Diferenças entre edições de "Riocentro"

21 bytes adicionados ,  02h05min de 3 de outubro de 2020
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 189.6.255.47, com Reversão e avisos
Etiqueta: Revertida
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 189.6.255.47, com Reversão e avisos)
Etiqueta: Reversão manual
 
{{Artigo principal|Atentado do Riocentro}}
{{Mais informações|Lista de atentados políticos do Brasil}}
Em [[1981]], durante ao período da [[Quintaditadura militar no RepúblicaBrasil]], houve um atentado conhecido como [[Atentado do Riocentro]], durante um show comemorativo do [[Dia do Trabalhador]]. Na ocasião o governo culpou radicais da [[Extrema esquerda|esquerda]] pelo atentado. Essa hipótese já não tinha sustentação na época e atualmente já se comprovou, inclusive por confissão,<ref name="Confissão1">Chico Otavio e Juliana Castro (16/02/2014). "[http://oglobo.globo.com/brasil/com-novas-provas-mp-denuncia-seis-pessoas-no-caso-riocentro-11619478 Com novas provas, MP denuncia seis pessoas no caso Riocentro]" {{pt}}. ''O Globo''. Consultado em 19 de maio de 2016.</ref><ref name="Confissão2">Tales Faria (2/05/2012). "[http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2012-05-02/a-primeira-confissao-do-atentado-ao-riocentro.html A primeira confissão do atentado ao Riocentro]" {{pt}}. iG Brasília. Consultado em 19 de maio de 2016.</ref> que o atentado no Rio centro foi uma tentativa de setores mais radicais do governo (principalmente do [[Centro de Informações do Exército|CIE]] e o [[Serviço Nacional de Informações|SNI]]) de convencer os setores mais moderados do governo de que era necessária uma nova onda de repressão de modo a paralisar a lenta abertura política que estava em andamento.<ref name="Confissão1" /><ref name="Confissão2" /> Esse episódio marcou a decadência do [[Anos de chumbo|regime militar no Brasil]], que daria lugar ao restabelecimento da [[democracia]].
 
{{Referências}}
229 756

edições