Diferenças entre edições de "Vladimir Nabokov"

m
sem resumo de edição
m
m
{{rquote|right|''A Rússia sempre foi um país curiosamente desagradável, apesar de sua grande literatura. Infelizmente, os russos hoje perderam completamente sua capacidade de matar tiranos''.|Vladimir Nabokov<ref>{{citar livro|título=Vladimir Nabokov: The Russian Years |ano=1990 |publicado=Princeton University Press |isbn= 0-7011-3700-2 |página = 21}}</ref>}}
 
Nabokov era um [[Liberalismo clássico|liberal clássico]], na tradição de seu pai, um homem político liberal que serviu no [[Governo Provisório Russo|Governo Provisório]] após a [[Revolução de Fevereiro]] de 1917.<ref>''Strong opinions'', Vladimir Nabokov, Vintage Books, 1990.</ref> Desde a sua criação, Nabokov foi um forte opositor do governo soviético, que chegou ao poder após a [[Revolução de Outubro|Revolução Bolchevique]] de outubro de 1917. Em um poema que ele escreveu quando era adolescente em 1917, ele descreveu os [[bolchevique]]s de Lênin como "povo com trapos marcados de cinza".<ref>{{Citation |título = Vladimir Nabokov |primeiro = Barbara |último = Wyllie |local = London |ano = 2010 |página = 22}}.</ref>
 
Ao longo de sua vida, Nabokov permaneceria comprometido com a filosofia política liberal clássica de seu pai, e igualmente oposto a autocracia czarista, ao comunismo e o ao fascismo.<ref>{{citar livro|título=Vladimir Nabokov: The Russian Years |ano=1990 |publicado= Princeton University Press |isbn=0-7011-3700-2|páginas=24–36}}</ref>
4 097

edições