Diferenças entre edições de "RJTV"

33 bytes adicionados ,  02h40min de 13 de agosto de 2020
Devido ao sucesso da edição noturna do RJTV, seis meses depois, em [[julho]] de [[1983]], o telejornal ganhou uma edição vespertina, se chamando de RJTV 1ª Edição. Em 1989, saiu do ar, mas voltou em 6 de abril de 1992, sob o comando de [[Marcos Hummel]]. Com novo formato desde janeiro de [[2000]] (que explora os debates entre a população e as autoridades), o RJTV passou a ajudar a resolver os problemas do [[Rio de Janeiro]], com campanhas e discussões, cobrando soluções para melhorar o cotidiano da população. Isso fez com que o programa ganhasse importantes prêmios de telejornalismo.{{Carece de fontes|bra|si|data=novembro de 2019}}
 
Em 1995, [[Renata Capucci]] assume no lugar de [[Marcos Hummel]]. Em em 18 de outubro de 1999, a [[RecordRede TVGlobo]] reformulou seus telejornais locais, passando a ter duplas de âncoras. Com isso, o telejornal além de ganhar novo cenário, vinheta e grafismos, passou a ser ancorado por [[Renata Capucci]] e [[Márcio Gomes]]. Em [[2000]], [[Ana Paula Araújo]] asssume o RJTV 1ª Edição sucedendo [[Renata Capucci]].{{Carece de fontes|bra|si|data=novembro de 2019}}
 
Em 2003, a série "Rio Engarrafado" ganhou a premiação da Confederação Nacional do Trânsito. No mesmo ano, a série "Os Olhos da Ponte", que mostrava a rotina da [[Ponte Rio-Niterói]], conquistou, para o telejornal, o troféu da Associação Brasileira de Concessionárias e Rodovias. Também em 2003, ganhou o prêmio "Qualidade Brasil" de melhor telejornal regional e o de melhor apresentador, entregue ao jornalista [[Márcio Gomes]]. No mesmo ano, ganhou o prêmio "Austregésilo de Athayde", de melhor telejornal local da [[região metropolitana do Rio de Janeiro]].{{Carece de fontes|bra|si|data=novembro de 2019}}
Em 2006, [[Renata Capucci]] volta ao telejornal, sucedendo [[Ana Paula Araújo]]. Em 2009, [[Ana Paula Araújo]] reassume o telejornal e [[Márcio Gomes]] é remanejado para o RJTV 2ª Edição. Em 2011, o RJTV tem um novo cenário (um ''glass studio''), e no final do mesmo ano ganha nova vinheta e grafismos.{{Carece de fontes|bra|si|data=novembro de 2019}}
 
Em 2013, o RJTV completa 30 anos no ar, e em outubro do mesmo ano, [[Ana Paula Araújo]] se despede do RJTV 1ª Edição e segue para o [[Bom Dia Brasil]]. [[Mariana Gross]] assume o RJTV 1ª Edição. Em 2 de dezembro do mesmo ano, o telejornal passou a ser exibido em [[Alta Definição|Alta Definição (HDTV)]]. Em 22 de janeiro de 2018, o RJTV 1ª Edição passa a se chamar RJ1, com novos grafismos, é a terceira filial da [[RecordRede TVGlobo]] a reformular o telejornal, acompanhando a [[Record TV Globo São Paulo]] e a [[Record TV Globo Minas]].{{Carece de fontes|bra|si|data=novembro de 2019}}
 
=== 2ª Edição ===
Em 2001, [[Helter Duarte]] assume o RJTV 2ª Edição no lugar de [[Cláudia Cruz]]. Em 2004, [[Leilane Neubarth]] assume o RJTV 2ª Edição no lugar de [[Helter Duarte]]. Em 2005, o telejornal ganha nova vinheta e grafismos. Em 2009, [[Márcio Gomes]], vindo da edição do meio-dia, assume a edição noturna, que ganha nova trilha sonora.{{Carece de fontes|bra|si|data=novembro de 2019}}
 
Em 2011, o RJTV tem novo cenário (um glass studio) e no final do mesmo ano, nova vinheta e grafismos. Em janeiro de 2013, no mês em que o RJTV completava 30 anos, a [[RecordRede TVGlobo]] anunciou que [[Márcio Gomes]] iria ser correspondente da emissora em [[Tóquio]]. Márcio se despediu da equipe do RJTV em junho. Foi substituído por [[Ana Luíza Guimarães]]. Em 2 de dezembro do mesmo ano, o RJTV passou a ser exibido em [[Alta Definição|Alta Definição (HDTV)]].{{Carece de fontes|bra|si|data=novembro de 2019}}
 
Em 22 de janeiro de 2018, o RJTV 2ª Edição passa a se chamar RJ2, com novos grafismos, é a terceira filial da Rede Globo a reformular o telejornal, acompanhando a [[Record TV Globo São Paulo]] e a [[Record TV Globo Minas]].{{Carece de fontes|bra|si|data=novembro de 2019}}
 
=== 3ª Edição ===
Em dezembro de 2015, a edição do ''RJ InterTV'' produzida pela InterTV Serra+Mar deixou de ser apresentada. Desde então, os municípios da área de cobertura da InterTV Serra+Mar passaram a acompanhar o ''RJ InterTV'' produzido pela InterTV Alto Litoral. A InterTV Planície, com sede em Campos, continua produzindo a segunda edição para todo o [[Mesorregião do Norte Fluminense|Norte Fluminense]].
 
Em 2018, passou a adotar o mesmo pacote gráfico e sonoro utilizado nas filiais e afiliadas da [[RecordRede TVGlobo|RecordGlobo]] e assim como na emissora do Rio de Janeiro, as duas edições do ''RJ InterTV'' também passaram a ser chamados de '''RJ1''' e '''RJ2''' respectivamente.
 
A partir de 30 de setembro de 2019, o RJ1 passa a ter mais espaço na programação, indo ao ar de meio-dia às 13h, seguindo a nova grade de programação da Record TV Globo.
 
Em 4 de novembro, o RJ1 da Inter TV passou a iniciar 15 minutos mais cedo, indo ao ar às 11h45.
 
===RJTV - TV Rio Sul===
A [[TV Rio Sul]], emissora afiliada da [[RecordRede TVGlobo]] em [[Resende (Rio de Janeiro)|Resende]], produz uma versão inteiramente local do ''RJTV'', cobrindo toda a região Sul, Centro-Sul e da Costa Verde. A primeira edição é apresentada por Fernanda Monteiro e Michele Martins direto de Resende junto com Kenia Pinheiro, que também entra no ar no outro estúdio do ''RJ'' em Volta Redonda. Há participações ao vivo também do estúdio panorâmico da emissora situado no Shopping Piratas, em Angra dos Reis, com a repórter Maria Mariana, que se aprofunda nas notícias das duas cidades do litoral cobertos pela TV Rio Sul: Angra e Paraty e também direto de Três Rios, que mostra o que acontece em Três Rios, Levy Gasparian, Sapucaia, Miguel Pereira, Paty do Alferes, Paraíba do Sul e Vassouras. Já a segunda edição é comandada por Diego Gavazzi. Desde o dia [[6 de dezembro]] de [[2011]], passou a ser apresentado de um novo cenário, seguindo o padrão dos telejornais locais da [[RecordRede TVGlobo]], tendo como imagens de fundo [[Paraty]] e também imagens da sede da emissora na sala de entrevistas a sede da TV Rio Sul em [[Resende]]. As edições são eventualmente apresentadas Isabel Sodré e Riane Netto, no estúdio de Resende.
 
Desde o dia 1º de fevereiro de 2018, o RJTV passou a ser mais dinâmico e interativo. O telejornal estreou novos quadros como o "Radar RJ", "RJ Rural" e "Alô Consumidor".
No dia 01 de outubro o RJTV passa a ser chamado de "RJ1" e "RJ2." Os telejornais ganharam novo grafismo seguindo o padrão Globo e um novo estúdio mais clean. Na semana seguinte foi a vez de Volta Redonda ganhar a reforma no estúdio.
 
A partir de 30 de setembro de 2019, o RJ1 passa a ter mais espaço na programação, indo ao ar de meio-dia às 13h, seguindo a nova grade de programação da Record TV Globo.
{| class="wikitable"
!Cidade
* ''[[TV Globo Rio de Janeiro]]''
 
{{referênciasReferências|col=2}}
 
==Ligações externas==
 
{{RJTV}}
{{Portal3|Televisão|Rio de Janeiro|Jornalismo}}
 
{{Portal3|TelevisãoBrasil|Rio de Janeiro|Televisão|Jornalismo}}
 
{{Controle de autoridade}}
[[Categoria:Praça TV]]
[[Categoria:Programas da Record TV Globo Rio de Janeiro]]
[[Categoria:Telejornais do Rio de Janeiro]]
[[Categoria:1983 na televisão]]