Diferenças entre edições de "Rússia"

6 bytes adicionados ,  06h59min de 6 de novembro de 2020
→‎Primeiros povos: Correção de erro de datação tomando como referência o artigo da Wikipédia-pt.
m
(→‎Primeiros povos: Correção de erro de datação tomando como referência o artigo da Wikipédia-pt.)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
[[imagem:IE expansion.png|thumbnail|esquerda|[[Hipótese Kurgan]], acerca da difusão dos povos euroasiáticos a partir da região ao sul da Rússia]]
 
Um dos primeiros ossos humanos modernos, datado de 35 mil anos de idade, foi encontrado na Rússia, em Kostenki, nas margens do [[rio Don]].<ref name=Higham2006>{{citar periódico|doi=10.1073/pnas.0510005103|data=janeiro de 2006|autor =Higham, T. et al.|título=Revised direct radiocarbon dating of the Vindija G1 Upper Paleolithic Neanderthals|volume=103|número=3|páginas=553–557|issn=0027-8424|pmid=16407102|pmc=1334669|periódico=Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America|url=http://www.pnas.org/cgi/pmidlookup?view=long&pmid=16407102|formato=Free full text|bibcode=2006PNAS..103..553H}}</ref> Os restos do [[hominídeo de Denisova]], que viveu entre cerca1 demilhão 41e 40 mil anos, foram descobertos na [[caverna de Denisova]], no sul da [[Sibéria]].<ref name=washingtonpost>{{Citation |url=http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2010/03/24/AR2010032401926_pf.html |título=DNA from bone shows new human forerunner, and raises array of questions |jornal=[[Washington Post]] |data=25 de março de 2010 |primeiro =David |último =Brown }}</ref> Em tempos pré-históricos, as vastas [[estepe]]s do sul da Rússia eram o lar de tribos de pastores [[nômade]]s.<ref name=Belinskij>{{citar periódico|autor=Belinskij A, Härke, H|título=The 'Princess' of Ipatovo|periódico=Archeology|volume=52|número=2|ano=1999|url=http://cat.he.net/~archaeol/9903/newsbriefs/ipatovo.html|arquivourl=https://web.archive.org/web/20080610043326/http://cat.he.net/~archaeol/9903/newsbriefs/ipatovo.html|arquivodata=2008-06-10|acessodata=26 de dezembro de 2007|urlmorta=yes}}</ref> Os restos dessas civilizações foram descobertos em lugares como [[Ipatovo]],<ref name=Belinskij/> [[Sintashta]],<ref>{{citar livro|autor =Drews, Robert|título=Early Riders: The beginnings of mounted warfare in Asia and Europe|ano=2004|publicado=Routledge|local=New York|página=50|isbn=0-415-32624-9}}</ref> [[Arkaim]],<ref>{{citar web|autor =Koryakova, L.|título=Sintashta-Arkaim Culture|publicado=The Center for the Study of the Eurasian Nomads (CSEN)|url=http://www.csen.org/koryakova2/Korya.Sin.Ark.html|acessodata=20 de julho de 2007}}</ref> e [[Pazyryk]], que possuem os primeiros vestígios conhecidos de guerras com o uso de cavalos, uma característica fundamental no modo de vida nômade.<ref>{{citar web|título=1998 NOVA documentary: "Ice Mummies: Siberian Ice Maiden"|obra=Transcript|url=http://www.pbs.org/wgbh/nova/transcripts/2517siberian.html|acessodata=26 de dezembro de 2007}}</ref>
 
Na [[Antiguidade Clássica]], a [[estepe pôntica]] era conhecida como [[Cítia]]. Desde o {{-séc|VIII|x}}, comerciantes da [[Grécia Antiga]] conduziram sua civilização para os empórios comerciais em [[Tánais]] e [[Fanagoria]]. Os [[Roma Antiga|romanos]] estabeleceram-se na parte ocidental do [[Mar Cáspio]], onde [[Império Romano|seu império]] se estendia para o leste.<ref>{{citar livro|autor =Jacobson, E.|título=The Art of the Scythians: The Interpenetration of Cultures at the Edge of the Hellenic World|publicado=Brill|ano=1995|página=38|isbn=90-04-09856-9}}</ref> Entre os séculos III e {{DC|IV|x}}, o semi-lendário reino [[Godos|gótico]] de [[Aujo]] existiu no sul da Rússia, até que foi invadido pelos [[hunos]]. Do {{-séc|V}} ao {{DC|IV|x}}, o [[Reino do Bósforo]], um sistema político [[Período helenístico|helenista]] que sucedeu as [[colônias gregas]],<ref>{{citar livro|autor =Tsetskhladze, G.R.|título=The Greek Colonisation of the Black Sea Area: Historical Interpretation of Archaeology|publicado=F. Steiner|ano=1998|página=48|isbn=3-515-07302-7}}</ref> também foi dominado por invasões nômades lideradas por tribos guerreiras, como os hunos.<ref>{{citar livro|autor =Turchin, P.|título=Historical Dynamics: Why States Rise and Fall|publicado=Princeton University Press|ano=2003|páginas=185–186|isbn=0-691-11669-5}}</ref> Pelo {{séc|VI}}, a estepe pôntica presencia a migração de mais tribos guerreiros, como os [[ávaros]] da [[Eurásia]] e os [[protobúlgaros]]. Um [[Povos turcos|povo turco]], os [[cazares]], dominou as estepes da bacia do [[Rio Volga|Volga]], entre os mares [[Mar Cáspio|Cáspio]] e [[Mar Negro|Negro]] até o {{séc|X}}.<ref>{{citar livro|autor =Christian, D.|título=A History of Russia, Central Asia and Mongolia|publicado=Blackwell Publishing|ano=1998|páginas=286–288|isbn=0-631-20814-3}}</ref>
21

edições