Diferenças entre edições de "Carga elementar"

83 bytes adicionados ,  23h49min de 17 de setembro de 2020
m
Complemento na equação utilizada por Millikan. Útil para elucidar a ideia do cientista.
m
m (Complemento na equação utilizada por Millikan. Útil para elucidar a ideia do cientista.)
''m'': massa de uma gota; ''g'': aceleração da gravidade; ''E'': campo elétrico aplicado; ''q'': carga na gota.
 
A densidade do óleo era bem conhecida, então, a massa poderia ser determinada apenas sabendo o raio daquelas gotículas, aplicando a fórmula do volume de uma esfera e, em seguida, determinando a massa. Assim, como o campo elétrico era controlado por eles, a gravidade é uma constante conhecida e os valores de massa foram obtidos, seria possível determinar o valor da carga ''q''. Ao repetir inúmeras vezes o experimento, Millikan e Fletcher observaram que as cargas obtidas eram múltiplas de um valor fundamental. Nos seus cálculos, o valor era 1,5924 × 10 <sup>−19</sup> Coulombs (C), variando apenas entre 1% do valor aceito atualmente. <ref name=":1" /> <ref name=":2" />
 
<math>\left ( \frac{4\pi\ r^3}{3} \right ) \times\rho\times g=q \times E</math>
 
Assim, como o campo elétrico era controlado por eles, a gravidade é uma constante conhecida e os valores de massa foram obtidos, seria possível determinar o valor da carga ''q''. Ao repetir inúmeras vezes o experimento, Millikan e Fletcher observaram que as cargas obtidas eram múltiplas de um valor fundamental. Nos seus cálculos, o valor era 1,5924 × 10 <sup>−19</sup> Coulombs (C), variando apenas entre 1% do valor aceito atualmente. <ref name=":1" /> <ref name=":2" />
 
== Quantização da carga ==