Diferenças entre edições de "Vladimir Nabokov"

1 byte adicionado ,  01h28min de 30 de agosto de 2020
m
sem resumo de edição
m
m
Em março de 1922, o pai de Nabokov foi morto a tiros em Berlim pelo monarquista russo Piotr Shabelsky-Bork enquanto ele estava tentando proteger o verdadeiro alvo, Pavel Milyukov, um líder do [[Partido Constitucional Democrata]] no exílio. Esta confundida, morte violenta ecoaria de novo e de novo na ficção de Nabokov, onde os personagens se reuniriam em suas mortes sob condições acidentais. (Em ''[[Fogo Pálido]]'', por exemplo, uma interpretação do romance tem um assassino por engano matando o poeta John Shade, quando o seu alvo real é um monarca europeu fugitivo). Logo após a morte de seu pai, a mãe e a irmã de Nabokov se mudaram para [[Praga]].
 
Nabokov ficou em Berlim, onde se tornou um poeta e escritor reconhecido dentro da comunidade emigrante e publicou sob o pseudônimo ''V. Sirin'' (uma referência ao pássaro fabuloso do folclore russo). Para complementar sua renda escassa na escrita, ele ensinou línguas e deu aulas de tênis e boxe.<ref name="MA"/> De seus quinze anos de Berlim, [[Dieter E. Zimmer]] escreveu: "Ele nunca se tornou amante de Berlim, e no final ele intensamente não gostou de morar lá. Viveu dentro da animada comunidade russa de Berlim, que era mais ou menos auto-suficiente, ficando depois de ter se desintegrado porque ele não tinha outro lugar para ir. Ele sabia pouco de alemão. Ele sabia que poucos alemães, exceto para senhorias, lojistas, os funcionários da imigração eram mesquinhos na sede da polícia."<ref>{{Citation |último = Zimmer |primeiro = Dieter E |autorlink = | url = http://www.d-e-zimmer.de/Root/nabberlin2002.htm |título= Presentation of the book ''Nabokov's Berlin'' | series = The International Vladimir Nabokov Symposium |publicado= St. Petersburg |data = 15 de julho de 2002}}.</ref>
 
Em 1922 Nabokov se envolveu com Svetlana Siewert; ela rompeu o noivado no início de 1923, por seus pais se preocuparam que ele não podia sustentá-la.<ref>{{citar jornal| url=http://www.nytimes.com/books/first/s/schiff-vera.html |obra= The New York Times |título = Vera, chapter 1, para 6 |primeiro = Stacy|último =Schiff}}</ref> Em maio de 1923, ele conheceu uma mulher russo-judaica, [[Véra Nabokov|Véra Evgenyevna Slonim]], em um baile de caridade em Berlim<ref name= "MA">{{Citation |autorlink = Martin Amis|último = Amis |primeiro = Martin |título= Visiting Mrs Nabokov: And Other Excursions |páginas = 115–18 |publicado= [[Penguin Books]] |anooriginal= 1993 |edição= reprint |ano = 1994 | ISBN = 0-14-023858-1}}.</ref> e se casou com ela em abril de 1925.<ref name="MA"/> Seu único filho, [[Dmitri Nabokov|Dmitri]], nasceu em 1934.
4 097

edições