Diferenças entre edições de "Escola Politécnica de Lisboa"

85 bytes adicionados ,  09h24min de 1 de setembro de 2020
A Escola Politécnica de Lisboa ("'''''Escola Polytechnica de Lisboa'''''", segundo a grafia da época) foi criada por Decreto de [[11 de janeiro]] de 1837 referendado pelo [[Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo|visconde de Sá da Bandeira]] e por [[António Manuel Lopes Vieira de Castro]], respetivamente [[secretário de Estado|secretários de Estado]] interinos da [[Ministério da Guerra (Portugal)|Guerra]] e da [[Ministério da Marinha (Portugal)|Marinha]], no âmbito de um processo de reforma do ensino superior e militar. Tinha como objetivo, ministrar um ensino preparatório científico aos candidatos a oficiais do [[Exército Português|Exército]] e da [[Marinha Portuguesa|Marinha]] - que seria depois completado em escolas especializadas ([[Escola do Exército]] e, mais tarde, [[Escola Naval (Portugal)|Escola Naval]]) - segundo o modelo da ''[[École Polytechnique]]'' de [[Paris]].
 
Ao ser criada, a Escola Politécnica sucedeu diretamente à [[Academia Real da Marinha]], a qual foi extinta pelo mesmo decreto de criação daquela. APara formaçãoalém quede eradar ministradacontinuidade naàs Academia Realfunções da Marinhasua passouantecessora acomo serescola realizadade napreparação novacientífica Escolade Politécnicaoficiais militares e navais, paraa aquiEscola tambémPolitécnica transitandorecebeu também os professores e os estabelecimentos científicos anexos daquelaàquela, incluindo o [[Observatório Real da Marinha]]. Por outro lado, a Escola Politécnica também assumiu parte das funções do antigo [[Real Colégio dos Nobres]] - que havia sido extinto a [[4 de janeiro]] de 1837 - ocupando as suas instalações no antigo Noviciado Jesuíta da Cotovia. No [[Porto]], foi criada a [[Academia Politécnica do Porto]], com caraterísticas semelhantes.
 
De observar que no [[Porto]] foi criada uma [[Academia Politécnica do Porto|Academia Politécnica]] com caraterísticas algo semelhantes.
 
Inicialmente, para evitar competir diretamente com a [[Universidade de Coimbra]] - instituição que então mantinha o monopólio do [[ensino universitário]] em [[Portugal]] - a Escola Politécnica era tutelada pelos [[Ministério da Guerra (Portugal)|ministérios da Guerra]] e da [[Ministério da Marinha e Ultramar|Marinha e Ultramar]], sendo considerado um estabelecimento de ensino militar.
Utilizador anónimo