Diferenças entre edições de "Vladimir Nabokov"

m
sem resumo de edição
m
m
 
=== Política americana ===
Mais tarde, durante o seu período americano, ele expressou o desprezo pelo [[Movimento estudantil|ativismo estudantil]], e todos os movimentos coletivos. Em ambas as cartas e entrevistas, ele revela um profundo desprezo para os movimentos da [[Nova Esquerda]] dos anos 1960, descrevendo os manifestantes como "conformistas" e "arruaceiros patetas".<ref>''Discourse and ideology in Nabokov's prose'', by David Henry James Larmour, p. 17, Routledge, 2002.</ref><ref>''Strong opinions'', Vladimir Nabokov, Vintage Books, 1990, p. 139.</ref> Nabokov apoiou o esforço na [[Guerra do Vietnã]] e expressou admiração pelo Presidente [[Richard Nixon]].<ref>Larmour, page 17</ref><ref>''Véra (Mrs. Vladimir Nabokov)'', by Stacy Schiff, Random House Digital, Inc., 2000.</ref><ref>''Book business: publishing past, present, and future'', by Jacob Epstein, pp. 76–77, W. W. Norton & Company, 2002.</ref> Em seus pontos de vista religiosos, Nabokov era um agnóstico.<ref>{{citar livro|título=Vladimir Nabokov|ano=1974|publicado=F. Ungar Publishing Company|isbn=9780804426381|página=8|autor = Donald E. Morton|citação=Nabokov is a self-affirmed agnostic in matters religious, political, and philosophical.}}</ref>
 
=== Visões sobre mulheres escritoras ===
4 097

edições