Diferenças entre edições de "Amparo (São Paulo)"

sem resumo de edição
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:14d:149c:4279:74a9:4928:ed6b:3923, com Reversão e avisos)
Etiqueta: Reversão manual
<!-- Cabeçalho -->
| nome = Amparo
| nome_oficial = Estância Hidromineral de Amparo
| preposição = de
| foto = Vista_amparo.JPG
|site_câmara = [http://www.camaraamparo.sp.gov.br camaraamparo.sp.gov.br]
}}
'''Amparo''', oficialmente '''Estância Hidromineral de Amparo''', é um [[Município (Brasil)|município brasileiro]] do [[estados do Brasil|estado]] de [[São Paulo (estado)|São Paulo]]. Localiza-se a uma [[latitude]] 22º42'04" [[sul]] e a uma [[longitude]] 46º45'52" [[oeste]], estando a uma altitude de 674 metros. Possui uma área de 446&nbsp;km². O município é formado pela sede e pelos distritos de [[Arcadas (Amparo)|Arcadas]] e [[Três Pontes (Amparo)|Três Pontes]]. <ref>{{citar web|url=http://www.igc.sp.gov.br/produtos/arquivos/municipios_e_distritos.pdf|titulo=Municípios e Distritos do Estado de São Paulo|data=|acessodata=|publicado=IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=ftp://geoftp.ibge.gov.br/organizacao_do_territorio/estrutura_territorial/divisao_territorial/2015/|titulo=Divisão Territorial do Brasil|data=|acessodata=|publicado=IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística|ultimo=|primeiro=}}</ref>.
 
== Estância hidromineral ==
Por volta de [[1824]], os moradores do retiro, com autorização do vigário capitular, constroem uma capela dedicada a [[Nossa Senhora do Amparo]], que acabaria por dar nome à cidade.
 
[[Imagem:Cap. Damazio Pires Pimentel.jpg |120px|left|thumb| Intendente Capitão DamázioDamásio Pires Pimentel - *[[1853]] +[[1926]]]]
[[Ficheiro:Dr. Flavio de Queiroz.jpg |120px|left|thumb|Magistrado Dr. Flávio Augusto de Oliveira Queiroz -*[[1865]] +[[1933]] (Foto da tela existente na ''Sala do Juri do Forum'' de Amparo - SP)]]
[[Ficheiro:arthur piqueroby de aguiar whitaker.jpg|140px|thumb|esquerda|Artur Piqueroby de Aguiar Whitaker, autor da alcunha ''Flor da Montanha'' (1929).]]
Nas décadas seguintes, a cidade prosperou com o café, ganhou serviço de correios, inaugurou um jornal ("Tribuna Amparense"), iluminação com lampiões a querosene e a [[Companhia Mogiana de Estradas de Ferro]], para escoar sua crescente produção de cafeeira rumo ao porto de Santos.
 
Em [[1878]], Amparo recebe a visita de [[Dom Pedro II]], que é hospedado pelo [[Joaquim Pinto de Araújo Cintra|'''Barão de Campinas''']], cidade já considerada a maior produtora de café do Brasil Império.
 
Aos 8 de [[setembro]] de [[1885]] era inaugurado o ''Clube 8 de Setembro'' tradicional clube sócio cultural da cidade. O Dr. [[Bernardino José de Campos Júnior|Bernardino de Campos]], um de seus fundadores, foi eleito o seu 1º presidente.
 
Na gestão (de [[1897]] a [[1899]]), do [[Intendenteintendente]] capitão [[Damásio Pires Pimentel]], foi inaugurada em [[8 de maio]] de [[1898]] a iluminação elétrica da cidade. Pela lei nº 2886 de 03 de [[abril]] de [[2003]], a Prefeitura Municipalprefeitura de Amparo, homenageando-o, deu o seu nome a um logradouro da cidade: a rua Intendente DamázioDamásio Pires Pimentel.
 
Na 2ª quinzena de [[1902]], assume a direção da Comarca o [[Juiz de direito]] Dr. [[Flávio de Queirós|Flavio Augusto de Oliveira QueirozQueirós]] sendo ele o [[Magistradomagistrado]] a permanecer por mais tempo na judicatura amparense - cerca de 20 anos. O Dr. Flavio, também, foi presidente do ''Clube 8 de Setembro'' nos anos [[1904]] - [[1914]] a [[1915]] – [[1919]] a [[1921]]. Casou-se nessa cidade em 26 de [[março]] de [[1904]] com Julieta Goulart Penteado Pimentel (Yaya), filha do Intendenteintendente DamázioDamásio Pires Pimentel.
 
Durante os anos 20, a então Igreja Matriz, agora [[Catedral]] Nossa Senhora do Amparo, consoante projeto do engenheiro civil amparense Dr. Amador Cintra do Prado, neto do [[Joaquim Pinto de Araújo Cintra|'''Barão de Campinas''']], é radicalmente reformada, tendo suas paredes reforçadas e suas torres finalizadas.
 
Tal projeção manteve-se até a segunda década do [[século XX]], quando então a grave crise do café ([[1929]]) trouxe [[crise econômica|crise]] e [[estagnação econômica]] à cidade. E foi neste mesmo ano que o Secretáriosecretário de Justiça do Estado de São Paulo, Artur Piqueroby de Aguiar Whitaker, em discurso, designou a cidade como a "Flor da Montanha".
 
Em [[1932]], Amparo foi um dos importantes palcos da [[Revolução Constitucionalista]].
 
== Fontes ==
* [http://www.amparo.sp.gov.br/servicos_online/legislacao/leis/ano/2003/2886.htm Página da prefeitura para a lei nº 2886 de 2003, instituindo a rua Intendente DamázioDamásio Pires Pimentel ]
*Araujo, Dr. Francisco de Sousa - livro “Primeiro Centenário de Amparo” 1929.
 
128 021

edições