Diferenças entre edições de "Terceira Guerra Púnica"

8 bytes adicionados ,  09h31min de 13 de outubro de 2020
m (traduzindo nome/parâmetro, ajustes gerais nas citações, outros ajustes usando script)
 
|acessodata = }}</ref>
 
A Númidia era, desde 206 a.C., um reino africano aliado dos romanos. Seu rei, [[Massinissa]] (que tinha participado da [[Batalha de Zama]]), ordenou inúmeros saques às possessões cartaginesas, aproveitando-se do fato de Cartago não poder fazer nenhuma guerra sem a permissão de Roma (uma das cláusulas do tratado de paz de 201 a.C.). Roma, por sua vez, fazia vistas grossas aos saques.
 
Durante três anos o senado cartaginês implorou para Roma o direito de defesa, sempre sendo ignorado, claro, pelos romanos, até quando finalmente os cartigeneses resolveram se defender, e estava aí criado o pretexto que Roma precisava para atacar Cartago. Então, no ano [[149 a.C.]] as legiões atacaram e cercaram a cidade de Cartago.