelligence Agency|CIA]] World Factbook, a Bósnia é etnicamente composta por eslavos: 48% de [[bósnios]], 37,1% de [[sérvios]], 14,3% de [[croatas]] e 0,6% outra.<ref>{{citar web |url=https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/bk.html |título=CIA - The World Factbook |acessodata=21 de janeiro de 2012 |autor=|publicado=[[CIA]] |páginas= |língua=inglês |citação= }}</ref>
 
As cidades principais são a capital do país ([[Sarajevo]]), [[Banja Luka]] no noroeste, [[Tuzla]] no nordeste e [[Mostar]], a capital da região da [[Herzegovina]].
 
=== Religião ===
{{Principal|Religião na Bósnia e Herzegovina|Catolicismo na Bósnia e Herzegovina}}
De acordo com estimativas não oficiais da Agência de Estatísticas do Estado Bósnio, citadas pelo [[Departamento de Estado dos Estados Unidos]] em 2008, 45% da população eram muçulmanos, 36% ortodoxos sérvios, 15% católicos, 1% protestantes e 3% outros (a maioria [[Judaísmo|judeus]], ateus e outros).<ref>http://www.state.gov/j/drl/rls/irf/2008/108438.htm</ref> Uma pesquisa de 2012 mostrou que 54% dos muçulmanos do país são sem denominação e 38% são [[Sunismo|sunitas]].<ref>http://www.pewforum.org/files/2012/08/the-worlds-muslims-full-report.pdf</ref>
 
=== Cidades mais populosas ===
{{AP|Lista de cidades da Bósnia e Herzegovina}}
As cidades principais são a capital do país ([[Sarajevo]]), [[Banja Luka]] no noroeste, [[Tuzla]] no nordeste e [[Mostar]], a capital da região da [[Herzegovina]].
{{Cidades mais populosas da Bósnia e Herzegovina}}
 
== Política ==
{{AP|Política da Bósnia e Herzegovina|Missões diplomáticas da Bósnia e Herzegovina}}
[[Imagem:Zgrada_Vijeća_ministara_BiH_SarajevoParliament_(6042784223).JPGjpg|thumb|direita|Prédio do Governo da Bósnia e Herzegovina, em [[Saraievo]].]]
República presidencialista tripartida, com um representante bósnio-muçulmano (bosníaco), um croata e um sérvio.
 
O cargo de presidente da Bósnia e Herzegovina é exercido em rotatividade pelos três membros da [[presidência da Bósnia e Herzegovina]] (um "bósnio" muçulmano, um sérvio e um croata), cada um ocupando o cargo durante 8 meses ao longo do seu mandato de quatro anos na presidência.<ref>{{Citar web|url=https://operamundi.uol.com.br/noticia/40994/vinte-anos-apos-srebrenica-bosnia-ainda-luta-por-reparacoes-e-para-superar-diferencas|título=Vinte anos após Srebrenica, Bósnia ainda luta por reparações e para superar diferenças|autor=Kívia Costa|publicado=Opera Mundi|data=12 Jul 2015|acessodata=2019-03-14}}</ref> Os três membros da presidência são eleitos diretamente pelo povo (votos da Federação para o bosníaco e o croata, e da República Srpska para o sérvio). O presidente do Conselho de Ministros é nomeado pela presidência e aprovado pela Câmara dos Representantes. Depois, é dele a responsabilidade de nomear os ministros do governo.
 
[[Ficheiro:Map Bih entities.png|thumb|right|upright=2.0220px|Divisão política da Bósnia-Herzegovina]]
 
A Assembleia Parlamentar é o corpo legislativo da Bósnia e Herzegovina. Consiste de duas câmaras: a Câmara dos Representantes e a Câmara dos Povos. A Câmara dos Povos inclui 15 delegados, dois terços dos quais provenientes da Federação (5 [[croatas]] e 5 [[bosníacos]]) e um terço da República Srpska (5 [[sérvios]]). a Câmara dos Representantes é composta por 42 membros, dois terços eleitos pela Federação e um terço eleito pela República Srpska.
=== Organização político-administrativa ===
{{Artigo principal|[[Organização político-administrativa da Bósnia e Herzegovina]]}}
[[Ficheiro:Map Bih entities.png|thumb|right|upright=2.0|Divisão política da Bósnia-Herzegovina]]
A Bósnia-Herzegovina é uma [[federalismo|federação]] composta de duas entidades politicamente autónomas: a [[Federação da Bósnia e Herzegovina]] e a [[República Sérvia]], mais o [[distrito de Brčko]], que é um território livre e comum das duas entidades.
 
* 1% [[Turismo]]
 
== InfraestruturaEducação ==
[[Imagem:Sarajevo University-of-Sarajevo Obala 2011-09-28.jpg|thumb|Prédio da [[Universidade de Sarajevo]], construído na década de 1850.]]
=== Educação ===
 
O ensino superior tem uma longa e rica tradição na Bósnia e Herzegovina. A primeira instituição de ensino superior sob medida era uma escola de filosofia estabelecida por [[Gazi Husrev-beg]] em 1531. Numerosas outras escolas religiosas foram criadas posteriormente. Em 1887, sob o [[Império Austro-Húngaro]], uma escola de lei [[Charia]] iniciou um programa de cinco anos.<ref name="Educação na Bósnia e Herzegovina 1">{{citar web |url= http://www.sarajevo.ba/en/stream.php?kat=145 |publicado= City of Sarajevo |titulo=
Education - The University of Sarajevo |data= |acessodata= 14 de setembro de 2014}}</ref> Na década de 1940, a [[Universidade de Sarajevo]] tornou-se a primeira instituição de ensino superior secular no país. Na década de 1950, cursos de bacharelado e pós-bacharelado tornaram-se disponíveis.<ref name="Educação na Bósnia e Herzegovina 1" /> Severamente danificada durante a guerra, a Universidade de Sarajevo foi recentemente reconstruída em parceria com mais de 40 outras universidades. Existem várias outras instituições de ensino superior, incluindo a [[Universidade Džemal Bijedić de Mostar]], a [[Universidade de Banja Luka]], [[Universidade de Mostar]], [[Universidade do Leste de Sarajevo]], [[Universidade de Tuzla]], [[Universidade Americana na Bósnia e Herzegovina]] e a [[Academia de Ciências e Artes da Bósnia e Herzegovina]], que é tida em alta consideração como uma das mais prestigiadas academias de artes criativas na região.
== Cultura ==
{{Artigo principal|Cultura da Bósnia e Herzegovina}}
[[Imagem:Cevapcici in somun.jpg|thumb|180px|[[Ćevapi]] servido em um restaurante de Sarajevo.]]
A Bósnia possui uma literatura muito rica. O vencedor do [[Nobel de Literatura]] de 1961, [[Ivo Andrić]], nasceu em [[Travnik]].
O país também conta com uma cultura tradicional forte de origens eslavas, com cozinha e danças típicas. Uma das danças tradicionais do país chama-se kolo e acompanha eventos sociais como casamentos e festas tradicionais. A cozinha do país possui influências tanto ocidentais quanto do Oriente Médio, resultado de diferentes influências históricas. [[Ćevapi]], [[börek]], [[dolmades]], [[pilaf]] e [[goulash]] são exemplos de pratos apreciados no país.
 
== Ver também ==
4 780

edições