Strider: diferenças entre revisões

5 720 bytes removidos ,  09h20min de 26 de agosto de 2020
Removendo parte da informação sem fontes.
(Removendo parte da informação sem fontes.)
{{Info/Jogo eletrónico
|título = Strider
|imagem =
|imagem_tamanho =
|imagem_legenda =
<!--Empresas-->
|produtora = [[Capcom]]
|editora = [[Capcom]]
|distribuidora =
<!--Profissionais-->
|director =
|produtor =
|designer =
|escritor =
|programador =
|compositor =
|artista =
<!--Informações de jogo-->
|licença =
|motor =
|plataforma = [[Arcade]]
|conversões = [[Amiga]]<br>[[Amstrad CPC]]<br>[[Atari ST]]<br>[[Commodore 64]]<br>[[DOS]]<br>[[Master System]]<br>[[Mega Drive]]<br>[[Sharp X68000]]<br>[[TurboGrafx-CD]]<br>[[Virtual Console]] <small>([[Wii]])</small><br>[[ZX Spectrum]]
|lançamento =
|género = [[Hack and slash]]<br>[[Jogo eletrônico de plataforma|Plataformas]]
|modos =
|njogadores = 1
|classificação = {{classificação do jogo|ESRB= |DJCTQ= |PEGI= |CERO= |OFLCA= |USK=}}
|media =
|requisitos =
|controlos =
|idioma =
|traduções =
|resolução =
|versão =
<!--Cronologia-->
|série = [[Strider (série)|Strider]]
|antecessor =
|sucessor = [[Strider Returns]]
<!--Arcade-->
|sistema = [[CPS-1]]
|gabinete =
|som = Yamaha YM2151 @ 3.579 MHz<br>Oki 6295 @ 7.576 MHz
|vídeo = [[Raster]], 384 x 224 pixels (horizontal), 4096 cores
|sítio =
}}
 
 
Consta que a versão do Sharp X68000 beirava a perfeição, superando a do Mega Drive, contudo, como esse pouco conhecido sistema ficou restrito ao Japão, foi o Mega Drive que transformou esse jogo em um sucesso mundial.
 
 
==Enredo do jogo==
 
Em 2048, a Terra está sob ameaça de '''Grandmaster Meio''', um ser de outra galáxia, que intenciona dominar o nosso planeta. Para tanto, Meio construirá uma estação estelar, localizada entre a Terra e a Lua, denominada de "Third Moon" ''(trad: Terceira Lua)''.
 
Todavia, '''Hiryu''', um valente guerreiro Strider, armado com sua poderosa espada cypher, decide opor-se a Meio, combatendo suas forças invasoras. Sozinho nesta luta, Hiryu receberá apenas a ajuda dos "Options" ''(pequenos robôs, ou ainda animais mecânicos, como uma águia e uma pantera)'' que ele, eventualmente, venha a encontrar pelo seu caminho.
 
==Fases do jogo==
 
O jogo possui 5 fases, através das quais Hiryu viaja da Eurásia até a Terceira Lua, passando pela União Soviética, Sibéria e Floresta Amazônica.
 
 
*'''São Petesburgo'''
A primeira fase do jogo se passa na [[União Soviética]] e, de cara, enquanto Hiryu aterrissa com sua asa delta, descobrimos que o ano presente é 2048.
 
Em seguida, Hiryu combaterá os soldados e as máquinas robóticas da cidade, além de ter que passar por '''Strobaya''', um lutador musculoso, e mais a frente, por '''Novo''', um canhão laser.
 
Por fim, Hiryu se encontrará com '''Ouroboros''', uma serpente robótica, empunhando uma foice e um martelo, originária da fusão dos líderes soviéticos.
 
 
*'''Sibéria'''
No início dessa fase, Hiryu se encontra em um ambiente gélido, aonde se defrontará com os animais selvagens da região. Avançando, Hiryu acaba por penetrar uma base local, quando, logo de cara, deverá enfrentar '''Mecha-Pon''', um gorila robótico.
 
Deixando a base para trás e, uma vez mais, ao ar livre, o próximo oponente de Hiryu é '''Solo''', um caçador de recompensas capaz de voar e lançar mísseis.
 
Depois de passar por Solo, Hiryu atravessa uma longa encosta minada até chegar a uma usina de energia. Chegando ao topo desta usina, Hiryu embarca em um girocóptero, devendo passar deste para mais dois outros, em pleno voo, enquanto bombas caem sobre ele.
 
Por fim, Hiryu alcança uma nave maior, aonde enfrentará o '''Kuniang M.A.''', um trio de assassinas lideradas por Ton-Pooh.
 
 
*'''Cruzador Aéreo Ballog'''
Derrotando o trio Kuniang, Hyriu obriga-as a levá-lo até o Ballog, um poderoso Navio de Guerra Voador. A terceira fase do jogo, então, tem seu início no convés do Ballog, aonde Hiryu se deparará com canhões e tripulantes armados.
 
Em seguida, adentrando o interior da nave, Hiryu continuará a encontrar mais tripulantes armados, além de robôs, lasers e toda a sorte de obstáculos. Finalmente, após passar por todas essas defesas do navio, Hiryu chega ao '''Núcleo Gravitacional''', o coração do Ballog.
 
Destruindo o Núcleo, explosões começam a se suceder no Ballog, obrigando Hiryu a fugir às pressas. É nesse momento que Hiryu encontra-se com o '''Capitão Barba''', o comandante pirata, que está prestes a escapar de um Ballog em colapso.
 
Então, pulando em seu girocóptero, a despeito de suas chibatadas, Hiryu consegue liquidar com o pirata e fugir do Ballog.
 
 
*'''Amazônia'''
Essa fase se passa na Amazônia, aonde Hiryu se aventurará contra plantas venenosas, penhascos, nativos, pedregulhos, piranhas e até mesmo dinossauros.
 
No final, Hiryu deverá derrotar '''Lago''', um Tiranossauro Rex mecanizado, que ataca com suas garras extensíveis e cuspindo bolas de fogo, em forma de dragões.
 
 
*'''Terceira Lua'''
No final do jogo, Hiryu chega à Terceira Lua, aonde continuará a enfrentar as máquinas e os soldados de Grandmaster. Hiryu então precisará passar novamente por Kuniang (opcional), Núcleo Gravitacional, Novo, Solo, Mecha-Pon, Lago e Ouroboros.
 
Enfim, após passar todos esses desafios, sucede-se o derradeiro encontro com '''Grandmaster Meio''', o feiticeiro e ditador galáctico.
 
Vencendo-o, Hiryu garante a salvação da Terra.
 
==Recepção==
 
O jogo foi um verdadeiro sucesso na época de seu lançamento, tendo sido eleito o jogo do ano, em 1990, pela revista especializada Electronic Gaming Monthly.
 
Por conta de seus belos gráficos, Strider é considerado como um dos mais antigos jogos que, no início da década de 90, revolucionaram a indústria do video-game.
 
Em outubro de 2012, o guitarrista Pedro Pimentel lançou um tema tributo a esta série de jogos - também chamado "Strider" e incluso em seu primeiro álbum solo (auto intitulado). Conforme publicado na edição brasileira da revista Guitar Player (março 2013), “'Strider' é uma composição com tema bastante moderno e ótimos solos de guitarra. Gravação de boa qualidade e timbres de muito bom gosto."
 
==Sequência==
 
Ainda no início da década de 90, em vista do enorme sucesso de Strider, lançou-se uma sequência para o jogo, denominada de [[Strider Returns]] (ou Strider II), para diversos consoles e computadores. Entretanto, ao contrário do original, esse jogo foi mal recebido e não fez sucesso algum.
 
Porém, quase dez anos mais tarde, mostrando o enorme impacto que este jogo deixou em seus fãs, uma nova versão foi lançada em 2000, para o console [[Playstation]].
 
{{Portal3|Games}}