Diferenças entre edições de "Linha do tempo do futuro distante"

4 bytes adicionados ,  02h17min de 29 de setembro de 2020
m
sem resumo de edição
(Correções)
m
 
As linhas do tempo mostradas aqui cobrem eventos do [[Lista de milênios|começo do 11º milênio]]<ref name=time group=note>
O ponto preciso de início é 0:00 de 1 janeiro de 10,001.</ref> até os pontos mais distantes do tempo futuro. Um número de eventos alternativos estão listados para apresentar questões ainda não resolvidas, como por exemplo as de que se [[Extinção|humanos serão extintos]], se [[Decaimento do próton|o próton irá decair]] e, se a Terra sobreviverá quando o Sol se expandir para virar uma [[gigante vermelha]].
O ponto preciso de início é 0:00 de 1 janeiro de 10,001.
</ref> até os pontos mais distantes do tempo futuro. Um número de eventos alternativos estão listados para apresentar questões ainda não resolvidas, como por exemplo as de que se [[Extinção|humanos serão extintos]], se [[Decaimento do próton|o próton irá decair]] e, se a Terra sobreviverá quando o Sol se expandir para virar uma [[gigante vermelha]].
 
== Tipos de chaves dos acontecimentos ==
| style="background: #f0dc82;" |[[Imagem:Noun project 528.svg|16px|alt=Geology and planetary science|Geology and planetary science]]|| 50–400 milhões || Tempo estimado para a Terra naturalmente repor suas reservas de [[combustíveis fósseis]].<ref>{{cite book|editor-last= Pimentel|editor-first= David|last= Patzek|first= Tad W.|author-link1= Tad Patzek|title= Biofuels, Solar and Wind as Renewable Energy Systems: Benefits and Risks|chapter= Can the Earth Deliver the Biomass-for-Fuel we Demand?|date= 2008|publisher= Springer | isbn = 9781402086533 | url = https://books.google.com/books?id=WNszUml_Wd4C}}</ref>
|-
| style="background: #f0dc82;" |[[Imagem:Noun project 528.svg|16px|alt=Geology and planetary science|Geology and planetary science]]|| 80 milhões || A [[Havai (ilha)|Grande Ilha]] terá se tornado uma das últimas atuais [[Havai (ilha)|Ilhas Havaianas]] a afundar na superfície do oceano, enquandoenquanto uma cadeia mais recente de "novas Ilhas Havaianas" terão emergido.<ref>{{cite news|last= Perlman|first= David|title= Kiss that Hawaiian timeshare goodbye / Islands will sink in 80 million years|url= http://www.sfgate.com/news/article/Kiss-that-Hawaiian-timeshare-goodbye-Islands-2468202.php|newspaper= San Francisco Chronicle|date= 14 de outubro de 2006}}</ref>
|-
| style="background: lavender;" |[[Imagem:Five Pointed Star Solid.svg|16px|alt=Astronomy and astrophysics|Astronomy and astrophysics]]|| 100 milhões<ref name=prob group=note/>|| A Terra terá provavelmente sido atingida por um asteroide de tamanho comparável com o qual disparou a [[Extinção K-Pg]] há 66 milhões de anos, assumindo que não possa ser evitado.<ref name="kpg1" />
| style="background: #f0dc82;" | [[File:Noun project 528.svg|16px|alt= Geology and planetary science|Geology and planetary science]]
| 100 milhões
| De acordo com o Modelo Pangaea Proxima criado por Christopher R. Scotese, uma nova zona de subducção abrirá no Oceano Atlântico e as AmericasAméricas vão retornar para a África.<ref name="scotese" />
|-
| style="background: #f0dc82;" |[[Imagem:Noun project 528.svg|16px|alt=Geology and planetary science|Geology and planetary science]]|| 100 milhões || Tempo de vida máximo estimado para os [[Anéis de Saturno]] em seu estado atual.<ref>{{cite book|last= Lang|first= Kenneth R.|title= The Cambridge Guide to the Solar System|date= 2003|publisher= Cambridge University Press|page= [https://archive.org/details/cambridgeguideto0000lang/page/329 329] | isbn = 9780521813068 | url = https://archive.org/details/cambridgeguideto0000lang | quote = [...] all the rings should collapse [...] in about 100 million years.}}</ref>
| style="background: #f0dc82;" | [[File:Noun project 528.svg|16px|alt=Geology and planetary science|Geology and planetary science]]
| 350 milhões
| De acordo com o modelo de estroversãoextroversão desenvolvido por [[Paul F. Hoffman]], o [[Oceano Pacífico]] fechará completamente.<ref>Nield in 2007 on pages 20–21</ref><ref>Hoffman in 1992 on pages 323–27</ref><ref name="Williams Nield 2007" />
|-
| style="background: #f0dc82;" |[[Imagem:Noun project 528.svg|16px|alt=Geology and planetary science|Geology and planetary science]]|| 400–500 milhões || O supercontinente (Pangeia Última, Novopangaea ou Amásia) provavelmente já terão se desfeito.<ref name="Williams Nield 2007" /> Isso provavelmente resultará em maiores temperaturas globais, parecidas com as do [[Cretáceo|período Cretáceo]].<ref name="ReferenceA"/>
|-
| style="background: #f0dc82;" |[[Imagem:Noun project 528.svg|16px|alt=Geology and planetary science|Geology and planetary science]]|| 3,5–4,5 bilhões
| Toda a água atualmente presente nos oceanos (se não for perdida antes) evaporará. O [[efeito estufa]] causada pela atmosferraatmosfera massiva e rica com água, combinada com a luminosidade solar chegando a cerca de 35–40% acima de seu valor atual, fará com que a superfície da Terra chegue a 1,130 °C – quente o bastante para derreter algumas rochas.{{sfn|Brownlee|2010|p= 95}}<ref name="pnas106_24">{{cite journal | last1= Li | first1= King-Fai | last2= Pahlevan | first2= Kaveh | last3= Kirschvink | first3= Joseph L. | last4= Yung | first4= Yuk L. | date= 16 de junho de 2009 | title= Atmospheric pressure as a natural climate regulator for a terrestrial planet with a biosphere | journal= Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America| volume= 106 | issue= 24 | pages= 9576–9579 | doi= 10.1073/pnas.0809436106 | pmid= 19487662 | pmc= 2701016 | bibcode= 2009PNAS..106.9576L }}</ref><ref name=guinan_ribas>{{cite journal | last1= Guinan | first1= E. F. | last2= Ribas | first2= I. | title= Our Changing Sun: The Role of Solar Nuclear Evolution and Magnetic Activity on Earth's Atmosphere and Climate | journal= ASP Conference Proceedings | volume= 269 | pages= 85–106 | editor1-last= Montesinos | editor1-first= Benjamin | editor2-last= Gimenez | editor2-first= Alvaro | editor3-last= Guinan | editor3-first= Edward F. | date= 2002 | bibcode= 2002ASPC..269...85G }}</ref><ref name=icarus74>{{cite journal | last1= Kasting | first1= J. F. | title= Runaway and moist greenhouse atmospheres and the evolution of earth and Venus | journal= Icarus | volume= 74 |date= Junho de 1988 | issue= 3 | pages= 472–494 | doi= 10.1016/0019-1035(88)90116-9 | pmid= 11538226 | bibcode= 1988Icar...74..472K | url= https://zenodo.org/record/1253896 }}</ref> Esse período no futuro da Terra é geralmente<!--{{quantify|date=Março de 2020}}--> comparado com a de Vênus atualmente, mas a temperatura é cerca de duas vezes a de Vênus hoje em dia, e nessa temperatura a superfície estará parcialmente derretida,<ref name="venus" /> enquanto Vênus provavelmente tem uma superfície em grande parte sólida hoje em dia. Vênus também esquentará drasticamente nessa época, provavelmente estando mais quente que a Terra de então (já que está mais perto do Sol).
|-
| style="background: lavender;" |[[Imagem:Five Pointed Star Solid.svg|16px|alt=Astronomy and astrophysics|Astronomy and astrophysics]]|| 3.6 bilhões || A lua [[Tritão (satélite)|Tritão]] de [[Netuno (planeta)|Netuno]] vai cair através do [[limite de Roche]] do planeta, potencialmente se desintegrando num sistema de anéis planetários similar aos de Saturno.<ref name="triton" />
| style="background: lavender;" |[[Imagem:Five Pointed Star Solid.svg|16px|alt=Astronomy and astrophysics|Astronomy and astrophysics]]|| 8 bilhões || O Sol se tornará uma [[anã branca]] de carbono e oxigênio com cerca de 54,05% de sua massa presente.<ref name="Schroder 2008" /><ref name="nebula" /><ref name="apj676_1_594" /><ref name="dwarf group note">Com base nos mínimos quadrados ponderados mais adequados na p. 16 de Kalirai et al. com a massa inicial igual a uma [[massa solar]].</ref> Nesse ponto, se a Terra sobreviver de alguma forma, a temperatura de sua superfície, junto dos planetas restantes, vão cair rapidamente, devido ao Sol anã branco emitir muito menos energia que hoje em dia.
|-
| style="background: lavender;" |[[Imagem:Five Pointed Star Solid.svg|16px|alt=Astronomy and astrophysics|Astronomy and astrophysics]]|| 22 bilhões || O fim do Universo no cenário [[Big Rip]], assumindo um modelo de [[energia escura]] com um [[Equação de estado (cosmologia)|{{var|w}} = −1.5]].<ref name="bigrip" /> Se a densidade da [[energia escura]] foi menos que -1, então a [[Expansão métrica do espaço|expançãoexpansão do Universo]] iria continuar a acelerar e o [[Universo observável]] continuaria a enccolherencolher. Em cerca de 200 milhões de anos antes do rasgo, os aglomerados de galáxias iguais aos do [[Grupo Local]] ou do [[Grupo do Escultor]] seriam destruídos. 60 milhões de anos antes do rasgo, todas as galáxias começariam a perder estrelas em suas bordas e viriam a desintegrar-se completamente em outros 40 milhões de anos. Três meses antes do fim, todos os sistemas estelares de desconectariam gravitacionalmente e os planetas voariam ao Universo em expansão. 30 minutos antes do fim, [[planeta]]s, [[estrela]]s, [[asteroide]]s e até mesmo objetos extremos como [[Estrela de nêutrons|estrelas de neutrons]] e [[Buraco negro|buracos negros]] evaporariam em [[Átomo|átomos]]. 10<sup>−19</sup> seguntossegundos antes do fim, os átomos se desfazeriam. Por fim, uma vez que o rasgo chegasse na [[Unidades de Planck|escala de Planck]], as cordas cósmicas se desintegrariam, tal como a pŕopriaprópria fábrica do [[espaço-tempo]]. O Universo entraria numa "singularidade do rasgo", quando todas as distancias se tornariam infinitamente grandes. Enquanto uma "singularidade da compressão" é toda a matéria infinitamente concentrada, em uma "singularidade do rasgo" toda a matéria é infinitamente espalhada.<ref>{{cite journal
| doi = 10.1103/PhysRevLett.91.071301
| last = Caldwell | first = Robert R. |author2=Kamionkowski, Marc |author3=Weinberg, Nevin N.
| style="background: lavender;" | [[File:Five Pointed Star Solid.svg|16px|alt=Astronomy and astrophysics|Astronomy and astrophysics]]
| 2×10<sup>12</sup> (2&nbsp;trilhões)
| Tempo estimado no qual todos os objetos além do nosso Grupo Local estarão [[Desvio para o vermelho|desviados para o vermelho]] num fator maior que 10<sup>53</sup>. Mesmo os [[Radiação gama|raios gamas]] estarão desviados de tal forma que sua onda será maior que o diametrodiâmetro físico do horizonte.<ref>{{Cite journal|last=Krauss|first=Lawrence M.|last2=Starkman|first2=Glenn D.|date=Março de 2000|title=Life, The Universe, and Nothing: Life and Death in an Ever-Expanding Universe|journal=The Astrophysical Journal|volume=531|issue=1|pages=22–30|doi=10.1086/308434|arxiv=astro-ph/9902189|bibcode=2000ApJ...531...22K|issn=0004-637X}}</ref>
|-
| style="background: lavender;" |[[Imagem:Five Pointed Star Solid.svg|16px|alt=Astronomy and astrophysics|Astronomy and astrophysics]]|| 4x10<sup>12</sup> (4&nbsp;trilhões) || Tempo estimado até que a anã vermelha [[Proxima Centauri]] a estrela mais próxima do Sol a uma distância de 4,25 anos-luz, deixe a sequência principal e se torne uma anã branca.<ref>{{cite journal|title=RED Dwarfs and the End of The Main Sequence|author1=Fred C. Adams|author2=Gregory Laughlin|author3=Genevieve J. M. Graves|journal=Revista Mexicana de Astronomía y Astrofísica, Serie de Conferencias|volume=22|pages=46–49|year=2004|url=http://www.astroscu.unam.mx/rmaa/RMxAC..22/PDF/RMxAC..22_adams.pdf}}</ref>
Nessa época, o [[Anã negra|Sol terá esfriado]] até cinco graus acima do [[zero absoluto]].<ref name="five degs" />
|-
| style="background: lavender;" |[[Imagem:Five Pointed Star Solid.svg|16px|alt=Astronomy and astrophysics|Astronomy and astrophysics]]|| 10<sup>19</sup> a 10<sup>20</sup><br>(10–100 quintilhões) || Tempo estimado até que 90%–99% das anãs marrons e restos de estrelas (incluindo o Sol) sejam ejetadas de suas galáxias. Quando dois objetos passam perto o suficiente um do outro, eles trocam energia orbital, com objetos de menos massa tendendo a ganhar energia. Através de encontros repetidos, os objetos de menor massa podem ganhar energia o suficiente dessa forma para ser ejetados de sua galáxia. Esse processo faz com eventualmente a Via Láctea ejete a meioriamaioria de suas anãs marrons e restos estelares.<ref name="dying" /><ref name="five ages pp85–87" />
|-
| style="background: lavender;" |[[Imagem:Five Pointed Star Solid.svg|16px|alt=Astronomy and astrophysics|Astronomy and astrophysics]]|| 10<sup>20</sup> (100 quintilhões) || Tempo estimado até que a Terra colida com o Sol anã negro devido ao decaimento de sua órbita via emissão de [[Onda gravitacional|radiação gravitacional]],<ref name="dyson" /> se a Terra não for ejetada de sua órbita devido a um encontro estelar ou engolida pelo Sol durante a fase gigante vermelho.<ref name="dyson" />
| style="background: #FFE4E1;" | [[File:Psi (greek letter).svg|16px|alt=Particle physics|Particle physics]]
| 10<sup>85</sup>
| Os positronspósitrons deixados pelo decaímentodecaimento do próton entram num estado de fraca conexão com os eletronselétrons, ou seja, eles encontram pares distantes e os dois entram num estado altamente excitado de [[positrónio]], com um rádio maior do que o Universo atual. Durante os próximos 10<sup>141</sup>, eles gradualmente cairão numa espiral até que finalmente se aniquilem.<ref name="dying" />
|-
| style="background: #FFE4E1;" | [[File:Psi (greek letter).svg|16px|alt=Particle physics|Particle physics]]
| style="background: #FFE4E1;" |[[Imagem:Psi2.svg|16px|alt=Particle physics|Particle physics]]|| 10<sup>1500</sup>|| Assumindo que os prótons não decaiam, esse é o tempo estimado até que toda [[Bárion#Matéria_bariônica|matéria bariônica]] em objetos de massa estelar tenha ou se fundido via [[fusão muon-catalítica]] para formarem [[ferro-56]], ou decairam de um elemento de maior massa em ferro-56 para formarem uma [[estrela de ferro]].<ref name="dyson" />
|-
| style="background: #FFE4E1;" |[[Imagem:Psi2.svg|16px|alt=Particle physics|Particle physics]]||<math>10^{10^{26}}</math><ref name=bignumber2 group=note>Apesar de estar listado em anos por convinienciaconveniência, os númeorsnúmeros além desse ponto são tão vastos que os seus [[Algarismo|digitos]] ficariam sem mudança, sem importar quais digitosdígitos convencionais estejam listados, sejam em nanosegundosnansosegundos ou [[Evolução estelar|vidas estelares]].</ref><ref name="bignumber" group="note"><math>10^{10^{26}}</math> é seguido por 1 seguido por 10<sup>26</sup> (100 septilhões) de zeros</ref>
|| Tempo estimado para que todas as estrelas de ferro entrem em colapso via [[tunelamento quântico]] e virem buraco negros, assumindo que não ocorra o [[decaimento do próton]] ou [[Buraco negro virtual|buraco negros virtuais]].<ref name="dyson" />
 
Nesta escala de tempo vastíssima, até estrelas de ferro ultra estáveis serão destruíddasdestruídas pelo tunelamento quântico. Primeiro as estrelas de ferro de massa o suficiente (algo entre 0,2 ''M''☉ e o [[limite de Chandrasekhar]]. Pois quando estrelas de forro tem 0,2 ''M''☉ ou menos (estrelas de neutronnêutron por volta de 0,2 ''M''☉ são estáveis), essas estrelas de ferro são energiticamenteenergeticamente favoráveis para evitarem o colapso via tunelamento<ref>{{cite journal|title=The fate of a neutron star just below the minimum mass: does it explode?|journal=Astronomy and Astrophysics|volume=334|pages=159|author=K. Sumiyoshi, S. Yamada, H. Suzuki, W. Hillebrandt|date=21 de julho de 1997 |arxiv=astro-ph/9707230 |quote=Given this assumption... the minimum possible mass of a neutron star is 0.189|bibcode=1998A&A...334..159S}}</ref>) vão colapsar via tunelamento em estrelas de ferro. Subsequentemente, estrelas de neutronnêutron e quaisquer estrelas de ferro restantes maiores que o limite de Chandrasekhar colapsarão em buraco negros via tunelamento. A evaporação subsequente de cada buraco negro resultante em partículas subatômicas (um processo que dura aproximadamente [[googol|10<sup>100</sup>]] anos) e a mudança subsequente para a [[big Freeze|Era Negra]] é basicamente instantanea nessas escalas temporais.
|-
| style="background: #FFE4E1;" |[[Imagem:Psi2.svg|16px|alt=Particle physics|Particle physics]]||<math>10^{10^{50}}</math><ref name=prob group=note/><ref name="bignumber2" group=note /><ref group="note"><math>10^{10^{50}}</math>é 1 seguido por 10<sup>50</sup> (100 quindecilhões) de zeros</ref>|| Tempo estimado até que um [[cérebro de Boltzmann]] apareça no vácuo via diminuição espontânea da [[entropia]].<ref name="linde" />
| style="background: #FFE4E1;" |[[Imagem:Psi2.svg|16px|alt=Particle physics|Particle physics]]||<math>10^{10^{76}}</math><ref name="bignumber2" group=note />|| Tempo estimado máximo até que toda matéria colapse em estrelas de nêutrons ou buracos negros, assumindo que o próton não decaia ou não tenha buracos negros virtuais,<ref name="dyson" /> que então (nessa escala de tempo) instantaneamente irá evaporar em partículas subatômicas.
 
Essa é a maior estimativa possível para a Era do Buraco Negro (e subsequentemente a Era Negra) começar. Além desse ponto, é quase certo que o Universo não conterá mais matéria bariônica e que o mesmo, após essa época, seraserá um vácuo quase puro (possivelmente acompanhado pela presença de um falso vácuo), caracteristicocaracterístico do Universo da Era negra até que ele atinja seu [[Morte térmica do universo|estado final de energia]], assumindo que não ocorra antes disso.
|-
| style="background: #FFE4E1;" |[[Imagem:Psi2.svg|16px|alt=Particle physics|Particle physics]]||<math>10^{10^{120}}</math><ref name="bignumber2" group=note />|| Tempo estimado máximo para que o Universo alcance seu final estado de energia, mesmo na presença de um falso vácuo.<ref name="linde" />
60 586

edições