Diferenças entre edições de "Indústria Nacional de Armas"

38 bytes adicionados ,  18h04min de 29 de outubro de 2020
m
(Informações corrigidas, página reformulada e novas referências inclusas)
O primeiro modelo de submetralhadora INA (M950) foi duramente criticado pelos militares na época devido a sua qualidade. O projeto original havia sido alterado para o calibre .45 ACP, no lugar do calibre original do projeto dinamarquês, o [[9x19mm Parabellum]]. Também haviam problemas com a ejeção dos cartuchos, a munição fabricada pela CBC e os sistema de travas da arma, tantos problemas lhe renderam o apelido maldoso de "Isto Não Atira" - uma referência a sigla INA, da fabricante.<ref name=":5">{{Citar web |url=https://www.thefirearmblog.com/blog/2018/02/28/brazils-ina-submachine-gun-reloaded-part-2/ |titulo=Brazil’s INA submachine gun reloaded – Part 2 - |data=2018-02-28 |acessodata=2020-10-29 |website=The Firearm Blog |lingua=en-US}}</ref>
 
Posteriormente, o segundo modelo da submetralhadora INA (M953) teve uma evolução significativa e a correção de muitas das falhas apresentadas pelos militares, além de alterações estéticas e práticas no armamento. Na mesma época, a empresa chegou a fornecer submetralhadoras para forças policiais, guardas civis e até mesmo para agentes de segurança privados da [[Rede Ferroviária Federal]], de refinarias da [[Petrobras|Petrobrás]], Vale do Rio Doce, [[Casa da Moeda do Brasil|Casa do Moeda do Brasil]], dentre outras autarquias.<ref name=":6">{{citar livro|título=Enciclopédia de Submetralhadoras|ultimo=Olive|primeiro=Ronaldo|editora=Magnum|ano=2003|local=|página=122-124|páginas=}}</ref>
 
Também desenvolveu dois modelos de revolveres e uma pistola pequena baseada na checa CZ-45. Foi a primeira fabricante brasileira de armas de fogo a exportar produtos para o mercado de armas dos [[Estados Unidos]], atingindo um grande sucesso com o seu revolver Tigre (exportado para o mercado norte americano com o nome Tiger), cujo design era baseado no [[Smith & Wesson Model 10|Smith & Wesson Modelo 10]] e utilizava calibre .32 S&W Long.<ref name=":1" /><ref>{{Citar web |ultimo=Barduc |primeiro=GCM |url=https://amigosdaguardacivil.blogspot.com/2009/08/industria-andreense-de-armas-leves-ina.html |titulo=Industria andreense de armas leves - INA |data= |acessodata=2020-10-29 |website=AMIGOS DA GUARDA CIVIL |publicado= |lingua=pt-br}}</ref>
328

edições