Diferenças entre edições de "Menachem Mendel Schneerson"

m
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 186.141.197.92 (usando Huggle) (3.4.9))
Etiquetas: Huggle Reversão
m
|ordem = [[Chabad Lubavitch]]
}}
'''Menachem Mendel Schneersohn''' (em [[hebraico]] '''מנחם מנדל שניאורסון''', em russo, '''Менахем Мендель Шнеерсон''']; (Nikolayev, [[18 de abril]] de [[1902]] – [[Nova York]], [[12 de junho]] de [[1994]]), conhecido por seus seguidores como '''O Rebe''' , foi um conhecido [[rabino]] ortodoxo, o sétimo e último [[Reberebe]] do movimento [[Chabad Lubavitch]].
 
== Biografia ==
Nascido no dia 11 de Nissannissan pelo [[calendário hebraico]], filho de Chana Schneerson e do [[rabino]] [[Levi Yitschac Schneerson]], [[cabala|cabalista]] e Rabino Cheferabino-chefe da cidade de [[Dniepropetrovsk]], na [[Ucrânia]], Menachem Mendel fez seus estudos em sua própria casa, depois de ser considerado uma criança-prodígio pelos professores de seu colégio.
 
Na educação do jovem, toda a ênfase era dada ao estudo das Escrituras Sagradas. Porém seu pai consentiu que Menachem Mendel também aprendesse [[Ciência|ciências]], [[Matemática]] e [[idiomas]]. Aprendeu [[língua inglesa|inglês]], língua italiana|italiano]], língua francesa|francês]], [[latim]] e [[língua georgiana|georgiano]], além do [[ídicheíidiche]] familiar. No dia de seu [[bar-mitzvá]], já era considerado um prodígio por seus conhecimentos sobre o [[Talmude]], e suas opiniões eram muitas vezes levadas em consideração por rabinos muito mais velhos. Durante a adolescência, correspondeu-se com as maiores autoridades judaicas da época.
 
Em [[1923]], Menachem Mendel encontrou-se pela primeira vez com o Rabirabi [[Joseph Isaac Schneersohn|Yosef Yitzchok Schneersohn]] , naà época chefe do movimento [[Chassidismo|chassídico]] [[Chabad Lubavitch]]. Rabi Yossef Yitzhak liderava a luta para manter vivo o judaísmo na recém-criada [[União Soviética]], enfrentando as perseguições do governo soviético. Escolas, [[sinagoga]]s e todas as instituições religiosas haviam sido fechadas. Líderes judaicos eram aprisionados, exilados ou executados. Menachem Mendel juntou-se a Yossef Yitzchak em missões secretas, que se destinavam a apoiar as instituições perseguidas pelo regime [[comunista]].
 
No verão de [[1927]], Rabirabi Yossef Yitzchak Schneerson foi preso pelas autoridades comunistas e condenado à morte. Coube então a Menachem Mendel, "o [[Rebe]]" da nova geração, a organização de um movimento mundial para pressionar as autoridades soviéticas. O movimento pretendia que fosse comutada a pena de morte e que autorizassem Rabirabi Yossef Yitzchak a deixar o país e emigrar para os [[Estados Unidos]].
 
Em dezembro de [[1928]], Menachem Mendel casou-se com a segunda filha de Rabirabi Yossef Yitzhak, Chaya Mishka, em [[Varsóvia]]. O casal mudou-se, em seguida, para [[Berlim]], onde Menachem Mendel ingressou na Universidade para estudar Matemática e [[Filosofia]]. MasTodavia, em [[1933]], com a ascensão do [[nazismo]], o casal mudou-se para [[Paris]], onde continuou seus estudos na Faculdade de Engenharia da [[Sorbonne]], até [[1938]].
 
Em [[14 de junho]] de [[1940]] o exército [[nazista]] ocupou Paris. Menachem Mendel e sua esposa fugiram para [[Vichy]]; de lá para [[Nice]] e depois, [[Lisboa]]. Nesse ínterim, Yossef Yitzchak Schneerson foi finalmente libertado pelos soviéticos e partiu para [[Nova York]]. Logo, conseguiu permissão para que seu genro e filha entrassem nos EUAEstados eUnidose, assim, em [[23 de junho]] daquele mesmo ano, o casal se estabeleceu na América. Durante algum tempo, Mendel trabalhou como engenheiro para a [[Marinha dos Estados Unidos]], no [[esforço de guerra]]. Seu trabalho foi classificado como "secreto".
 
Como milhões de outros judeus, Menachem Mendel perdeu parte de sua família no [[Holocausto]]: seu irmão mais novo, Dov Ber, sua avó e muitos outros familiares. Sua esposa Chaia Mushka também perdeu a irmã com o marido e o filho adotivo, exterminados no campo de concentração de [[Treblinka]].
Quando o Rebe Anterior faleceu, em [[28 de janeiro]] de [[1950]], os sobreviventes do movimento Lubavitch de todo o mundo se voltaram imediatamente para seu genro. Os chassidim imploraram a ele que aceitasse a liderança. Menachem Mendel recusou, repetidas vezes, alegando que se conhecia bem demais para imaginar que servisse para o cargo.
 
Quando uma delegação de chassidim idosos foi com uma petição aceitando-o como seu Reberebe, ele colocou a cabeça entre as mãos e começou a chorar. "Por favor, me deixem" – suplicou ele. "Isso nada tem a ver comigo." Após um ano de episódios como esse, finalmente aceitou o cargo. Assim mesmo, havia uma condição. "Eu ajudarei" – anunciou o Rebe – "mas cada um de vocês terá de cumprir sua própria missão. Não esperem ficar pendurados nas franjas de meu [[talit]]."
 
Em seu primeiro discurso como líder do movimento afirmou: "Os três amores de nosso povo - o amor a Deus, o amor pela [[Torá]] e o amor pelo nosso semelhante - são na realidade um único e mesmo amor". Com esta afirmação visava disseminar o judaísmo e abraçar em seu seio todo e qualquer judeu, não importando de onde viesse ou que tipo de ideias tivesse. Ensinava que vivemos em um mundo onde as ações são de extrema importância; por isso rejeitava o isolacionismo religioso.
128 021

edições