Diferenças entre edições de "Gilda Valença"

4 bytes adicionados ,  23h24min de 20 de novembro de 2020
sem resumo de edição
Os primeiros passos no mundo artístico foram por volta de 1938, ainda em Lisboa, cantando em programas infantis na [[Emissora Nacional]]. Cantou no coro do programa infantil da Emissora Nacional, quando as aulas do colégio de Santo António o permitiam. Ao final dos estudos formou-se perito-contadora.
 
Foi convidada para cantar na [[Rádio Renascença]] mas desistiu quando se casou. Chegou ao Brasil em 1949 a convite da irmã Julieta, que já residia no Rio desde 1938. O compositor [[Fernando Lobo]] e a cantora [[Aracy de Almeida]] viram-na cantando em uma festa e a indicaram ao Radialistaradialista [[Luiz Jatobá]], da [[Rádio Tupi]], passando a se apresentar no programa de [[Ary Barroso]], fez duas novelas Antônio Maria em 1968 e A fábrica em 1969.
 
Precisou mudar de nome artístico, pois usava o nome Gilda de Abreu, homônimo da atriz e cantora esposa do cantor Vicente Celestino, adotando o nome Valença já usado por sua irmã, Julieta.
5

edições