Diferenças entre edições de "Comenda de Oriz"

793 bytes adicionados ,  13h57min de 17 de setembro de 2020
m
A renda é uma das mais baixas, das comendas da Ordem de Avis, más pelo menos já não está vaga.
 
Enfim aA Comenda de Oriz consta na lista das Comendas da Ordem de Avis, no livro da "Regra da Cavallaria e Ordem Militar de S. Bento de Avis" de 1631.<ref>Regra da Cavallaria e Ordem Militar de S. Bento de Avis, Lisboa, de D. Carlos de Noronha, comendador de Marvão na Ordem de Avis e Presidente da Mesa da Consciência e Ordens, publicado por Yorge Royz, 1631 tit. I cap. XII Das Comendas da Ordem fl.18</ref>
"Comendas fora do Mestrado: Braga, Orís. Não tem Igreja. De nenhuma diocese."
 
=== Extinção da comenda pelo Estado liberal===
Pelo [[Diário do Governo (Portugal)|Diário do Governo]] Nº64 de 16 de março de 1852, sabemos que D. Maria Teresa Jansen Möller (descendente de [[Henrique Möller]]) foi aparentemente a última comendadora da comenda de Oriz em antes da extinção da ordem. Porque pelo acórdão do Tribunal de Contas, aí citado, D. Maria foi declarada devedora da quantia de três mil e duzentos e noventa [[Real (moeda portuguesa)|réis]] a Fazenda publica pelo pagamento da décima extraordinária da comenda de Oriz, de que era comendadora no ano de 1832<ref>[https://digigov.cepese.pt/pt/pesquisa/listbyyearmonthday?ano=1852&mes=3&tipo=a-diario&filename=1852/03/16/D_0064_1852-03-16&pag=1&txt=Oriz Diário do Governo nº64 de 16 de março de 1852]</ref>.
 
== Posse da terra do Lameiro ==
568

edições