Diferenças entre edições de "Magdi Allam"

580 bytes adicionados ,  12h47min de 26 de outubro de 2020
m
sem resumo de edição
m (Substituição de predefinições obsoletas)
m
 
 
Em [[23 de março]] de [[2008]], domingo da ressureição recebeu o batismo das mãos do Papa [[Bento XVI]] na Vigília Pascal. Adotou o nome cristão de Magdi Cristiano Allam. Nesta ocasião no mesmo dia 23 escreveu um artigo em forma de carta ao diretor do diário ''Il Corriere della Sera'' na qual explica os motivos de sua conversão. <ref>{{Link|es|http://www.vidasacerdotal.org/articulos/art231.html| Ponto de chegada de un longo caminho. Decisivo encontro com o Papa}}</ref>.
 
No dia 25 de março de 2013, Magdi Allan afirmou ter deixado a Igreja Católica porque considera que nas mãos de [[Papa Francisco|Francisco]] tornou-se muito relativista e condescendente com o islã, 'uma ideologia intrinsecamente violenta'. <ref>{{Citar web |ultimo=Presse |primeiro=France |url=http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/03/muculmano-batizado-por-bento-xvi-renega-igreja-por-ser-tolerante-com-isla.html |titulo=Muçulmano batizado por Bento XVI renega Igreja por ser tolerante com islã |data=2013-03-25 |acessodata=2020-10-26 |website=Mundo |lingua=pt-br}}</ref>
 
== Obras ==
438

edições