Diferenças entre edições de "Língua kokborok"

Etiqueta: Inserção de predefinição obsoleta
Etiqueta: Inserção de predefinição obsoleta
# '' nukhung '' família '' nukhuhng '' telhado
 
== História ==
A língua era chama Tripa, com seu nome sendo alterado no século XX. Os nomes também se referem aos habitantes do antigo reino Twipra, bem como à etnia de seus falantes.
 
Além do Kokborok, o povo Tipra fala três outras línguas: Tripura, Tribo Halam (Riam Chong) e [[Língua darlong | Darlong]] (e outras línguas relacionadas de Bangladesh e Índia). Riam chong é falado principalmente pela comunidade Halam e a Darlong]] falada pelo povo de mesmo nome, sendo parente de Chin-Kuki-Mizo da mesma forma que a [[língua mizo| izo]], embora Kokborok esteja relacionado à [[línguas tibeto-birmanesas]]. Kokborok e Riam chong são muito diferentes um do outro, mas Riam chong e Darlong também são considerados uma das línguas nativas de Tripura.
 
Kókborok foi atestado desde pelo menos o século dC, quando o registro histórico dos reis Tipra começou a ser escrito. A escritade Kókborok foi chamado de "Koloma". A Crônica dos reis Borok foi escrita em um livro chamado '' Rajratnakar ''. Este livro foi escrito originalmente em Kókborok usando a escrita Koloma de Durlobendra Chontai.
 
Mais tarde, dois brâmanes, Sukreswar e Vaneswar, traduziram-no para o sânscrito e novamente traduziram a crônica para o [[língua bengali| bengali]] no século XIX. A crônica de Tipra em Kókborok e Rajratnakar não está mais disponível. Kokborok foi relegado a um dialeto popular durante o governo dos reis Borok no Reino de Tipra do século 19 ao século 20.
 
O kokborok foi declarado língua oficial do estado de Tripura, na Índia, pelo governo estadual no ano de 1979.<ref name=":0">{{Cite news|url=https://indianexpress.com/article/north-east-india/tripura/in-tripura-a-musicians-bid-to-preserve-the-language-of-the-tribes/|title=In Tripura, a musician’s bid to preserve the language of the tribes|date=22 May 2018|work=The Indian Express|access-date=4 November 2018|language=en-US}}</ref> Consequentemente, a língua tem sido ensinada nas escolas de Tripura do nível primário ao secundário superior desde a década de 1980. Um curso certificado em Kokborok começou em 1994 na Universidad de Tripura<ref>{{Cite web|url=http://www.tripurauniv.in/index.php/departments?id=61|title=Tribal Language|website=www.tripurauniv.in|language=en-gb|access-date=4 November 2018}}</ref> e um curso de pós-graduação em Kokborok foi iniciado em 2001 pela mesma universidade. Kokborok foi introduzido no bacharelado em artes (BA) nas faculdades afiliadas à Universidade a partir do ano de 2012, e também um mestrado em artes (MA) em Kokborok foi a partir do ano de 2015.<ref>{{Cite web|url=http://www.tripurauniv.in/index.php/departments?id=400|title=Department of Kokborok|website=www.tripurauniv.in|language=en-gb|access-date=4 November 2018}}</ref>
 
Atualmente, há uma demanda para dar o reconhecimento da língua como uma das línguas oficiais reconhecidas da Índia, de acordo com o 8º Artigo da Constituição. A forma oficial é o dialeto falado em [[Agartala]], a capital do estado de Tripura.
== Classificação ==
Kokborok é uma língua Sino-tibetana e da sub-família das Bodo-Garo.
 
Está intimamente relacionado com as línguas [[língua bodo | Bodo]] e [[língua dimasa | Dimasa]] do vizinho estado de [[Assam]]. A [[língua garo]] também é relacionada e falada no estado de [[Meghalaya]] e na vizinha [[Bangladesh]].
 
Kókborok não é uma única língua, mas um nome coletivo para as várias línguas e dialetos falados em Tripura. '' Ethnologue '' lista Usoi (Kau Brung), Riang (Polong-O) e Khagrachari ("Trippera") como línguas separadas; Mukchak (Barbakpur), embora não listada, também é distinta, e a linguagem de muitos clãs Borok não foi investigada. A maior variedade está dentro de Khagrachari, embora falantes de diferentes variedades de Khagrachari possam "freqüentemente" se entender. A literatura Khagrachari está sendo produzida nas variedades Naitong e Dendak.<ref>http://www.sil.org/silesr/2011/silesr2011-038.pdf</ref>
== Dialetos ==
Existem muitas [[tribos]] falantes de Kokborok nos estados indianos de [[Bengala Ocidental]], [[Tripura]], [[Assam]], [[Mizoram]] e nas províncias vizinhas do país, Bangladesh, principalmente em [[Chittagong]]. Existem três dialetos principais que não são mutuamente inteligíveis, embora o dialeto ocidental da família real, [[Debbarma]], seja o de prestígio]] compreendido por todos. É o padrão para ensino e literatura. É ensinado como meio de instrução até a quinta classe e como matéria até o nível de pós-graduação. Os outros dialetos são [[Jamatia]], [[Koloi | Kalai]] e [[Noatia]].
== Estatísticas ==
=== Censo da Índia 2011 ===
Os detalhes de acordo com o Censo da Índia de 2011 em relação ao idioma Tripuri são dados a seguir:<ref name="censusindia.gov.in">[https://censusindia.gov.in/2011Census/C-16_25062018_NEW.pdf Census of India 2011 - Languages and Mother tongues]</ref>
 
TRIPURI '''10.11.294'''
#''Kokborok 9.17.900''
#''Reang 58.539''
#''Tripuri 33.138''
#''Outros 1.717''
=== Censo da Índia 2001===
Tripura '''854.023'''
# ''Kókborok 761.964''
# ''Outros 607''
-'' Censo da Índia 2001 <ref>'[https://web.archive.org/web/20120206233628/http://www.censusindia.gov.in/Census_Data_2001/Census_Data_Online/Language/Statement1.htm]</ref>
== Escritas==
Kók-borok tem uma escrita conhecida como '' Koloma '', que não é de uso popular. A partir do século XIX, o Reino de Twipra usou o [[alfabeto bengali]] para escrever em Kók-borok, mas desde a independência da Índia e a fusão com o país, a escrita [[alfabeto latino|latina]] está sendo promovida por organizações não governamentais. O governo do Conselho do Distrito Autônomo das Áreas Tribais de Tripura (TTAADC) fez regulamentos em 1992 e 2000 para a adoção da escrita romana no sistema de educação escolar em suas áreas
 
O problema da escrita é altamente politizado, com o governo da Frente de Esquerda (Tripura) defendendo o uso da escrita bengali asiática e todos os partidos indígenas regionais e organizações estudantis (INPT, IPFT, NCT, Federação de Estudantes Twipra, etc. .) e organizações nacionalistas étnicas (Kokborok Sahitya Sabha, Missão Kokborok tei Hukumu, Movimento para Kokborok etc.) que defendem a escrita latino.
 
Ambas escritas são agora usados no estado na educação, bem como nos círculos literários e culturais.
== Numeração ==
A contagem em Kókborok é chamada de '' lekhamung ''.
{|
| 1. || sa
|-
| 2. || nwi
|-
| 3. || tham
|-
| 4. || brwi
|-
| 5. || BA
|-
| 6. || dok
|-
| 7. || sni
|-
| 8. || Caracteres
|-
| 9. || Chuku
|-
| 10. || chi
|-
| 20. || nwichi (khol)
|-
| 100. || ra
|-
| 101. || ra sa
|-
| 200. || nwira
|-
| 1000. || sai
|-
| 1001. || sai sa
|-
| 2000. || nwi sai
|-
| 10.000. || chisai
|-
| 20.000. || Nwichi Sai
|-
| 100.000. || rasai
|-
| 200.000. || nwi rasai
|-
| 1.000.000. || Chirasai
|-
| 2.000.000. || Nwichi Rasai
|-
| 10.000.000. || rwjak
|-
| 20.000.000. || nwi rwjak
|-
| 1.000.000.000. || rarwjak
|-
| 1.000.000.000.000. || sai rarwjak
|-
|100,000,000,000,000,000,000.|| rasaisai rarwjak
|}
==Amostra de texto==
Bebak borok o swngcharo fiyokjagwi achai'o tei bongi nanglai borom tei manthai tongo. Bohrok kwthang tongnani tei sinani hamari rijago tei buino bo chubana nango bufayung song kwthalaimani hamthamchibai.
 
Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Eles são dotados de razão e consciência e devem agir uns com os outros com espírito de fraternidade. (Artigo 1 da Declaração Universal dos Direitos Humanos)
 
==Notas==
{{reflist}}
6 484

edições