Diferenças entre edições de "Zambi"

410 bytes adicionados ,  00h54min de 24 de agosto de 2020
Correção ortográfica normativa de Angola com suas variantes, de informações
m (Foram revertidas as edições de 181.191.107.23 por remover conteúdo sem justificar a razão (usando Huggle) (3.4.9))
Etiquetas: Huggle Reversão
(Correção ortográfica normativa de Angola com suas variantes, de informações)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
{{Info/Divindade
|nome_divindade = ZambiNZambi Mphungo dimara we katumandara (NZambi)
|imagem = Panneau Holo-Musée royal de l'Afrique centrale.jpg
|imagem_tamanho = 250px
|legenda = Escultura cuango representando ZambiNZambi, com influência da figura de [[Jesus Cristo]] trazida pelos portugueses
}}
'''ZambiNZambi''', '''ZâmbiNZâmbi''', '''ZambiapungoNZambi Mpungo''', '''ZambiapongoNZambi Mphungo''', '''ZambiampungoNZambi ya Mphungo''', '''ZambiapomboNZambi ya Mphumgo''', '''ZambiapongoNZambi ya Mphungo''', '''ZambiapungaNZambi ya Mpungo''', '''ZambiumpungoNZambi mphungo''', '''ZambiupongoNZambi mphungo''', '''ZamiapomboNZamipomgo''', '''ZamunipongoNZamunipongo''' ou '''ZamuripongoNZamuripongo''' (do [[língua quimbundoKimbundo|quimbundoKimbundo]] ou [[língua quicongokikongo|quicongokikongo]] ''Nzambi mpongomphungo'' ou ''mpungumphungu'', lit. "Deus Supremo/poderoso"),{{sfn|Barros|2007|p=233-236}} é o [[Divindade|deus]] supremo no [[candomblé bantubanthu Angola]], equivalente ao deus [[Olorum]] do [[candomblé Quetoketu]] e [[Sincretismo|sincretizado]] erroneamente com o [[Senhor do Bonfim]](o sincretismo foi usado como forma de resistência dos povos Afrikanos em Diáspora, para conseguir manter suas culturas espirituais, cultos e tradições sem sofrer represália ou perseguições dos brancos. Hoje não há nenhuma necessidade de fazer referência aos "santos" católicos.{{sfn|Ferreira|1986|p=1802}} Não possui culto a ZambiNZambi, mas somente a seus intermediários, os [[inquiceNkisi/Mukixi (singular) Akixi/Mukixi(plural)]]s.{{sfn|Barros|2007|p=235}} Por vezes é associado a [[Calungakalunga (divindade)|Calungakalunga]].{{sfn|Martins|1993}}
 
Seu nome originalmente era o título do monarca do [[Reino de LoangoLuango]], com sentido de "senhor do mundo", mas no {{séc|XV}}, com a chegada dos [[Império Português|portugueses]], o termo também foi utilizado para designar o [[rei de Portugal]]. Desde então, passou a designar "ser vivo" e só depois "Deus Supremo", provavelmente sob influência da cristianização do Congo, segundo W. G. L. Randles.{{sfn|Barros|2007|p=235-236}}
 
{{Referências|col=2}}
Utilizador anónimo