Monarquia parlamentarista: diferenças entre revisões

700 bytes removidos ,  22h56min de 15 de agosto de 2020
Removendo grande trecho de conteúdo na legenda da infocaixa
m (Foram revertidas as edições de 187.120.123.9 por fazer testes em páginas (usando Huggle) (3.4.10))
Etiquetas: Huggle Reversão
(Removendo grande trecho de conteúdo na legenda da infocaixa)
{{poucas fontes}}
{| border="0" cellpadding="2" cellspacing="1" style="float:right; width:300px; margin-left:1em; margin-bottom:0,5em; background:#CEDAF2;"
|-bgcolor="#FFFFFF"
| <div style="margin-left:7px;">
;[[Monarquia]]s:
{{legend|#e75353|Monarquia constitucional parlamentarista}}
{{legend|#e75353|Monarquia constitucional parlamentarista refere-se as Monarquias modernas e democráticas iniciadas no final do século XIX e consolidadas a partir do século XX. Caracterizam-se pela descentralização do poder executivo em chefe de estado apartidário e chefe de governo partidário, eleito pelo povo. Em regra, ao rei, chefe de Estado, compete as forças armadas, relações exteriores e a fiscalização do parlamento, podendo dissolver e convocar novas eleições em caso de crise política e apelo popular para dissolução. Países com esta forma de governo lideram os rankings de IDH, democracia e menos corruptos do mundo. Exemplos: Noruega, Dinamarca, Suécia, Países Baixos, Canadá, Austrália, Bélgica, Luxemburgo, Reino Unido, Nova Zelândia.}}
{{legend|#801a80|[[Monarquia absoluta|Monarquias absolutas]]}}
;[[República]]s:
3 301

edições