Diferenças entre edições de "Grão-Ducado de Saxe-Weimar-Eisenach"

503 bytes removidos ,  01h32min de 25 de agosto de 2020
m
v2.03 - Corrigido usando WP:PCW (Link para wikipédia de outra língua - ISBN com sintaxe incorreta - Tag sem conteúdo)
m (Pequenos ajustes)
m (v2.03 - Corrigido usando WP:PCW (Link para wikipédia de outra língua - ISBN com sintaxe incorreta - Tag sem conteúdo))
 
 
== Geografia ==
O Grão-Ducado de Saxe-Weimar-Eisenach consistia de três zonas principais, que, a nível administrativo, eram consideradas <span lang="de" contenteditable="false">''Kreis''</span><span lang="de" contenteditable="false"></span>, e vários enclaves. Fazia fronteira com os reinos de [[Reino da Prússia|Prússia]], [[Reino da Saxônia|Saxónia]], [[Reino da Baviera|Baviera]] e com o [[Eleitorado de Hesse]] (até 1866, quando foi incorporado na província prussiana de Hesse-Nassau), e todos os outros estados da Turíngia ([[Ducado de Saxe-Altemburgo|Saxe-Altenburg]], [[Ducado de Saxe-Coburgo-Gota|Saxe-Coburg-Gotha]], [[Ducado de Saxe-Meiningen|Saxe-Meiningen]], [[Principado de Reuss-Greiz|Linha sénior dos Reuss]], [[Principado de Reuss-Gera|Linha Júnior dos Reuss]], [[Schwarzburg-Rudolstadt]] e Schwarzburg-Sondershausen).
 
A zona norte do distrito de Weimar era plana e pertencia à bacia da Turíngia; as zonas norte e oriental situavam-se no Planalto de Ilm-Saale e no vale de [[Rio Saale|Saale]]. A zona norte do distrito de Eisenach era mais acidentada (com as colinas de [[Hörselberge]] e [[Hainich]]); a zona central, na qual se encontrava a cidade de [[Eisenach]] localiza-se no vale de [[Hörsel]]; mais para sul encontravam-se as montanhas da floresta da Turíngia, seguidas pelo vale do rio [[Rio Werra|Werra]], pelas montanhas de [[Rhön|Kupenrhön]] e, finalmente, na zona mais a sul, pelas montanhas de [[Rhön]]. O distrito de [[Neustadt an der Orla|Neustadt]]& ficava no meio de colinas com altitudes que variavam entre os 200 e os 400 metros.
* o Ilm, que passava por&nbsp;[[Ilmenau]], [[Apolda]] e pela capital&nbsp;[[Weimar]] no centro. Em certa ocasião, o&nbsp;primeiro-ministro do estado,&nbsp;[[Johann Wolfgang von Goethe|Goethe]] descreveu Weimar como a "Atenas do Ilm".
 
As maiores elevações do grão-ducado ficavam no [[Kickelhahn]] (861&nbsp;m&nbsp;acima do [[Normalnull|nível do mar (NN)]]<span style="border-width:0px; padding:0px; margin:0px;"></span>) perto de Ilmenau, o Ellenbogen (814&nbsp;m&nbsp;acima do&nbsp;[[Normalnull|nível do mar (NN)]]<span style="border-width:0px; padding:0px; margin:0px;"></span>) no Rhön e no&nbsp;Ettersberg (477&nbsp;m&nbsp;acima do [[Normalnull|nível do mar (NN)]]<span style="border-width:0px; padding:0px; margin:0px;"></span>) perto de Weimar.
 
Em 1895, o Grão-Ducado de Saxe-Weimar-Eisenach foi dividido administrativamente em três distritos&nbsp;<span lang="de" contenteditable="false">''Kreise''</span><span lang="de" contenteditable="false"></span>:
{| class="wikitable"
! style="background: #ffdead;" | Districto
 
== História ==
[[Ficheiro:Schloss_Weimar_-_Panorama.jpg|miniaturadaimagem|<span lang="de" contenteditable="false">Schloss Weimar</span><span lang="de" contenteditable="false"></span>]]
[[Ficheiro:Wartburg_von_Brücke.jpg|miniaturadaimagem|Castelo de&nbsp;[[Castelo de Wartburg|Wartburg]] perto de Eisenach]]
Os ducados de Saxe-Weimar e Saxe-Eisenach eram governados num regime de [[união pessoal]] pelo mesmo ramo da [[Dinastia Wettin|Casa de Wettin]] desde 1741, depois de a linha de Eisenach ficar extinta com a morte do duque&nbsp;Guilherme Henrique. O primeiro duque da união pessoal foi [[Ernesto Augusto I, Duque de Saxe-Weimar-Eisenach|Ernesto Augusto I]], que construiu o Palácio de Belvedere em [[Weimar]]. O seu filho, [[Ernesto Augusto II, Duque de Saxe-Weimar-Eisenach|Ernesto Augusto II]] reinou durante apenas três anos, tendo falecido aos vinte anos de idade. Aos dezoito anos, este tinha-se casado com a princesa&nbsp;[[Ana Amália de Brunsvique-Volfembutel|Ana Amália]], um ano mais nova do que ele e sobrinha do rei&nbsp;[[Frederico II da Prússia|Frederico, o Grande]] da Prússia. Um ano depois, ela deu à luz um filho, [[Carlos Augusto, Grão-Duque de Saxe-Weimar-Eisenach|Carlos Augusto]] e, um ano depois, quando já era viúva, teve outro filho, o príncipe Constantino.
Foram desenvolvidas uma grande variedade de indústrias transformadoras no grão-ducado. Por exemplo, em Bürgel e [[Ilmenau]], havia fábricas de porcelana (ao todo, havia 39 fábricas desse género no país).
 
Em Ilmenau e [[Jena]], produzia-se vidro (principalmente nas fábricas de Schott). A indústria vidreira especializava-se em vidro industrial (por exemplo, para dispositivos de medição como termómetros na zona próxima de Ilmenau) e produtos ópticos, perto de Jena. Em 1846, [[Carl Zeiss]] abriu uma empresa de engenharia de precisão e óptica que se tornou rapidamente numa empresa líder mundial. Em 1917, a empresa tinha&nbsp;10<span style="margin-left:0.2em">000</span><span style="white-space:nowrap" contenteditable="false"></span> empregados. Em 1889, [[Ernst Karl Abbe|Ernst Abbe]] fundou a&nbsp;Carl-Zeiss-Stiftung, que se tornou accionista única das empresas&nbsp;Carl Zeiss AG e&nbsp;Schott AG.
 
A indústria têxtil também era importante. Concentrava-se nos arredores de&nbsp;[[Apolda]] (principalmente fábricas de tricô) e [[Neustadt an der Orla]]. Havia também outros complexos indústriais em Wenigenjena, [[Eisenach]], [[Weida]], [[Remada|Remda]]&nbsp;e&nbsp;[[Blankenhain]]. Em 1895, a indústria têxtil empregava cerca de&nbsp;7<span style="margin-left:0.2em">000</span><span style="white-space:nowrap" contenteditable="false"></span> pessoas.
 
[[Ruhla]] era o centro da indústria metalúrgica. A primeira fábrica de automóveis do país foi construída em 1895, em Eisenach. Também havia indústrias químicas em Eisenach, nomeadamente para o fabrico de tinta. Havia também uma fábrica de papel em Oberweimar e uma fábrica de brinquedos em Ilmenau. Também se fabricavam cestos na zona de&nbsp;[[Rhön|Kuppenrhön]] area e tubos em&nbsp;[[Geisa]]. Em 1895, havia 257 destilarias no grão-ducado; as maiores ficavam em Apolda e Ilmenau.
== Bibliografia ==
{{Refbegin|2}}
* Carl Ferdinand Weiland: ''General Charte von dem Großherzogthume Weimar-Eisenach nach den besten vorhandenen Hülfsmitteln entworfen und gezeichnet von C. F. Weiland'', Geographical Institute of Weimar, 1817, reprinted: Rockstuhl, Bad Langensalza 2009, [[:en:Special:BookSources/9783867771368|{{ISBN 978-3-86777-136-8]]|9783867771368}}, (German)
* Karl Helmrich: ''Geschichte des Großherzogthums Sachsen-Weimar-Eisenach für Schule und Haus'', Albrecht, Weimar, 1852, (German)
* {{Citation|autor =Constantin Kronfeld|título=Geschichte des Landes|língua=German|series=Landeskunde des Großherzogthums Sachsen-Weimar-Eisenach|volume=1|publicado=Hermann Böhlau|local=Weimar|ano=1878}}