Diferenças entre edições de "Martine Grael"

757 bytes adicionados ,  03h14min de 30 de agosto de 2020
atualizando
(atualizando)
 
{{MedalWorldChampionships|link=Iatismo}}
{{MedalGold|Santander 2014| [[49er FX]]}}
{{MedalSilver|Auckland 2019| [[49er FX]]}}
{{MedalSilver|Matosinhos 2017| [[49er FX]]}}
{{MedalSilver|Buenos Aires 2015| [[49er FX]]}}
{{MedalSilver|Marselha 2013| [[49er FX]]}}
{{MedalCompetition|[[Jogos Pan-Americanos]]}}
{{MedalGold|[[Jogos Pan-Americanos de 2019|Lima 2019]]|[[49er FX]]}}
Em 2014, tornou-se, junto com Kahena, campeã mundial em [[Santander (Cantábria)|Santander]], na [[Espanha]], a primeira vez que velejadoras brasileiras conquistam o título. Amigas de infância e ex-rivais na vela em categorias diferentes, Martina e Kahena foram eleitas as melhores esportistas do ano pelo [[Comitê Olímpico Brasileiro]], recebendo o [[Prêmio Brasil Olímpico]] de Atleta do Ano de 2014.<ref name="globoesporte">{{citar web|url=http://globoesporte.globo.com/premio-brasil-olimpico/noticia/2014/12/apos-mais-um-premio-martine-e-kahena-comemoram-quimica-perfeita.html|titulo=Após mais um prêmio, Martine e Kahena comemoram química perfeita|ultimo=Rocha|primeiro=Danielle|publicado=globoesporte.com|acessodata=24/02/2015}}</ref>
 
Em 2015, na disputa da Copa do Mundo da Federação Internacional de Vela, Martine conquistou um ouro em [[Weymouth (Dorset)|Weymouth]], na [[Inglaterra]]; uma prata em [[Hyères]], na [[França]]; e um bronze em [[Miami]], nos [[Estados Unidos]].<ref>{{citar web |url=http://esportes.terra.com.br/martine-grael-e-kahena-kunze-vencem-evento-teste-no-rio,48a9adca0f7f08e99a0a07409634bc58b7r8RCRD.html |título=Martine Grael e Kahena Kunze vencem evento-teste no Rio |publicado=Terra |acessodata=22 de agosto de 2015}}</ref> Em [[Toronto 2015]], disputando os [[Jogos Pan-americanos]], foi medalha de prata.<ref>{{citar web|url=http://www.futebolinterior.com.br/futebol/Pan-Americanos-2015/noticias/2015-07/Martine-e-Kahena-festejam-aprendizado-no-Pan-com-a-medalha-de-prata|titulo=Toronto 2015: Com a prata, Martine e Kahena festejam aprendizado no Pan|publicado=FutebolInterior|acessodata=19/07/2015}}</ref> Foram também pela segunda vez vice-campeãs mundiais, em [[Buenos Aires]].
 
Na [[Rio 2016]], Martine tornou-se campeã olímpica de vela ao lado de Kunze, ao vencerem a Regata das Medalhas da categoria – para a qual três barcos entraram empatados – com uma vantagem de apenas 2 segundos para as medalhistas de prata da [[Nova Zelândia]].<ref>{{citar web|url=http://oglobo.globo.com/esportes/martine-kahena-ganham-ouro-na-vela-para-brasil-19949627|título=Martine e Kahena ganham ouro na vela para o Brasil|publicado=O Globo|acessodata=18 de agosto de 2016}}</ref> Com a [[medalha de ouro]], ela e Torben Grael são os únicos pai e filha campeões olímpicos da história do esporte brasileiro.<ref>{{citar web|url=http://www.bbc.com/portuguese/geral-37114153|título=Com ouro na vela, Martine Grael é 1ª campeã olímpica a repetir feito de um de seus pais|publicado=BBC Brasil|acessodata=18 de agosto de 2016}}</ref>
 
No ciclo olímpico seguinte, em 2017 ela foi novamente vice-campeã mundial como em 2013 e 2015, e depois de se classificar para os próximos Jogos no Campeonato Mundial de Classes Olímpicas em [[Aarhus]], na [[Dinamarca]],<ref>{{citar web|URL=https://www.folhape.com.br/esportes/mais-esportes/vela/2018/08/09/NWS,77489,68,653,ESPORTES,2191-MARTINE-GRAEL-KAHENA-KUNZE-GARANTEM-VAGA-TOQUIO-2020.aspx|título=Martine Grael e Kahena Kunze garantem vaga em Tóquio-2020|autor=|data=|publicado=folhape|acessodata=26 de março de 2019}}</ref> em setembro de 2018 venceu, e com antecipação de uma regata, o evento-teste da [[Vela (desporto)|Vela]] para [[Tóquio 2020]] na raia olímpica de Enoshima, no [[Japão]], em dupla com Kahena, depois de se afastar da 49er FX por uma temporada para competir na ''[[Volvo Ocean Race]]'' junto à outra tripulação.<ref>{{citar web|URL=https://globoesporte.globo.com/vela/noticia/em-enoshima-martine-grael-e-kahena-kunze-vencem-evento-teste-de-vela-para-toquio-2020.ghtml|título=Em Enoshima, Martine Grael e Kahena Kunze vencem evento-teste de vela para Tóquio 2020|autor=|data=|publicado=Globo Esporte|acessodata=26 de março de 2019}}</ref>
 
Em fevereiro de 2019, iniciando a temporada, Martine venceu a Copa do Mundo da Vela disputada em [[Miami]], onde a dupla brasileira mais uma vez derrotou na regata final as neozelandesas [[Alexandra Maloney]] e [[Molly Meech]], vice-campeãs olímpicas na [[Rio 2016]].<ref>{{citar web|URL=https://extra.globo.com/esporte/martine-grael-kahena-kunze-conquistam-ouro-na-copa-do-mundo-de-miami-23423628.html|título=Martine Grael e Kahena Kunze conquistam o ouro na Copa do Mundo de Miami|autor=|data=|publicado=Extra|acessodata=26/03/2019}}</ref>
 
Nos [[Jogos Pan-Americanos de 2019]] foi a porta-bandeira da delegação brasileira na Cerimônia de Abertura em Lima, ao lado de [[Kahena Kunze]]. As duas foram as primeiras brasileiras a carregar a bandeira em uma edição dos Jogos.<ref name="opening">{{Citar web|url=https://globoesporte.globo.com/jogos-pan-americanos/noticia/martine-grael-sera-a-porta-bandeira-do-brasil-na-cerimonia-de-abertura-em-lima.ghtml|título=Martine Grael será porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura em Lima|data=24 de julho de 2019|publicado=GloboEsporte.com|primeiro=Glenda|último=Kozlowski|acessodata=24 de julho de 2019}}</ref> <ref name="opening2">{{Citar web|url=https://globoesporte.globo.com/jogos-pan-americanos/noticia/duas-para-a-historia-martine-e-kahena-serao-as-porta-bandeiras-na-cerimonia-de-abertura-em-lima.ghtml|título=Duas para a história: Martine e Kahena serão as porta-bandeiras na cerimônia de abertura em Lima|data=25 de julho de 2019|publicado=GloboEsporte.com|primeiro=Edgar e João Gabriel|último=Alencar e Rodrigues|acessodata=26 de julho de 2019}}</ref>
A dupla conquistou a medalha de ouro na classe 49erFX.<ref name="gelima19">{{citar web | url = https://globoesporte.globo.com/jogos-pan-americanos/noticia/campeas-olimpicas-martine-grael-e-kahena-kunze-dominam-na-vela-e-conquistam-ouro-no-pan-de-lima.ghtml | título = Campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze dominam na vela e conquistam ouro no Pan de Lima | publicado = [[GloboEsport.com]] | autor = Gabriel Fricke e Guto Rabelo | data = 2019-08-10 | acessodata = 2019-08-11}}</ref> Em dezembro do mesmo ano, foi pela quarta vez vice-campeã mundial no torneio disputado em [[Auckland]], [[Nova Zelândia]], perdendo o título na ''medal race'' com o capotamento do barco devido aos fortes ventos e mar agitado, depois de uma disputa acirrada entre as campeãs olímpicas do [[Brasil]] e as campeãs mundiais da [[Países Baixos|Holanda]].<ref>{{citar web|URL=https://49er.org/event/2019-world-championship/?newsid=26334|título=2019 World Championships
|autor=|data=|publicado=49er.org|acessodata=29 agosto 2020}}</ref>
 
==Vida pessoal==
CursandoCursou [[Engenharia do ambiente|engenharia ambiental]] na [[Universidade Federal Fluminense]] (UFF), e é fluente em [[Língua italiana|italiano]], [[Língua inglesa|inglês]] e [[Língua francesa|francês]].<ref>{{citar web|url=https://members.sailing.org/sailors/biog.php?unique=1424747395.3862&includeref=membbiog&memberid=105470&js=1|titulo=Martine Soffiatti Grael|publicado=International Sailing Federation|acessodata=24/02/2015}}</ref>
 
{{referências}}
 
{{Commonscat}}
{{Velejadora Mundial do Ano da ISAF}}
{{Portal3|Olimpíadas|Nautica}}