Diferenças entre edições de "Discussão:Estado da Índia"

sem resumo de edição
 
{{Marca de projeto|4|História|3|Índia||História de Portugal|34|Portugal|4|rev=20201025}}
{{Português europeu}}
== Inclusão de novo mapa (23-out-2020) ==
{{Movido de|[[Usuário Discussão:Stego]]}}
 
'''Sudoeste Asiático Português'''
 
Caro Edmundo bom dia,
Chamo-me Alexandre Guerreiro, sou arquiteto,com pós graduação em Engenharia de Reabilitação de Estruturas históricos e a Frequentar um Mestrado de Expansão Portuguesa , em Lisboa.
 
Reparei ter removido o mapa da presença Portuguesa na Índia e Sudoeste Asiático.
 
No caso cada uma das localidades mencionadas a certa altura entre o século 15 & 20 encontravam se sob domínio Português. Este mapa mostra efectivamente a expansão máxima entre o século 15&17. De reparar que na costa oriental a presença foi menor , mas não daria para explicar a presença no Golfo de Bengala sem mencionar o actual Bangladesh e Birmânia. Acontece que militarmente qualquer fortaleza tem um raio de ação de 50 quilómetros. Se reparar as distâncias entre essas fortalezas garantiam o domínio sobre esse território mais próximo entre as mesmas.
 
No caso da costa ocidental obviamente a cordilheira dos Gates era a barreira natural ente a planície do Decão e a costa. Isso não foi impedimento no entanto para portugueses participarem militarmente em batalhas pelos seus aliados no interior indiano como em Raichur ou em Teliagarhi , ou mesmo na conquista de diversas localidades no interior indiano como operações punitivas de Guerra ex:(Parnera Hill)
 
No caso da presença permanente em toda a costa sugiro a leitura dos autores da Época como Diogo do Couto, João de Barros ou Fernão Lopes de Castanheda. Temos ainda livros muito interessantes como a coleção:volumes Batalhas e Combates da Marinha Portuguesa de Saturnino Monteiro (https://www.wook.pt/livro/batalhas-e-combates-da-marinha-portuguesa-vol-i-saturnino-monteiro/104659)
 
'''No caso representado a verde escuro são os sultanatos aliados ou sob influência Portuguesa:'''
Gujarate : sultanato aliado dependente do comércio com os portugueses. Era pedido auxílio militar a Portugal contra os invasores Mogois.Para o efeito eram oferecidos terras e direitos comerciais. Sultão morto pelos portugueses , na sucessão diversos territórios foram sendo oferecidos aos portugueses pelos sucessores em Guerra.
 
Ahmadnagar :Depois de ter sido aliado, entro em guerra cm Portugal tributário após a Guerra da Liga das Índias em 1571. Guerra permanente com Portugal pois a navegação só era autorizada mediante o pagamento de “ Cartazes” a Goa.
 
Bijapur : tributário após a Guerra da Liga das Índias em 1571.Já no início do século 16 o Anterior sultão foi deposto pelos portugueses e colocado outro no seu lugar aliado dos interesses de Portugal.
 
Vijayanagara : Aliado Indu permanente contra sultanatos árabes . Portugal fornecia além de cavalos para a Guerra , engenheiros , armas E soldados para campanhas , com uma presença permanente na Corte em Hampi.
 
Sultanato de Bengal: Aliou se aos portugueses para travar a invasão Mogol. Para o efeito doou terras o que permitiu à fundação de diversas colónias no Golfo de Bengala e no interior do continente onde actualmente existe o Bangladesh.
 
Efectivamente e muito extenso o tema , mas como entendo que tenha gosto pela história espero não ter sido exaustivo. Este tema é obviamente apaixonante , mas ver certos mapas onde é omitida boa parte da informação o tema como um todo deixa de fazer sentido. Por isso muitos historiadores não entendem como foi possível a Portugal dominar o comércio oriental quando vemos mapas com duas ou 3 bases quando afinal reflectem só as localidades principais de um território mais extenso.
 
Grato pela atenção, Até breve, um abraço[[Usuário(a):Hugo Refachinho|Hugo Refachinho]] ([[Usuário(a) Discussão:Hugo Refachinho|discussão]]) 18h57min de 24 de outubro de 2020 (UTC)
 
{{Acima movido de|[[Usuário Discussão:Stego]]}}
 
@[[Usuário(a):Hugo Refachinho|Hugo Refachinho]]: obrigado pela explicação e espero que todo esse seu conhecimento se possa traduzir em melhorias nos artigos relacionados com o tema, que bem precisados estão. Acho o mapa em tons de verde que colocou no artigo [[Estado da Índia]] muito interessante e útil, mas retirei-o porque a ausência de legenda na infocaixa torna-o causador de confusão, pois que olhe para ele vai pensar que Portugal teve na sua posse todos aqueles territórios. Não me oponho a que o mapa seja incluído, mas com uma legenda que explique exatamente o que ele representa, nomeadamente quais os territórios que foram possessões portuguesas de facto.
 
Deixo ainda as seguintes sugestões:
#Mudar o nome do ficheiro no Commons, pois a Índia não é do Sudeste Asiático. Quiçá "Map of Portuguese `qq. coisa´ in India and Southeast Asia", onde o `qq. coisa´ poderá ser algo do tipo "possessions and areas of influence".
#Colocar no Commons uma descrição mais extensa, que inclua uma legenda e eventualmente algo mais que evite que o mapa seja lá marcado como pouco fiável historicamente. Convirá que essa descrição tenha uma tradução em inglês. Par ver como se introduzem descrições em mais do que uma língua veja, por exemplo [[:Commons:File:Obelisk of Theodosius-Istanbul.jpg]].
 
Boas edições. --[[Usuário:Stego|Stego]] ([[Usuário Discussão:Stego|discussão]]) 01h03min de 25 de outubro de 2020 (UTC)
99 422

edições