Rosa Miyake: diferenças entre revisões

5 bytes adicionados ,  12 de setembro de 2020
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
== Imagens do Japão quase 49 anos depois ==
Durante mais de 30 anos,<ref name="sakai">[http://japao100.abril.com.br/blog_armazem/2008/02/14/haru-natsu-e-rosa-miyake/ Haru, Natsu e Rosa Miyake. Blog de Alexandre Sakai]</ref> foi apresentadora do programa de variedades ''Imagens do Japão'' que, nas noites de sábado e depois nas tardes ou manhãs de domingo, dedicado à colônia japonesa, apresentava seriados e programas variados produzidos no [[Japão]] em [[língua japonesa]], além de produção nacional em [[língua portuguesa|português]], em geral reportagens e entrevistas com personalidades da comunidade [[nipo-brasileiro|nipo-brasileira]]. O programa foi criado, apresentado e idealizado pelo saudoso ex-radialista e jornalista Mario Okuhara no dia [[30 de outubro]] de [[1970]] na [[rede Tupi]]<ref name="imagensdojapão">[http://okuharamj.wix.com/imj-producoes IMJ Produções]</ref> passando depois para a [[Rede Bandeirantes|Rede Bandeirantes de Televisão]] e para outras emissoras, pela Rede Imagens do Japão de Televisão via satélite, para todo o Brasil, cobrindo todo o território nacional. O logotipo do programa era uma sigla IMJ. Em uma época sem [[TV a cabo]], o programa imediatamente conquistou uma audiência absolutamente fiel e com bom poder aquisitivo, composta de [[nipo-brasileiro]]s que buscavam contato com a cultura popular do país onde nasceram ou de onde tinham vindo seus pais e avós. Apesar de ser dirigido para um [[segmento de mercado]] muito pequeno e distinto, o programa também era assistido e admirado fora da comunidade nipo-brasileira, tanto que muitas pessoas tiveram seu primeiro contato com a cultura japonesa através deste programa. O programa ''Imagens do Japão'' também teve variações de horários na TV brasileira aos sábados à noite ou aos domingos à tarde ou manhã, com o apoio, colaboração, oferecimento e por gentileza de empresas como a saudosa Varig, General Motors, Citizen, Kenko Patto, Ajinomoto, Guaraná Antarctica e Yakult, entre outras empresas. O programa foi realizado e produzido nos estúdios da M. Okuhara TV Produções Ltda. no bairro da Liberdade e co-produzido e co-realizado no 3° ou 1°,.8° andar do prédio da [[Fundação Cásper Líbero]].
 
Nos anos 70, Rosa Miyake chegou recebeu [[Roberto Carlos]] no programa "Imagens do Japão", eles eram muito amigos nessa época. Nesse programa Roberto cantou em japonês a canção "[[Sukiyaki (canção)|Sukiyaki]]", que a própria Rosa ensinou a ele, e o público aplaudiu de pé? Como constou o livro '''Rosa da Liberdade, a história da Rosa Miyake e do programa de TV ''Imagens do Japão'''''.<ref name=":0">{{Citar periódico|titulo=Roberto Carlos já cantou em japonês - Roberto Carlos Internacional|jornal=Roberto Carlos Internacional|doi=|url=http://olharatual.com.br/robertocarlos/roberto-carlos-ja-cantou-em-japones/|acessadoem=}}</ref>