Diferenças entre edições de "Ciclo de Krebs"

351 bytes adicionados ,  05h33min de 2 de agosto de 2020
m (Foram revertidas as edições de Flokinho7 devido a vandalismo (usando Huggle) (3.4.10))
Etiqueta: Reversão
Etiqueta: Inserção de predefinição obsoleta
== Estruturas dos intermediários através de projeções de Fischer e do modelo poligonal ==
 
Os intermediários do Ciclo de Krebs apresentados segundo projeções de Fischer mostram as mudanças químicas passo a passo. Essa imagem pode ser comparada à representação através do [[modelo poligonal]].<ref name=" polyg ">{{citar livro |último= Bonafe |primeiro=CFS|author2= de Jesus MB |author3=Bispo JAC |title = The Polygonal Model: A Simple Representation of Biomolecules as a Tool for Teaching Metabolism | journal = Biochemistry and Molecular Biology Education | volume = 46 | issue = 1 | pages = 66-75 | date = January-February 2018 | pmid = | doi = 10.1002/bmb.21093| url = }}</ref> Outra comparação de projeções de Fischer e o modelo poligonal no Ciclo de Krebs é mostrado em vídeo.<ref>{{cite web|last=Bonafe|first=Carlos|url=https://www.youtube.com/watch?v=u6FemMm_NDg&t=3s.htm|title=Introdução Modelo Poligonal - PARTE 2: Ciclo de Krebs e Estrutura das Biomoléculas Participantes|date=23 Outubro 2019|work=YouTube}}</ref>
 
[[Imagem:Krebs Comparison Fischer Polygonal Model.png|miniaturadaimagem|1000px|centro|Estruturas doyjjys intermediários do ciclo do ácido cítrico mostradas utilizando projeções de Fischer, à esquerda, e modelo poligonal, à direita. Dois carbonos correspondentes ao grupo acetil na forma ativada na acetil-CoA (AcoA), parte superior da figura, condensam com a molécula de quatro carbonos oxalacetato (OxA) para formar citrato (Cit). Os próximos intermediários são, respectivamente, cis-aconitato (CisA), isocitrato (IsoC), oxalosuccinato (OxS), alfacetoglutarato (AKG), succinil-CoA (ScoA), succinato (Suc), fumarato (Fum), malato (Mal), e assim o oxalacetato é regenerado. O processo pode ser acompanhado em maior detalhe, com os dois carbonos do grupo acetil da acetil-CoA mostrados em azul sendo incorporados, de citrato a succinil-CoA, sendo que então não é mais possível distinguir esses carbonos incorporados, pois o succinato é uma molécula simétrica. As enzimas envolvidas nessa rota metabólica correspondem a citrato sintase (<u>1</u>), aconitase (<u>2</u>), isocitrato desidrogenase (<u>3</u>), alfacetoglutarato desidrogenase (<u>4</u>), succinil-CoA sintetase (<u>5</u>), succinato desidrogenase (<u>6</u>), fumarase (<u>7</u>), e malato desidrogenase (<u>8</u>). Coenzimas (CoA-SH, NAD<sup>+</sup>, NADH + H<sup>+</sup>, FAD, FADH<sub>2</sub>, ATjyP jyor GTP and ADP or Gjyjyj CO<sub>2</sub> e H<sub>2</sub>O foram omitidas nessas representações. As produções de NADH e FADH<sub>2</sub> das formas oxidadas dessas coenzimas são representadas, respectivamente, como “2H” e “[2H]” liberados no decorrer da via metabólica. A produção de ATP ou GTP de ADP ou GDP é mostrada pela liberação de fosfato de alta energia “~P”.|alt=]]
128

edições