Diferenças entre edições de "Minnie Driver"

1 byte adicionado ,  13h10min de 26 de novembro de 2020
m (Página marcada que existem referências sem formatação)
Driver é filha de pais com ascendência [[Inglaterra|inglesa]], [[Irlanda|irlandesa]], [[Escócia|escocesa]], [[Itália|italiana]] e [[França|francesa]]. Ela foi criada em [[Barbados]] e educada na escola de [[Bedales]], próxima a Petersfield, [[Hampshire]], Inglaterra, e na Academia de Artes Dramáticas Webber Douglas, em Londres. Antes do sucesso como atriz, Driver era membro de uma banda chamada "Puff, Rocks and Brown". A banda chegou a assinar contrato com a [[Island Records]], mas terminou sem nenhum lançamento.
 
Ela começou um discreto retorno à musicamúsica em 2000. Em 2004, assinou contratos de gravação com a [[EMI]] e a [[Rounder Records]], e se apresentou na [[South by Southwest|SXSW]]. O produtor canadense Colin Craig auxiliou no lançamento de "Everything I've Got in My Pocket", que atingiu o 34º lugar no Reino Unido, e em um segundo single, "Invisible Girl" que chegou no 68º lugar. O álbum ''[[Everything I've Got in My Pocket]]'' chegou a ser o 44º nas tabelas britânicas, ultrapassando um grupo que incluia [[The Wallflowers]] e a banda de [[Pete Yorn]]. Driver escreveu dez das oito canções do álbum e também fez um ''cover'' de "Hungry Heart", do álbum ''The River'', de [[Bruce Springsteen]]. Em 2004, Minnie Driver fez os shows de abertura do [[Finn Brothers]], durante a parte britânica da turnê do grupo.
 
Em [[2004]], Driver interpretou [[Carlotta Giudicelli]] no filme ''O Fantasma da Ópera'' de [[Joel Schumacher]]. Devido aos requerimentos vocais do papel, Driver foi o único membro do elenco a ter a voz dublada. Entretanto, é sua voz real que aparece em ''Learn to be Lonely'', uma canção escrita por [[Andrew Lloyd Webber]] especificamente para a versão em filme de seu musical. (é a canção que toca durante os créditos finais do filme).