Diferenças entre edições de "Noite da agonia"

221 bytes adicionados ,  19h31min de 23 de novembro de 2020
m
Foram revertidas as edições de Anonimosonimos para a última revisão de XICO, de 05h36min de 3 de janeiro de 2020 (UTC)
m (Um erro de interpretação)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Referências removidas Revertida
m (Foram revertidas as edições de Anonimosonimos para a última revisão de XICO, de 05h36min de 3 de janeiro de 2020 (UTC))
Etiqueta: Reversão
A '''noite da agonia''' foi um episódio da história do [[Império do Brasil|Brasil]], ocorrido na madrugada de [[12 de novembro]] de [[1823]],<ref>{{citar web|título=A "Noite da Agonia"|url=http://www.multirio.rj.gov.br/historia/modulo02/noite_agonia.html |títulopublicado=A "Noite da Agonia" Multirio|acessodata=24 de agosto de 2013 |publicado=Multirio}}</ref> durante a [[Primeira Assembleia Nacional Constituinte do Brasil|Assembleia Constituinte]], no [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]], que estava encarregada de redigir a [[Constituição da mandioca|primeira Constituição]] do [[Brasil|país]] recém-independente. O monarca [[Pedro I do Brasil|Pedro I]] mandou o [[Exército Brasileiro|Exército]] invadir o [[Palácio Tiradentes|plenário da Assembleia Constituinte]], que resistiu durante horas, mas não conseguiu evitar sua dissolução. Vários deputados foram presos e deportados, entre eles os irmãos Andradas, [[José Bonifácio]] (o Patriarca da Independência), [[Martim Francisco Ribeiro de Andrada|Martim Francisco]] e [[Antônio Carlos Ribeiro de Andrada Machado e Silva|Antônio Carlos]].<ref>{{citar web |último=Hippolito |primeiro=Lucia|título=A noite da agonia|url=http://oglobo.globo.com/pais/noblat/luciahippolito/posts/2008/11/12/a-noite-da-agonia-138821.asp |títulopublicado=A noite da agonia[[O Globo]]|acessodata=7 de Março de 2013 |publicado=[[O Globo]]}}</ref><ref>{{citar web|título=Assembléia Constituinte de 1823|url=http://www.coladaweb.com/historia-do-brasil/assembleia-constituinte-de-1823 |títuloobra=AssembléiaHistória Constituinte de 1823do Brasil|acessodata=7 de Março de 2013 |obra=História do Brasil |autor=Cola da Web}}</ref>
Dom Pedro 1 liberou 3 Negros à noite e eles comeram todo mundo,por isso agonia.
 
Em documento assinado pelo [[Pedro I do Brasil|Imperador]] e seus conselheiros em [[13 de novembro]] de 1823, adotou-se, além da expatriação de ex-deputados, outras medidas repressivas — quais sejam, a vigilância policial sigilosa em locais de reunião e a prisão de quem se envolvesse em discussões públicas.<ref>{{citar web| título=Atas do Conselho de Estado. Segundo Conselho de Estado, 1823 - 1834|url=http://www.senado.gov.br/publicacoes/anais/pdf/ACE/ATAS2-Segundo_Conselho_de_Estado_1822-1834.pdf |título=Atas do Conselho de Estado. Segundo Conselho de Estado, 1823 - 1834 |acessodata=24 de agosto de 2013 |publicado=[[Senado Federal do Brasil|Senado Federal]]| acessodata=24 de agosto de 2013}}</ref>
A '''noite da agonia''' foi um episódio da história do [[Império do Brasil|Brasil]], ocorrido na madrugada de [[12 de novembro]] de [[1823]],<ref>{{citar web |url=http://www.multirio.rj.gov.br/historia/modulo02/noite_agonia.html |título=A "Noite da Agonia" |acessodata=24 de agosto de 2013 |publicado=Multirio}}</ref> durante a [[Primeira Assembleia Nacional Constituinte do Brasil|Assembleia Constituinte]], no [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]], que estava encarregada de redigir a [[Constituição da mandioca|primeira Constituição]] do [[Brasil|país]] recém-independente. O monarca [[Pedro I do Brasil|Pedro I]] mandou o [[Exército Brasileiro|Exército]] invadir o [[Palácio Tiradentes|plenário da Assembleia Constituinte]], que resistiu durante horas, mas não conseguiu evitar sua dissolução. Vários deputados foram presos e deportados, entre eles os irmãos Andradas, [[José Bonifácio]] (o Patriarca da Independência), [[Martim Francisco Ribeiro de Andrada|Martim Francisco]] e [[Antônio Carlos Ribeiro de Andrada Machado e Silva|Antônio Carlos]].<ref>{{citar web |último=Hippolito |primeiro=Lucia |url=http://oglobo.globo.com/pais/noblat/luciahippolito/posts/2008/11/12/a-noite-da-agonia-138821.asp |título=A noite da agonia |acessodata=7 de Março de 2013 |publicado=[[O Globo]]}}</ref><ref>{{citar web |url=http://www.coladaweb.com/historia-do-brasil/assembleia-constituinte-de-1823 |título=Assembléia Constituinte de 1823 |acessodata=7 de Março de 2013 |obra=História do Brasil |autor=Cola da Web}}</ref>
 
Com a dissolução da Assembleia constituinte, Pedro I reuniu dez cidadãos de sua inteira confiança que, a portas fechadas, redigiram a primeira constituição do Brasil, outorgada em [[25 de março]] de [[1824]], e que acabou fortalecendo o [[Poder Moderador]].<ref>{{citar web|título=Primeira Constituição do Brasil - A Constituição do Império|url=http://geopr1.planalto.gov.br/saei/index.php/component/content/article/101-noticias/destaque/3884-25-0-primeira-constituicao-do-brasil-a-constituicao-do-imperio|publicado=Portal SAEI/PR|acessodata=21 de Março de 2013}}</ref>
Em documento assinado pelo [[Pedro I do Brasil|Imperador]] e seus conselheiros em [[13 de novembro]] de 1823, adotou-se, além da expatriação de ex-deputados, outras medidas repressivas — quais sejam, a vigilância policial sigilosa em locais de reunião e a prisão de quem se envolvesse em discussões públicas.<ref>{{citar web |url=http://www.senado.gov.br/publicacoes/anais/pdf/ACE/ATAS2-Segundo_Conselho_de_Estado_1822-1834.pdf |título=Atas do Conselho de Estado. Segundo Conselho de Estado, 1823 - 1834 |acessodata=24 de agosto de 2013 |publicado=[[Senado Federal do Brasil|Senado Federal]]}}</ref>
 
Com a dissolução da Assembleia constituinte, Pedro I reuniu dez cidadãos de sua inteira confiança que, a portas fechadas, redigiram a primeira constituição do Brasil, outorgada em [[25 de março]] de [[1824]], e que acabou fortalecendo o [[Poder Moderador]].
 
== Ver também ==