Diferenças entre edições de "Rússia"

15 bytes adicionados ,  07h08min de 6 de novembro de 2020
→‎Primeiros povos: Ajuste de significado.
(→‎Primeiros povos: Correção de erro de datação tomando como referência o artigo da Wikipédia-pt.)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
(→‎Primeiros povos: Ajuste de significado.)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Um dos primeiros ossos humanos modernos, datado de 35 mil anos de idade, foi encontrado na Rússia, em Kostenki, nas margens do [[rio Don]].<ref name=Higham2006>{{citar periódico|doi=10.1073/pnas.0510005103|data=janeiro de 2006|autor =Higham, T. et al.|título=Revised direct radiocarbon dating of the Vindija G1 Upper Paleolithic Neanderthals|volume=103|número=3|páginas=553–557|issn=0027-8424|pmid=16407102|pmc=1334669|periódico=Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America|url=http://www.pnas.org/cgi/pmidlookup?view=long&pmid=16407102|formato=Free full text|bibcode=2006PNAS..103..553H}}</ref> Os restos do [[hominídeo de Denisova]], que viveu entre 1 milhão e 40 mil anos, foram descobertos na [[caverna de Denisova]], no sul da [[Sibéria]].<ref name=washingtonpost>{{Citation |url=http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2010/03/24/AR2010032401926_pf.html |título=DNA from bone shows new human forerunner, and raises array of questions |jornal=[[Washington Post]] |data=25 de março de 2010 |primeiro =David |último =Brown }}</ref> Em tempos pré-históricos, as vastas [[estepe]]s do sul da Rússia eram o lar de tribos de pastores [[nômade]]s.<ref name=Belinskij>{{citar periódico|autor=Belinskij A, Härke, H|título=The 'Princess' of Ipatovo|periódico=Archeology|volume=52|número=2|ano=1999|url=http://cat.he.net/~archaeol/9903/newsbriefs/ipatovo.html|arquivourl=https://web.archive.org/web/20080610043326/http://cat.he.net/~archaeol/9903/newsbriefs/ipatovo.html|arquivodata=2008-06-10|acessodata=26 de dezembro de 2007|urlmorta=yes}}</ref> Os restos dessas civilizações foram descobertos em lugares como [[Ipatovo]],<ref name=Belinskij/> [[Sintashta]],<ref>{{citar livro|autor =Drews, Robert|título=Early Riders: The beginnings of mounted warfare in Asia and Europe|ano=2004|publicado=Routledge|local=New York|página=50|isbn=0-415-32624-9}}</ref> [[Arkaim]],<ref>{{citar web|autor =Koryakova, L.|título=Sintashta-Arkaim Culture|publicado=The Center for the Study of the Eurasian Nomads (CSEN)|url=http://www.csen.org/koryakova2/Korya.Sin.Ark.html|acessodata=20 de julho de 2007}}</ref> e [[Pazyryk]], que possuem os primeiros vestígios conhecidos de guerras com o uso de cavalos, uma característica fundamental no modo de vida nômade.<ref>{{citar web|título=1998 NOVA documentary: "Ice Mummies: Siberian Ice Maiden"|obra=Transcript|url=http://www.pbs.org/wgbh/nova/transcripts/2517siberian.html|acessodata=26 de dezembro de 2007}}</ref>
 
Na [[Antiguidade Clássica]], a [[estepe pôntica]] era conhecida como [[Cítia]]. Desde o {{-séc|VIII|x}}, comerciantes da [[Grécia Antiga]] conduziram os produtos da sua civilização para os empórios comerciais em [[Tánais]] e [[Fanagoria]]. Os [[Roma Antiga|romanos]] estabeleceram-se na parte ocidental do [[Mar Cáspio]], onde [[Império Romano|seu império]] se estendia para o leste.<ref>{{citar livro|autor =Jacobson, E.|título=The Art of the Scythians: The Interpenetration of Cultures at the Edge of the Hellenic World|publicado=Brill|ano=1995|página=38|isbn=90-04-09856-9}}</ref> Entre os séculos III e {{DC|IV|x}}, o semi-lendário reino [[Godos|gótico]] de [[Aujo]] existiu no sul da Rússia, até que foi invadido pelos [[hunos]]. Do {{-séc|V}} ao {{DC|IV|x}}, o [[Reino do Bósforo]], um sistema político [[Período helenístico|helenista]] que sucedeu as [[colônias gregas]],<ref>{{citar livro|autor =Tsetskhladze, G.R.|título=The Greek Colonisation of the Black Sea Area: Historical Interpretation of Archaeology|publicado=F. Steiner|ano=1998|página=48|isbn=3-515-07302-7}}</ref> também foi dominado por invasões nômades lideradas por tribos guerreiras, como os hunos.<ref>{{citar livro|autor =Turchin, P.|título=Historical Dynamics: Why States Rise and Fall|publicado=Princeton University Press|ano=2003|páginas=185–186|isbn=0-691-11669-5}}</ref> Pelo {{séc|VI}}, a estepe pôntica presencia a migração de mais tribos guerreiros, como os [[ávaros]] da [[Eurásia]] e os [[protobúlgaros]]. Um [[Povos turcos|povo turco]], os [[cazares]], dominou as estepes da bacia do [[Rio Volga|Volga]], entre os mares [[Mar Cáspio|Cáspio]] e [[Mar Negro|Negro]] até o {{séc|X}}.<ref>{{citar livro|autor =Christian, D.|título=A History of Russia, Central Asia and Mongolia|publicado=Blackwell Publishing|ano=1998|páginas=286–288|isbn=0-631-20814-3}}</ref>
 
Os ancestrais dos [[russos]] modernos são as [[Eslavos|tribos eslavas]], cujo lar de origem é considerado por alguns estudiosos como tendo sido as áreas florestadas dos pântanos de [[Pinsco]].<ref>{{citar livro|último =For a discussion of the origins of Slavs, see Barford, P.M.|título=The Early Slavs|publicado=Cornell University Press|páginas=15–16|isbn=0-8014-3977-9|ano=2001}}</ref> Os [[Eslavos do Leste]] gradualmente se assentaram na Rússia Ocidental em duas ondas: uma movendo-se de [[Quieve]] para a atual [[Susdália]] e [[Murom]] e outra de [[Polócia]] para [[Novogárdia Magna]] e [[Rostóvia]]. A partir do {{séc|VII}}, os eslavos do leste constituíam a maior parte da população na Rússia Ocidental e, lentamente, mas de forma pacífica, assimilaram os [[povos fino-úgricos]] nativos, incluindo os {{ilc|merias||merya}}, os [[muromianos]] e os [[meshcheras]].<ref>{{citar livro|autor =Christian, D.|título=A History of Russia, Central Asia and Mongolia|publicado=Blackwell Publishing|ano=1998|páginas=6–7}}</ref>
21

edições