Diferenças entre edições de "Usuário Discussão:João Justiceiro"

Tendo em vista que és um editor sério, solicito a revisão e correção do trecho em disputa no artigo [[TV Globo Nordeste]]. A pedra fundamental da emissora da Rede Globo em Pernambuco foi lançada ainda em 1969, mesmo ano em que a TV Aratu afiliou-se à emissora carioca; e apenas após a inauguração da Globo Nordeste (em 1972) é que a TV Difusora São Luís (1972) e a TV Verdes Mares (1974) passaram a transmitir como afiliadas da Rede Globo. Abraço, e desde já grato pela atenção.--[[Especial:Contribuições/2804:D49:1200:7E47:4446:2F9A:6E61:AC4A|2804:D49:1200:7E47:4446:2F9A:6E61:AC4A]] ([[Usuário(a) Discussão:2804:D49:1200:7E47:4446:2F9A:6E61:AC4A|discussão]]) 01h15min de 5 de setembro de 2020 (UTC)
: Tendo fontes... [[User:João Justiceiro|<span style="color:#FFFFFF; background: #000000; font-family: Calibri;">João Justiceiro</span>]] <small>([[Usuário Discussão:João Justiceiro|disc]] • [[Especial:Contribuições/João Justiceiro|cont]])</small> 01h18min de 5 de setembro de 2020 (UTC)
 
:: Há uma [https://silo.tips/download/universidade-federal-de-pernambuco-centro-de-artes-e-comunicaao-programa-de-pos--52 referência extraordinária], a mais fidedigna possível acerca da presença da Rede Globo no Nordeste brasileiro. De acordo com a fonte, [https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3539 disponível no Repositório Digital da Universidade Federal de Pernambuco], "Roberto Marinho solicitou, em 1965, (...) autorização para compra e transferência de concessões, para o seu nome, de duas emissoras de rádio e uma de televisão em Pernambuco" (página 87). Continua: "No Nordeste, o plano de Roberto Marinho, era assumir o controle acionário da [[TV Jornal do Commercio]], para não precisar montar uma emissora nova na região. A TV Jornal do Commercio, embora em franca decadência econômica, era muito arrojada do ponto de vista técnico e infraestrutural e, desde o final dos anos 60, já exibia parcialmente a programação da Rede Globo" (página 87). Transcrevo o que ocorreu após a inauguração da TV Globo Nordeste: "No decorrer da década de 70, a programação nacional da Rede Globo, gerada pela cabeça-de-rede, no Rio de Janeiro, foi se espalhando pelo Nordeste, através do sistema de afiliação. Em 1973, chegou a Salvador, pela TV Aratu, a partir de 1º de abril; e a Aracaju, pelo sinal da TV Sergipe, em 1º outubro. A emissora baiana estava no ar há quatro anos e tinha seus equipamentos básicos das marcas Ampex, RCA e Boch (CAPARELLI, 1982). Já a TV Sergipe, estava no ar há dois anos, transmitindo a programação da TV Tupi. Seus equipamentos básicos eram das marcas RCA, Ampex e Fernesh (CAPARELLI, 1982). Antes desta emissora, os sergipanos captavam alguma coisa da televisão pernambucana: “A TV captada era a Jornal do Commercio do Recife, que instalou no alto do Morro do Urubu uma repetidora (...). As transmissões eram deploráveis, e existiam menos de quinhentos aparelhos de TV” (COSTA, 20.11.2006) No ano seguinte, 1974, a programação global chegou a Fortaleza, São Luís e Teresina, através, respectivamente, das TVs Verdes Mares, Difusora e Rádio Clube (MERCADO GLOBAL, nº 109, 2000). A emissora cearense estava no ar há quatro anos" (página 98).--[[Especial:Contribuições/168.194.104.142|168.194.104.142]] ([[Usuário(a) Discussão:168.194.104.142|discussão]]) 02h58min de 5 de setembro de 2020 (UTC)
Utilizador anónimo