Pizzagate: diferenças entre revisões

Sem alteração do tamanho ,  4 de novembro de 2020
→‎Difusão em redes sociais: a palavra correta é "tweet" - postagem no twitter
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel Edição via aplic. Android
(→‎Difusão em redes sociais: a palavra correta é "tweet" - postagem no twitter)
 
=== Difusão em redes sociais ===
Dias antes das [[Eleição presidencial nos Estados Unidos em 2016|eleições presidenciais]], sites de notícias falsas davam grande destaque à suposta descoberta. A notícia também se espalhou pelo [[Reddit]] e outros portais. Personalidades como o jogador de basquete [[Andrew Bogut]]<ref name="USA Today">{{Citar jornal|url=https://www.usatoday.com/story/sports/ftw/2016/12/07/andrew-bogut-believed-the-pizzagate-fake-news-story-which-makes-us-really-sad/95086624/|titulo= "Andrew Bogut pushed the Pizzagate conspiracy"|idioma= EN}}</ref> e o criador de [[Minecraft]] [[Markus Persson]]<ref name="Portal BOL">{{Citar jornal|url=https://www.bol.uol.com.br/noticias/2017/08/31/criador-de-minecraft-defende-teorias-da-conspiracao-malucas-no-twitter.htm|titulo= "Criador de "Minecraft" defende teorias da conspiração malucas no Twitter"}}</ref> estão entre as pessoas que compartilharam a teoria da conspiração. Análises indicavam que uma quantidade desproporcional de ''twittstweets'' partiam de países como [[Chéquia]], [[Chipre]] e [[Vietnã]], além da participação de [[bot]]s.<ref name="Superinteressante">{{Citar jornal|url=https://super.abril.com.br/mundo-estranho/pizzagate-o-escandalo-de-fake-news-que-abalou-a-campanha-de-hillary/|titulo= "Pizzagate: o escândalo de fake news que abalou a campanha de Hillary"}}</ref>
 
=== Repercussão na imprensa turca ===
37

edições